Futebol - Alex Hauw é o único indisponível na Naval



Tudo menos cumprir calendário

A Naval continua a preparar a deslocação de domingo ao terreno do Sporting. Alex Hauw está recuperado e já treina sem quaisquer limitações.

Sporting e Naval têm encontro marcado para o domingo (20H15) em Alvalade. Uma partida que pode parecer apenas para cumprir calendário, embora, na prática, as coisas possam não ser assim. Do lado dos leões, ainda é necessária a conquista de um ponto para assegurar a Liga dos Campeões, enquanto que, para os da Figueira da Foz, está vivo o desejo de escrever uma página no historial do clube e da Liga, com a conquista da melhor classificação de sempre no campeonato.

O histórico entre os dois clubes regista 11 jogos realizados, cujo saldo é largamente favorável aos leões, que ganharam nove vezes, perderam uma e empataram outra.

Curiosamente, na primeira vez que as duas equipas se defrontaram (quartos-de-final da Taça de Portugal 2002/2003), foi a Naval que venceu (por 1-0), com golo de Costé. Para a história ficou, além da eliminação do Sporting, a realização do último jogo de taça realizado no antigo Estádio de Alvalade, que, dias depois, foi reduzido a escombros, dando lugar ao Alvalade XXI.

Na temporada de 2005/2006, ano de estreia da Naval na I Liga, os figueirenses defrontaram um Sporting em plena corrida pelo título e, surpreendentemente, impuseram uma igualdade sem golos no “covil do leão”. Já os restantes encontros terminaram todos com vitórias do Sporting à excepção do encontro da temporada 2005/2006 que registou novo empate a zero.

Só um lesionado

Augusto Inácio deu ontem continuidade à preparação do encontro com o Sporting, com mais uma sessão de treino realizada longe de olhares exteriores. De momento, só Alex Hauw está indisponível, já que Godemèche integrou o trabalho sem condicionalismos, juntando-se a Lazaroni, também totalmente recuperado.

Hoje, há novo treino à porta fechada, pelas 10H00, no “municipal” figueirense.

Godemèche OK para Alvalade

O médio francês da Naval, Godemèche, debelou os problemas físicos com que se debatia desde o jogo com o Sp. Braga, tendo recebido luz verde para integrar, esta quinta-feira, sem limitações, a preparação do jogo com o Sporting.

Com a reintegração de Godemèche, Augusto Inácio vê-se privado apenas do contributo de Alex Hauw.

O médio continua remetido a trabalho de ginásio e dificilmente será opção na deslocação a Alvalade.

A equipa figueirense volta a treinar esta sexta-feira, a partir das 10 horas, no Municipal José Bento Pessoa, à porta fechada. 

Lazaroni: «Vamos honrar camisola em Alvalade»


INTENÇÃO É NÃO COMETER ERROS DO ÚLTIMO JOGO

A Naval prepara o jogo com o Sporting, domingo no Estádio José Alvalade, e a estratégia de Augusto Inácio voltou esta quinta-feira a ser escondida, com o treino a decorrer, à porta fechada, no Bento Pessoa.

Bruno Lazaroni, de 29 anos, encontra-se totalmente recuperado e deverá integrar o onze inicial para o encontro com os leões.

"Não queremos cometer os erros do último jogo com o Braga. Somos profissionais e vamos, em Alvalade, voltar a honrar a nossa camisola", afirma.
Quanto ao seu futuro, Lazaroni limitou-se: "Estou sempre disponível para conversar. Estão a decorrer as negociações. Vamos ver o que acontece nos próximos dias."

Fonte: Record

Aprígio Santos espera manter Peiser


PRESIDENTE JÁ ESTUDA PLANTEL PARA A PRÓXIMA ÉPOCA

Aprígio Santos já pensa na próxima época, numa altura em que vários jogadores estão em fim de contrato. A questão dos guarda-redes é uma a resolver, entre as quais a situação contratual de Peiser.


O presidente da Naval formula o desejo de ver Peiser na equipa para a época 2010/2011: "Estamos a trabalhar para a sua continuidade, mas se ele se for embora arranjamos outro".

Fonte: Record

Naval: Peiser só sai do clube para continuar a jogar

Guarda-redes tem várias propostas mas deve rumar ao Chipre 

Romuald Peiser, guarda-redes em final de contrato com a Naval, admite ter várias propostas em carteira mas já decidiu o que pretende para o seu futuro: continuar a jogar regularmente e sempre ao nível de uma primeira divisão. Em entrevista ao site sofoot.com, o guardião, entre vários assuntos, aborda a sua hipotética continuidade na Figueira, cenário cada vez mais distante.

«Estou em final de contrato e estou em conversações com os dirigentes do clube já desde o final do ano passado. Estou à espera. Tenho possibilidades na I e II divisões de França, do estrangeiro¿ Vamos ver. Entre um contacto e a assinatura de um contrato há um mundo», afirma o jogador.

Entre as várias propostas, sabe o Maisfutebol, está uma de um clube cipriota, que estará na dianteira para assegurar o concurso do guarda-redes, que acredita ter um estatuto a defender: «Regressar a França? Por que não, mas não para ser suplente.

Em Portugal, ganhei o gosto de jogar e jogar na primeira divisão. Sou conhecido e reconhecido. Sou o segundo guarda-redes da Liga com mais defesas. Em França, o mercado é muito fechado, mais virado para a exportação. Mas sei que posso jogar na primeira divisão, já o demonstrei.»

Lazaroni reforça opções para o Sporting
É menos uma dor de cabeça para Augusto Inácio. O médio Bruno Lazaroni voltou a trabalhar sem limitações esta quarta-feira, depois de ter falhado o primeiro treino da semana na sequência de algumas sequelas da partida com o Sp. Braga.

Quanto a Godemèche, continua a evoluir de forma condicionada, enquanto Alex Hauw mantém-se em tratamento, fazendo ainda algum trabalho de ginásio. São estas, por ora, as dúvidas do técnico dos figueirenses para o jogo com o Sporting, em Alvalade.

Fonte: Mais Futebol

Daniel Cruz quer alcançar «melhor classificação de sempre»

O defesa Daniel Cruz afirmou que o objectivo da Naval é vencer os dois jogos que faltam disputar no campeonato – Sporting e Académica – por forma a garantir a «melhor classificação de sempre» do conjunto da Figueira da Foz no escalão máximo do futebol português.

«Sabemos bem o que queremos. Estão ainda seis pontos para disputar, nada temos a perder e muito a ganhar. Vamos tentar somá-los para garantirmos a melhor classificação de sempre da equipa na I Liga», disse o brasileiro da Naval.

Porém, a Naval vai a Alvalade no próximo domingo, e Daniel Cruz garante que não haverá plano especial para travar Liedson: «É um grande jogador que requer alguma atenção mas o Sporting é uma grande equipa e tem outros grandes jogadores. É o seu colectivo que tem de merecer grande atenção.»

Giuliano quer triunfo inédito


MÉDIO QUER GANHAR AO SPORTING

Giuliano, 29 anos, está confiante numa vitória da Naval na deslocação ao terreno do Sporting no próximo domingo, algo que a equipa nunca conseguiu, já que em 4 jogos em Alvalade perdeu 3 e empatou 1.

"Temos condições para vencer o Sporting pela 1.ª vez, aproveitando uma certa debilidade do nosso adversário", referiu o médio, destacando Liedson como o elemento mais perigoso dos leões. "É preciso ter muita atenção com ele", alertou.

O plantel voltou a trabalhar ontem, numa sessão onde Bruno Lazaroni já foi integrado sem limitações, enquanto Alex Hauw e Godemèche, com ligeiros traumatismos, fizeram treino condicionado.

Festa

O jantar comemorativo dos 117 anos da Naval realiza-se amanhã, às 20 horas, no restaurante "LadoDeLá", na Figueira da Foz.

Fonte: Record

Alex Hauw mais longe de Alvalade

O médio francês Alex Hauw, da Naval, esteve esta quarta-feira no ginásio e dificilmente recuperará a tempo do jogo com o Sporting, no próximo domingo. Por outro lado, Lazaroni e Daniel Cruz estão totalmente recuperados das respectivas lesões e deverão entrar nas contas de Augusto Inácio para a deslocação a Alvalade. Godemèche iniciou trabalho de corrida e realizou alguns exercícios de recuperação com o fisioterapeuta.

O plantel volta a reunir-se amanhã pelas 10 horas.
Fonte: Jornal A Bola

Informação Colectivo Maravilhas - Sporting / Naval

Saudações do Colectivo


Domingo, 2 Maio 2010

20H15
Sporting - NAVAL

Viagem a Lisboa
Saída às 16Hoo do Estádio

Bilhetes viagem e jogo
por 15€ Sócios da Claque
20€ não sócios

INFOLINE 96 292 59 88
Divulga esta mensagem
Obrigado
--
Pedro Taborda

Colectivo MARAVILHAS

DIOGO PINHEIRO NO GRUPO DE APURAMENTO OLIMPICO


O remador da Naval – Diogo Pinheiro – foi convocado para o estágio da Selecção Nacional que terá lugar no Centro Nacional de Remo no Pocinho, de 14 a 21 de Maio de 2010 com vista à preparação da participação na 1ª Taça do Mundo de Pesos Ligeiros a ter lugar de 24 a 31 de Maio.

CAMPEONATO NACIONAL DE INVERNO DE INFANTIS, INICIADOS E JUVENIS

A Naval participou nos passados dias 10 e 11 de Abril nos Campeonatos Nacionais de Inverno de Infantis, Iniciados e Juvenis.

A atleta Rafaela Henriques foi apurada para a Final B de skiff iniciado embora não tenha alinhado por lesão.

Os restantes resultados da Naval foram os seguintes:

• Double Inic. Fem.: Soraia Moreira e Mariana Nunes - 2º Lugar na Final B

• Double Inic. Masc.: Pedro Pereira e Gonçalo Moniz – 6º Lugar na Final A

• Double Inic. Masc.: João Morgado e Daniel Silva – 15º Lugar nas eliminatórias

• Quadri Inic. Masc.: André Jesus, Rodrigo Mota, Francisco Oliveira e Bernardo Pedro – 5º

Lugar na Final A

• Quadri Juv. Masc.: Luis Lopes, Francisco Azenha, Carlos Lourenço e Fernando Cardoso –

5º Lugar na Final A

• Skiff Juv. Masc.: Manuel Silva 13º nas eliminatórias

A próxima participação dos remadores da Naval em competições será em Coimbra na Regata Internacional Queima das Fitas.

Hugo Machado concretiza sonho duplo


FELIZ COM REGRESSO A PORTUGAL
Hugo Machado, médio de 27 anos do Standard Sumgayit, do Azerbaijão, é o primeiro reforço da Naval para a próxima época e não esconde a satisfação por voltar a jogar em Portugal. "Dei luz verde a um amigo, novo nestas andanças, para trabalhar em meu nome. Quando ele me falou na Naval pensei que estava a gozar. Só quando me ligou um dirigente do clube é que vi que era real", recordou o jogador ao Maisfutebol, acrescentando que tem um "pré-acordo para as próximas duas épocas", devendo apresentar-se na Figueira no final de maio.

O médio, que se formou nas camadas jovens do Sporting, concretiza um sonho duplo. "Vou poder estrear-me na Liga portuguesa e estarei perto do meu filho (Hugo Júnior, de 5 anos). É isso que me faz voltar a Portugal, é um regresso em nome dele, sem dúvida", assume Hugo Machado, que irá reencontrar Marinho (na formação leonina) e Davide (com quem jogou no E. Amadora).

Treino

O plantel da Naval regressou ontem ao trabalho depois de um dia de folga. Os mais utilizados na partida de domingo com o Sp. Braga fizeram treino de recuperação, enquanto os restantes treinaram com bola em metade do relvado. Alex Hauw, Godemèche e Lazaroni foram poupados.

Fonte: Jornal Record

Aprigio Santos decide no final da época continuidade do treinador

Augusto Inácio termina contrato no final da época e já disse estar disponível para ouvir propostas. O presidente do clube, no entanto, diz que só no final tomará uma decisão no que diz respeito ao treinador.


«No final do campeonato decidirei se entregarei proposta de renovação ao treinador, contudo, é bom que fique claro, não há da minha parte qualquer esfriamento de relações com Augusto Inácio», disse Aprigio Santos, que falava em entrevista a uma estação de rádio.
 
Fonte: Jornal A Bola

Trio em dúvida para defrontar Sporting


Godemèche, Lazaroni e Alex falharam, esta terça-feira, o primeiro treino da Naval com vista ao jogo da 29.ª jornada da Liga com o Sporting, marcado para o próximo domingo, em Alvalade.

Os três jogadores apresentaram queixas na sequência do jogo com o Sp. Braga, tendo sido poupados ao primeiro apronto da semana para fazerem repouso. A reavaliação por parte do departamento médico, para avaliar a extensão das respectivas lesões, ditará da disponibilidade para defrontarem os leões.

Os jogadores utilizados na recepção aos “arsenalistas” fizeram treino de recuperação física, numa sessão que já não contou com a presença de Ouattara. O médio francês, recorde-se, rescindiu o contrato com o clube figueirense no passado sábado, tendo regressado ao seu país.

Entretanto, as próximas três sessões de treino para a deslocação a Alvalade decorrerão à porta fechada, por decisão de Augusto Inácio.

Daniel Cruz sem limitações

REGRESSO AOS TREINOS APÓS DIA DE FOLGA

A equipa de Augusto Inácio regressou ao trabalho gozada um dia de folga e depois da pesada derrota com o Sporting de Braga.

Os mais utilizados no jogo com os arsenalistas fizeram treino de recuperação, enquanto os restantes treinaram com bola em metade do relvado.
A boa notícia para o técnico foi o regresso de Daniel Cruz, que treinou sem limitações, enquanto Alex Hauw, Nicolas Godemèche e Bruno Lazaroni foram poupados devido a pequenos traumatismos sofridos no encontro de domingo.

Para amanhã está marcada nova sessão, à porta fechada, no Bento Pessoa, iniciando-se, então, a preparação para a deslocação a Alvalade.

Na primeira volta, o Sporting venceu na Figueira da Foz, por 1-0 (golo de Saleiro).

Hugo Machado é o primeiro reforço da Naval para a próxima temporada

Hugo Machado, jogador formado no Sporting e actualmente a representar o Standard Sumgayit do Azerbeijão é a primeira contratação oficial da Naval para a temporada de 2010/2011

A Naval já trabalha a temporada de 2010/11 e deu já o primeiro passo no reforço da equipa profissional acordando um vínculo laboral de duas temporadas com Hugo Machado, médio de características “10” que iniciou a sua carreira no Sporting, clube que representou até 2003/2004.

O jogador tem 27 anos, 1.75 e 70kg iniciou a sua carreira no Sporting, clube onde completou a sua formação, tendo chegado a internacional Sub 19 e posteriormente ascendido à equipa B de Alvalade.

Entre as temporadas de 2003 e 2005 foi cedido por empréstimo do clube de Alvalade ao Estrela da Amadora e Barreirense, iniciando a partir de 2006 uma carreira no estrangeiro.

Apollon Limassol (2006) foi o início dessa carreira além fronteiras, seguindo-se Olympiakos Nicósia (2006/08), Alki Larnaka (2008/09) e Standard Sumgayit (2009/10) clube onde está vinculado até final da actual temporada.

Hugo Machado constitui a primeira contratação da Naval para a temporada 2009/10, tendo o clube figueirense já rescindido de mútuo acordo com o gaulês Bourama Ouattará.

Entretanto a continuidade de Augusto Inácio como líder técnico da Naval continua a ser uma equação sem resposta. Na conferência de imprensa realizada antes do jogo com o Braga (sábado) Augusto Inácio reafirmou não ter recebido até ao momento qualquer proposta da Naval que vise a sua continuidade, facto que se torna estranho, já que, o trabalho do técnico ao longo da temporada tem sido reconhecido como positivo.

Lazaroni aponta à «desatenção nas bolas paradas»





O «capitão» da Naval 1.º de Maio, Lazaroni, mostrou-se insatisfeito com a goleada sofrida em casa frente ao Sp. Braga (0-4) e apontou à desatenção nas bolas paradas como o principal factor para os elevado número de golos do adversário.

«Dos quatro golos [sofridos], três foram de bola para. Foi uma total desatenção nossa e contra uma equipa como o Braga, não podemos cometer esses erros», atirou o médio, em declarações à Antena1.

Recorde-se que os três primeiros golos do Sp. Braga no Estádio José Bento Pessoa surgiram de livre directo e dois cantos. 
 

«Sp. Braga ganhou bem» - Inácio



O treinador da Naval mostrou-se conformado com a goleada sofrida na recepção ao Sp. Braga. Augusto Inácio desvaloriza os golos de bola para, dizendo que «isso faz parte do jogo» e aponta ao terceiro golo dos minhotos como o ponto-chave da partida.

«Sofremos três golos de bola parada, mas isso faz parte do jogo, porque nós na semana passada também ganhámos ao Paços [de Ferreira] de bola parada. Na segunda parte, era determinante chegar primeiro ao golo. Se marcássemos nós íamos discutir o resultado, se marcasse o Braga íamos sofrer mais golos», explicou Inácio, aos microfones da Antena1.

O técnico navalista não se mostrou desiludido pelo resultado até argumentando que «o Braga é uma equipa bem organizada, motivada e ainda por cima com este bom público que tem». «Praticamente, depois de termos sofrido o terceiro golo, jogo quase que acabou e o Braga acabou por ganhar muito bem», vincou.

Fonte: Jornal A Bola

Ganha um Bilhete para Domingo 25 de Abril - 18H / Naval - Braga


Queres apoiar a Naval e ganhar um bilhete duplo para Domingo???

Só necessitas de fazer uma crónica sobre o Colectivo Maravilhas Associação. Escreve uma frase, criativa que descreva o que o Colectivo Maravilhas, promove, um pouco da sua história entre outras coisas da tua imaginação, das quais saibas sobre esta Claque. Dá asas à tua imaginação, e escreve uma frase realmente, brilhante.

As três, frases mais originais, ganham bilhete duplo, para assistir ao jogo da Naval 1º de Maio, no Domingo às 18:00, frente ao S.C. de Braga.

Basta colocar comentário no Blog, com a frase, nome e número de contacto. As melhores frases serão seleccionas pelo Colectivo e premiadas, com o prédio referido.

Os resultados e as frases premiadas, serão seleccionadas e publicadas até Sábado às 00.00H. O prémio é entregue no dia do jogo, junto da porta 11, uma hora antes do jogo.

OBS: Alertamos todos os participantes, que a bancada é junto do Colectivo Maravilhas, e que para entrar no estádio necessitam de trazer, alguma roupa que contenha a cor verde, alusiva ao clube.

O prazo foi alterado para Domingo até ao 12:00. Dê já o seu comentário, que pode vir a ser premiado.

Bom Dia a Todos os Navalistas... Como não houve mais participantes, desta iniciativa, a não ser o João Marinho; Jorge Martins Garcia e Sara Inácio, os bilhetes vão para estes mesmos participantes. Para receber o prémio e por motivos de privacidade dos participantes, peço que liguem para o 936607749 ou para o 968986233, para que eu possa entregar o prémio um hora antes do jogo junto à porta 11. A estes participates um muito obrigado pela participação.


Augusto Inácio: «Podíamos ter feito melhor»


TAÇA CONTINUA A SER "ESPINHA ATRAVESSADA NA GARGANTA" 
 
Na antevisão do jogo com o Sp. Braga, Augusto Inácio aproveitou para dar os parabéns ao adversário "pela grande temporada que está a realizar, visto que a três jornadas do fim ainda estar a lutar pelo título".
O técnico da Naval considerou que a sua equipa "tem feito um trabalho extraordinário, devido a todos os departamentos do clube", mas, ainda assim, nem todos os objetivos foram cumpridos. "Podíamos ter feito melhor, inclusivamente na Taça de Portugal, uma espinha que continua atravessada na garganta".

Quanto ao jogo de domingo (18 horas), Inácio garante que, apesar de ter o objetivo garantido - "a manutenção" -, quer manter "a honra e o profissionalismo", de forma a entrar em campo sempre com a intenção de obter os 3 pontos. "É o que esperamos que aconteça frente ao Braga, uma equipa a quem impusemos um empate na primeira volta, conseguindo pontos que lhe fizeram falta, mas que a nós deram muito jeito", confessou.

Sobre o ambiente que se vai viver no Bento Pessoa, Augusto Inácio sabe que "o estádio vai estar vermelho". "Não nos deixamos impressionar e temos a intenção de subir mais uns degraus, porque não estamos contentes com o 9.º lugar que ocupamos nesta altura. Queremos mais qualquer coisa e isso só pode acontecer se ganharmos o jogo". E sublinha: "Já o disse oportunamente, e com uma grande convicção, que não estou à espera de perdermos mais nenhum jogo até ao fim da temporada".

O técnico justifica as suas convicções: "Considero que o jogo com o Sp. Braga vai ser difícil, há argumentos de parte a parte a pensar na vitória, todos são legítimos, pelo que vamos lutar para conseguirmos os 3 pontos que estão ao nosso alcance exatamente pelos argumentos que também temos", salientou.

Quanto a uma possível renovação do seu contrato, Augusto Inácio mantém que não houve, até agora, qualquer conversação com o presidente do clube. "Vamos esperar pelo tempo", disse.

Fonte: Record

Quatro novidades na convocatória para o jogo contra o Sp. de Braga



Com a permanência matematicamente assegurada, a equipa de Augusto Inácio prepara-se para receber o Sporting de Braga (amanhã, às 18 horas) e o técnico mantém o discurso de que, até ao final da época, a sua equipa não vai perder qualquer jogo.

Em relação à convocatório para Paços de Ferreira, regista-se a entrada de Jorge Batista, Lupède, Alex Hauw e Kerrouche, saindo, por opção, Bruno, Adriano Rodrigues e Ouattara.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Peiser e Jorge Batista
Defesas: Diego Ângelo, Lupède, Gomis, Carlitos, José Mário e João Real
Médios: Bruno Lazaroni, Godemèche, Alex Hauw, Giuliano e Camora
Avançados: Michel Simplício, Davide, Marinho, Kerrouche, Bolívia e Fábio Júnior

Fonte: Record

Ouattara rescinde com figueirenses


FRANCÊS ABANDONA O CLUBE MAIS CEDO
O avançado francês, Bourama Ouattara, de 25 anos, rescindiu, por mútuo acordo, o contrato que o ligava ao emblema figueirense.
O vínculo terminava em Junho, mas existia uma cláusula de opção que a Naval não quis exercer e o jogador abandona assim o clube mais cedo.

Fonte: Record

Davide: «Clube tem vindo a afirmar-se»


JOGADOR VAI DEFRONTAR A SUA ANTIGA EQUIPA

Davide, de 27 anos, está ao serviço da Naval desde 2007/2008, depois de ter defendido as cores do Sporting de Braga em 2005/2006 e 2006/2007, após uma longa passagem Estrela da Amadora. O seu contrato termina no final da temporada, mas estão em curso conversações equacionando-se a possibilidade de continuar no clube figueirense.

Na época passada participou em 29 jogos, muitos dos quais como titular, mas nesta temporada não tem sido chamado com tanta assiduidade.

Em vésperas da receção ao Sp. Braga, Davide não esquece a sua passagem pelo clube minhoto: "Nunca escondi que foi num prazer enorme trabalhar naquele clube, mas agora estou do outro lado e, como sempre, se for chamado, viu lutar pelos 3 pontos para a Naval".

Quando à irregularidade da sua intervenção nos jogos desta temporada, o jogador deve essa situação a "opções do técnico". "Temos que estar sempre preparados para isso, trabalhando da mesma maneira. Sempre que fui chamado correspondi e penso que estive bem", acrescentando: "Não deram continuidade a essa aposta, mas contra isso não posso fazer nada", lamenta.

Quanto à possibilidade do clube conseguir a sua melhor classificação de sempre, David fala do seu ponto de vista: "É bom, o clube tem vindo a afirmar-se nos últimos anos e é um prestígio continuar com este crescimento".

O jogador não esqueceu a eliminação da Taça de Portugal. "Esse é um 'pormenor' que vai ficar marcado durante algum tempo, já que, a determinada altura, era um objetivo nosso porque sentimos que estava perto", confessa.

Esta sexta-feira, a equipa prosseguiu no estudo da estratégia para o jogo de domingo com o Braga, e amanhã continua no Bento Pessoa, a partir das 10 horas, após o que Augusto Inácio fará a antevisão do jogo.

«Podemos ser a equipa que mais afastou o Sp. Braga do título» - Real

A Naval pode ter uma palavra a dizer na atribuição do título de campeão nacional, mas João Real diz que os jogadores da equipa da Figueira da Foz são «peões numa guerra alheia». No entanto, reconhece, é possível voltar a "roubar" pontos ao Sp. Braga.

«Somos peões numa guerra alheia. A guerra do título é entre o Braga e o Benfica. Todavia, não temos que fazer fretes a ninguém. Temos uma filosofia de vitória e um objectivo para atingir, que passa por fazer a melhor classificação de sempre», afirmou o jogador, pleno de convicção.

«A vida é feita de pequenas marcas, e este jogo pode dar para fazer história», prosseguiu Real, explicando que a Naval pode ser a equipa «que mais afastou o Braga do título»: «Na primeira volta, a Naval foi a única equipa a roubar pontos ao Braga, em sua casa. Se fizermos o mesmo no domingo, podemos fazer história nesta edição da Liga, como a equipa que mais afastou o Braga do título».
 
Fonte: Jornal A Bola

Fábio Júnior: «Não quero saber da briga de Benfica e Braga»

Avançado da Naval conhece Alan Kardec desde o Vasco da Gama

Fábio Júnior, descoberta da Naval para a segunda metade da temporada 2009/10, não está interessado na luta pelo título da Liga portuguesa. A equipa da Figueira da Foz recebe o Sp. Braga, um dia após o duelo entre Benfica e Olhanense, podendo contribuir para o desfecho final da prova.

«Sinceramente, só estamos a pensar em fazer o nosso trabalho. Ganhar os jogos até final e garantir a melhor posição possível para a Naval 1º de Maio. Não quero saber da briga entre Benfica e Sp. Braga. Vamos entrar em campo sem pensar nisso», avisa o avançado, em conversa com o Maisfutebol.

Alan Kardec conhece Fábio Júnior dos tempos do Vasco da Gama. O jogador da Naval esteve no clube brasileiro até 2008, quando a promessa encarnada começava a aparecer na equipa principal. Não houve um telefonema a pedir uma ajuda? «Não faria diferença. Só pensamos em nós, em fazer o melhor pela Naval»

Lazaroni está de regresso

O jogador brasileiro já integrou o grupo de trabalho, depois de ter estado ausente do país, devido a motivos pessoais. Augusto Inácio já pôde, assim, contar com todos os elementos do plantel, na preparação do encontro contra o Sp. Braga.

Sem jogadores castigados ou lesionados, a equipa da Figueira da Foz vai defrontar os arsenalistas na máxima força. Um jogo que Inácio tem vindo a preparar à porta fechada, longe de olhares indiscretos.

Fonte: Jornal A Bola

Giuliano Amaral: «A nossa equipa está em ascensão»



MÉDIO CONFIANTE NUM BOM RESULTADO COM O SP. BRAGA

Giuliano Amaral, médio, de 29 anos, foi um dos reforços dos navalistas na reabertura do mercado e, reconhecido o seu valor, viu o contrato renovado até 2013, tendo-se estreado como titular em Paços de Ferreira, ficando, assim, ligado ao triunfo da equipa na Mata Real.
Em declarações a Record, o jogador confessou que a sua adaptação foi "um pouco demorada". "Agora as coisas estão a correr melhor e já me sinto integrado no futebol português, embora reconheça que neste jogo em que fui titular ainda acusei alguma falta de ritmo, pois estive três meses sem disputar qualquer partida".
"O futebol aqui é muito mais rápido do que no Brasil, já que lá o meio campo costuma ficar um pouco mais livre para trabalharmos a bola e aqui o jogo é muito duro e preenchem-se mais os espaços", justificou.
Segue-se o jogo com o Sp. Braga, 2.º classificado e ainda com possibilidades matemáticas de discutir o título. Para Giuliano, "o jogo vai ser mais difícil do que os outros, porque o Braga vem com o intuito de nos ganhar para apagar o resultado que a Naval fez no seu campo, mas a nossa equipa está em ascensão, respira confiança. Vai ser um jogo difícil para ambas as equipas, mas se nós continuarmos a jogar como o temos feito até aqui, com o mesmo posicionamento, vamos conseguir a vitória".
Augusto Inácio continuou, em Quiaios, a preparar, à porta fechada, a estratégia para o confronto com os arsenalistas (domingo, às 18 horas), e amanhã a equipa volta ao Bento Pessoa, a partir das 10 horas.
Fonte: Record

João Real: «Jogo com o Braga vai ser complicado»


FORMAÇÃO FIGUEIRENSE EMPATOU NA PRIMEIRA VOLTA


A Naval recebe domingo o Sporting de Braga, segundo classificado e ainda com possibilidades matemáticas de chegar ao título, pelo que João Real, central da equipa de Augusto Inácio, considera que "vai ser um jogo muito complicado como muitos outros".
"Vamos dar o nosso melhor e tentar obter os 3 pontos. Foi um marco para nós sermos a única equipa que pontuou em Braga, onde perderam os três grandes, e, se quando lá jogámos, à partida as hipóteses não eram muitas, neste jogo, em nossa casa, apesar das pessoas atribuírem o favoritismo ao nosso adversário, vamos agarrar todas as nossas possibilidades e fazer os possíveis para que sejamos a única equipa a quem o Braga não ganhou neste campeonato", afirmou o jogador de 26 anos, marcou o seu primeiro golo na última jornada, na Mata Real, frente ao Paços de Ferreira.
O facto da formação figueirense entrar em campo com tranquilidade, com a missão assumida no início da época já cumprida, o atleta realça que "a pressão existe sempre". "Somos uma equipa de profissionais, a quem nos pagam todos os meses para darmos o máximo, e a Naval, apesar de ter conseguido o objetivo traçado que era a permanência na primeira Liga, tem outras metas para cumprir como seja conseguir a melhor classificação de sempre".
Em Quiaios decorreu esta quarta-feira mais um treino à porta fechada, e o grupo regressa amanhã ao Bento Pessoa para nova  sessão.
Fonte: Record

Para recordar... Alguem se lembra dele??

Augusto Inácio exige respeito


A eventual continuidade de Augusto Inácio na Naval é um enigma, mas o próprio técnico fez questão de vincar esta terça-feira que tem excelente relação com os responsáveis do clube.

Inácio apareceu por sua iniciativa na sala de Imprensa do clube, mostrando-se cáustico com as declarações emitidas a seu respeito num programa televisivo. «Anunciaram - sem nada me perguntarem - a minha provável saída da Naval alegando um esfriamento de relações entre a minha pessoa e o presidente face à eliminação da meia-final da Taça de Portugal», disse.

«Quero esclarecer que dizerem se continuo ou não ao serviço da Naval é uma coisa, outra é aduzir outros argumentos em cima de coisas que não são verdades e dão para criar problemas e grandes confusões. Tenho excelente relacionamento com o presidente e restantes dirigentes da Naval, o ambiente é saudável por isso não vou admitir que ninguém ponha em causa esse relacionamento através de qualquer especulação, porque especulações não alimento», vincou.

Posto isto, o técnico, que termina contrato no final da época, voltou a referir que ainda não recebeu qualquer proposta para renovar.

Possível saída de Inácio


A continuidade de Inácio é um enigma. A três jornadas do fim da Liga, o técnico não tem qualquer proposta de renovação.

“Não tenho, até este momento, qualquer proposta de trabalho, nem da Naval nem de outro clube para a próxima temporada”.

Foi desta forma que ontem Augusto Inácio respondeu ao DIÁRIO AS BEIRAS, quando abordado sobre a sua eventual continuidade ao serviço dos navalistas. Há algum tempo que Inácio vem sendo questionado sobre o seu eventual futuro na Naval, mas a resposta tem sido constantemente adiada. Entretanto, fonte próxima da Naval esclareceu ao DIÁRIO AS BEIRAS que o “dossiê treinador” é da exclusiva competência do presidente, Aprígio Santos.

Apesar das várias tentativas para contactar o dirigente – todas elas infrutíferas –, o DIÁRIO AS BEIRAS apurou que o presidente da Naval ainda não recuperou do afastamento da Taça de Portugal e não tem andado nas melhores condições de saúde, sendo aconselhado pelo médico a afastar-se alguns dias do stresse do futebol.

Hoje, a Naval dá hoje inicio à preparação do encontro com o Sp. Braga, agendado para domingo, às 18H00, realizando o primeiro treino da semana às 10H00, no Estádio Municipal José Bento Pessoa.

Naval pode abreviar

luta pelo título

A partida com os arsenalistas pode abreviar a luta pelo título de campeão da Liga, caso o Benfica vença a Olhanense na véspera e os bracarenses não levem da Figueira da Foz a totalidade dos pontos em disputa. De momento, Tandia, Daniel Cruz e Alex Hauw estão entregues ao departamento clínico, desconhecendo-se ainda as possibilidades de recuperação.

Renovações em marcha


Entre os jogadores que terminam contrato, o DIÁRIO AS BEIRAS apurou que estão já definidos quais os que são prioridade para renovar.
 
Depois de estabelecido um acordo, a Naval entregou propostas de renovação e prolongamento de vínculo na passada sexta-feira, obtendo dos jogadores a promessa de uma resposta ou contra-proposta até final da presente semana. Jorge Baptista, Peiser, Diego, Lazaroni, Godemèche, Davide, Ouattará, Bellagra e Kerrouche acabam contrato no final da temporada, mas foi definida como primeira prioridade as continuidades de Peiser, Godemèche e Lazaroni. Já Jorge Baptista e Davide parecem estar liberados para, eventualmente, poderem negociar outras propostas que tenham ou venham a receber, sabendo-se que o guarda-redes tem alguns clubes do Norte (Liga e Liga de Honra) interessados nos seus serviços, enquanto Davide já foi sondado pela U. Leiria. No caso dos jogadores franceses em fim de contrato, alguns têm consignada cláusula de opção, mas só se exercida pelo clube, já que da parte dos gauleses parece não haver essa disponibilidade.
 
Fonte: Diário as Beiras

Treinador Navalista desmente mau ambiente


Inácio: «Grande relação com presidente»

TREINADOR DESMENTE MAU AMBIENTE
 
Indignado com afirmações feitas na SportTV, Augusto Inácio esteve na sala de imprensa, após treino, para garantir que a relação de Aprígio Santos continua inalterável apesar da eliminação nas meias-finais da Taça de Portugal.

"O senhor Miguel Prates afirmou, ontem na Sport TV, que eu, provavelmente, iria sair da Naval porque aquela meia-final esfriou as relações que eu tinha com a Direção. Isto fui eu que ouvi, ninguém me contou.

Uma coisa é dizerem que posso ou não continuar na Naval; agora dizerem coisas que não são verdade, mas autênticas mentiras e só servem para criar grandes confusões... Só queria que aquele senhor fosse mais sério nas suas afirmações,  mais profissional e respeitasse os outros profissionais", referiu.

Inácio referiu ter "uma grande relação com o presidente, com os restantes dirigentes e todo o grupo". "Existe aqui um ambiente espetacular, não vou admitir que um Miguel Prates qualquer ponha em causa esse relacionamento porque isso é especular e eu não alimento especulações".
Para amanhã, em Quiaios, está marcado novo treino, à porta fechada, com início às 10 horas.

Fonte: Record

Aprigio Santos apoia eleição de Fernando Gomes


Aprígio Santos: «Eleição de Fernando Gomes é desejável»

LÍDER FIGUEIRENSE MANIFESTA APOIO AO EX-DIRIGENTE PORTISTA
 
A Naval 1.º de Maio manifestou esta segunda-feira o seu apoio à candidatura de Fernando Gomes à presidência da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).
A revelação surgiu pela boca de Aprígio Santos, presidente dos figueirenses. "Considero que a área administrativa/financeira é fundamental no futuro, e a grande experiência do dr. Fernando Gomes nessa matéria julgo dar-nos essa garantia", disse à Agência Lusa o líder da Naval.

O presidente da equipa navalista adiantou que o organismo, "desde o dia em que foi criado, nunca teve uma personalidade que, na área desportiva e nomeadamente financeira, tivesse a experiência" de Fernando Gomes, daí o dirigente entender a "sua eleição como desejável."

Fonte: Record

Folga com permanência garantida


EQUIPA VOLTA AO TRABALHO NA TERÇA-FEIRA

Quando faltam três jornadas para o fim do campeonato, a equipa de Augusto Inácio já garantiu, matematicamente, a permanência na Liga principal do futebol português, entrando, assim, na sua sexta participação consecutiva na competição.

Com Aprígio Santos na presidência do clube, a Naval vai na sua 14.ª presença em competições profissionais, depois de oito participações na Liga de Honra.


A vitória na capital do móvel no sábado (3-1) não fez esquecer o percalço da eliminação na Taça de Portugal, mas trouxe consigo a concretização do principal objetivo, a continuação na primeira Liga, correndo agora à conquista da sua melhor classificação de sempre neste escalão.


Segundo Inácio, depois do fracasso na Taça, "os jogadores interpretaram o que lhes foi pedido, neste novo desafio, dando uma imagem de grande profissionalismo e caráter em Paços de Ferreira".

Foram concedidos dois dias de folga, e a equipa retoma o trabalho terça-feira, pelas 10 horas, no Bento Pessoa, iniciando a preparação para a receção ao Sp. Braga no próximo domingo.

Augusto Inácio aberto a propostas

Apesar de ter falhado o sonho de marcar presença na final da Taça de Portugal, Augusto Inácio cedo assegurou a permanência da Naval entre os «grandes» do futebol português. No entanto, o técnico não dá como certa a continuidade no clube da Figueira da Foz, com o qual termina contrato no final da época.

«Neste momento posso dizer que estou aberto a propostas», disse Augusto Inácio, em declarações prestadas à TSF, realçando que ainda não recebeu qualquer convite para renovar o vinculo com a Naval, isto apesar de estar já garantida a permanência do clube na Liga principal.
Como tal... «Poderei estudar as propostas que me aparecerem e aceita-las caso assim o entenda», atirou.
 
O Navalista, gostaria que este grande SENHOR, continuasse com o excelente trabalho que têm vindo a realizar na Naval 1º de Maio. As mudanças que realizou só beneficiaram a Naval em tudo, até no aspecto de jogabilidade. Penso que todos os Figueirenses e apoiantes pensam o mesmo. Assim pense no assunto Sr. Inácio e Associação Naval 1º de Maio, e façam um bom contrato para a próxima época.
 
Fonte: Jornal A Bola e ONavalista

Naval: adormecer com a manutenção no bolso


A vitória deste sábado em Paços de Ferreira, por si só, nada garantiu à Naval, mas, passadas algumas horas, já depois das 11 da noite, os figueirenses puderam finalmente festejar a manutenção na principal liga de futebol. O Sp. Braga deu uma «ajuda», ao derrotar o Leixões, e, agora, a diferença entre as duas equipas (12 pontos), já não pode ser recuperada pelos matosinhenses pois apenas lhes falta disputar três partidas.

Esta será a quarta vez que a equipa da Figueira consegue permanecer entre os grandes - falta agora conhecer o desfecho do caso Igor, cujos trâmites seguem na justiça civil - seguindo-se a luta pela melhor classificação de sempre, algo que não será difícil de atingir, quando se sabe que basta superar o 11º lugar (34 pontos) obtido em 2007/08. Actualmente, a equipa está em 8º, com 33 pontos, a três encontros do fim.

Neste pequeno feito - não esquecer, também, a chegada às meias-finais da Taça de Portugal ¿ há que dar grande mérito ao trabalho de Augusto Inácio, que pegou na equipa no penúltimo posto da tabela, em Setembro (quinta jornada), com apenas um ponto! E é neste sentido que o técnico já foi convidado para renovar e Aprígio Santos tudo fará para o manter.

Título decidido na Figueira?

Além da demanda pelo melhor lugar de sempre, os navalistas podem ainda intrometer-se noutras contas que não lhes dizem directamente respeito. Na próxima jornada, o Sp. Braga desloca-se à Figueira e, ao contrário das semanas anteriores, desta feita, jogará no domingo, depois de o Benfica ter defrontado o Olhanense na véspera.

Se a distância entre as equipas se mantiver nos seis pontos, à entrada para a 28ª ronda, e os encarnados vencerem os algarvios na Luz, os minhotos ficarão obrigados a ganhar à Naval para adiar a questão do título para a ronda seguinte. Dito de outra maneira, se Augusto Inácio conseguir ganhar a Domingos Paciência, o primeiro lugar poderá ficar decidido no Estádio José Bento Pessoa.

Indiferente a estas questões, o plantel gozou este domingo a primeira de duas folgas, regressando aos trabalhos na terça-feira. Na segunda, todavia, haverá treino para os não utilizados frente ao Paços, sendo a ocasião igualmente aproveitada para a reavaliação dos atletas lesionados, casos de Tandia e Alex Hauw. Bruno Lazaroni viajou entretanto para o Brasil devido ao nascimento da filha.

Maravilhosos adeptos

Estão em todas e não foi a eliminação da Taça de Portugal que lhes tirou a vontade de acompanhar a equipa da Naval para todo o lado. São poucos mas muito bons no apoio que manifestam através de cantorias, toques de bombo e de corneta. Ontem estavam oito na bancada da Mata Real e como não estavam muitos mais nos outros lados fizeram ouvir bem o seu apoio.


"Deviam estar aqui mais adeptos da Naval pois não é pelo facto de não irmos ao Jamor, como tínhamos previsto, que vamos deixar de apoiar uma equipa que já fez tantos pontos e que a quatro jornadas do fim já está tranquila", disseram durante o intervalo.

Para que conste, cá fica o registo dos elementos do Colectivo Maravilhas presentes em Paços de Ferreira: Virgolina Taborda, 67 anos, Maria da Conceição Correia, 64, Maria Manuel, 41, Rui Dias, 13, João Taborda, 12, Fernanda Pinto, 61, Pedro Taborda, 41, e Luís dos Vidros, 70, o homem da... gaita. Faltava o Ascenso, que se perdeu pelo caminho...

Fonte: Record

Paços de Ferreira 1 - Naval 1º de Maio 3

Ficha do Jogo
 
Jogo no Estádio da Mata Real, em Paços de Ferreira.

Paços de Ferreira - Naval 1.º Maio, 1-3
Ao intervalo: 0-2.
Marcadores:
0-1, Fábio Júnior, 19 minutos.
0-2, Camora, 38.
1-2, João Real, 66 (na própria baliza).
1-3, Kelly, 69 (na própria baliza)
Equipas:
- Paços de Ferreira: Coelho, Baiano, Danielson (Candeias, 46), Kelly, Jason, Filipe Anunciação, André Leão (Carlitos, 70), Maykon (Leandrinho, 46), Bruno, Pizzi e Romeu Torres.
(Suplentes: Cássio, Jorginho, Manuel José, Fábio Pacheco, Carlitos, Candeias e Leandrinho).
- Naval 1.º Maio: Peiser, Gómis, João Real, Diego Ângelo, Bruno Lazaroni, Carlitos, Camora, Godeméche, Giuliano (Davide, 87), Michel Simplício (Marinho, 62) e Fábio Júnior (Bolívia, 76).
(Suplentes: Bruno Jorge, Adriano, José Mário, Davide, Marinho, Bolívia e Ouattara).
Árbitro: João Capela (Lisboa).
Acção disciplinar: cartão amarelo para Filipe Anunciação (29), Danielson (45), André Leão (51), Jason (73).
Assistência: cerca de 900 espectadores.

Melhores Momentos


Resumo

A maior experiência e grande eficácia em lances de bola parada valeram hoje à Naval 1.º de Maio a primeira vitória em casa do Paços de Ferreira, por 3-1, em jogo da 27.ª jornada da Liga Sagres.
O conjunto da Figueira da Foz, justo vencedor, interrompeu um jejum de vitórias que durava há mais de um mês, desde 12 de dezembro, quando derrotou em casa a União de Leiria, por 1-0, num resultado que praticamente hipoteca as aspirações pacenses, sem vencerem desde há cinco jornadas, de atingirem uma competição europeia.

Com este resultado, as duas equipas ficaram igualadas na classificação, com 33 pontos, numa posição tranquila, mas podem ser ultrapassadas pelo Nacional.

A Naval 1.º de Maio demorou algum tempo a colocar em prática o 3-5-2 trabalhado por Augusto Inácio, que permitiu travar as investidas pacenses pelas faixas laterais e criar vantagem numérica nos lances de contra-ataque.

Em 4-3-3, o Paços de Ferreira teve mais posse de bola, mas viu-se ultrapassado em dois lances de bola parada, muito bem trabalhados pelos forasteiros, que possibilitaram golos fáceis a Fábio Júnior e a Camora, aos 19 e 38 minutos, respectivamente.

No primeiro livre, na direita do ataque figueirense, Bruno Lazaroni centrou cruzado para Diego Ângelo, na área, que, de cabeça, colocou na zona frontal em Fábio Júnior, que inaugurou o marcador.

Na segunda falta, marcada do mesmo local do campo, os pacenses esperaram novo centro largo, mas Bruno Lazaroni optou por um passe curto para Godeméche, que, livre de marcação na área, assistiu Camora.

Já nos descontos do primeiro tempo, a Naval esteve à beira de fazer o terceiro golo, novamente na cobrança de um livre, naquilo que seria um resultado demasiado penalizador para os pacenses.

A formação nortenha, mesmo sem os titulares e experientes Ricardo e Leonel Olímpio, castigados, podia ter marcado por Romeu Torres, aos 33 minutos, e Pizzi, por duas vezes e quase escandalosamente, aos 09 e 44.

O técnico pacense, Ulisses Morais, arriscou ao intervalo, com as entradas de Candeias e de Leandrinho, nos lugares de Danielson e Maykon, e viu os resultados desta aposta aos 66 minutos, quando Leandrinho centrou e o defesa figueirense João Real, na tentativa de intercetar, introduziu a bola na própria baliza.

O golo pacense colocava a equipa na disputa do jogo, mas três minutos depois, aos 69, Kelly, num corte infeliz na sua área, devolveu o 'brinde' e deu novamente à Naval a vantagem de dois golos no jogo, resultado que não voltaria a sofrer alterações.

Destaques

Lazaroni

É um verdadeiro líder dentro de campo e mostrou essa faceta em Paços de Ferreira. Não só foi um exímio recuperador de bolas, como esteve em destaque no lançamento do jogo ofensivo da Naval. Inteligente na forma como cobrou os dois livres no primeiro tempo que se traduziram em golos para a Naval. Se a lição estava preparada, cumpriu na perfeição. Se imaginou os lances no momento, saliente-se o génio.

Fábio Junior

Fez o primeiro golo da Naval, num lance pleno de oportunismo. Mas Fábio Junior não se limitou a aparecer para encostar. Recuou várias vezes, não se escondeu da bola e procurou levar a equipa para a frente. Mais activo que Michel Simplício, sobretudo no primeiro tempo, chegou a dar a impressão que estava em todo o lado. Saiu esgotado, na segunda parte. Uma boa adição que a Naval descobriu em Dezembro.

Godeméche e Giuliano

Lazaroni assumiu protagonismo, mas não se pode dizer que esteve mal acompanhado. O meio campo da Naval fez um jogo muito positivo neste final de tarde, em Paços de Ferreira, e Godeméche e Giuliano também saem com nota positiva. Giuliano esteve muito activo na disputa de bola e não deu espaço a Bruno e André Leão para armarem jogo. Godeméche apoiou a dupla da frente com sucesso assinalável e ainda assistiu João Real para o segundo golo figueirense.

Peiser

Final de tarde inspirado. Mais um, aliás, uma vez que este francês já entrou, definitivamente, no leque de bons guarda-redes da Liga. Começou por negar o golo a Pizzi e fê-lo, de novo, a Romeu Torres, com o pé, num lance em que parecia estar batido, pois fazia o movimento inverso ao da bola com o corpo. Mais tarde tirou o pão da boca a Pizzi, quando nas bancadas já se previa o golo pacense. Apenas a salientar uma ou outra desatenção nas bolas aéreas, corrigidas pelos companheiros.

Reportagem

Augusto Inácio, técnico da Naval, em declarações na sala de imprensa, no final do triunfo arrancado em Paços de Ferreira, por 1-3: «Foi uma boa resposta dos meus jogadores, depois de tudo o que aconteceu na terça-feira. Durante os treinos tentámos mais falar, incentivar, apelar ao profissionalismo deles e hoje estou contente pelos jogadores. Mereceram esta satisfação. Não apaga a nossa tristeza mas deram imagem de um grupo que quer continuar a ganhar, a trabalhar e a honrar a camisola da Naval.»

«Por todo o esforço que este clube faz para dar as melhores condições, não há duvida que esta vitória é dedicada ao presidente Aprígio Santos. O sonho dele era estar na final do Jamor e não foi conseguido, hoje não digo que seja uma satisfação, mas atenua a tristeza.»

«Quero destacar, também, o Lazaroni que, noutras circunstâncias, poderia ir ao Brasil por causa do nascimento da filha, mas quis ficar para jogar e só agora vai ver a filha. E acho que merece o registo também a nossa claque. São poucos mas estão em todo o lado, são fiéis à Naval e aos jogadores.»

Michel Simplício, avançado da Naval, em declarações no final do encontro frente ao Paços de Ferreira, que a Naval venceu por 1-3:  «O nosso principal objectivo era vencer para apagar um pouco a decepção que foi a derrota na Taça de Portugal. O futebol é assim, grandes equipas têm grandes decepções. Este triunfo serviu para levantar a cabeça e mostrar que estamos cá.»

Sobre os primeiros dois golos, muito parecidos: «Marcámos dois e tivemos ainda um terceiro, igual, que por pouco não deu golo também. São jogadas que temos vindo a trabalhar. Hoje podemos mostrar o muito trabalho que temos feito, tivemos a ocasião certa para a pôr em prática e fizemos golos».

Fonte: O Jogo,iol Diário,Mais Futebol&Record
 

Augusto Inácio «Vivemos um momento de grande frustração»


Desilusão e frustração pela eliminação na meia-final da Taça de Portugal, frente ao Desp. Chaves. Augusto Inácio, treinador da Naval, não escondeu o ambiente que se vive no balneário, mas frisou que é preciso dar o máximo frente ao P. Ferreira «para ultrapassar esta situação».

«Vivemos um momento de grande frustração, mas a vida não pára, apesar das marcas dolorosas. Temos de dar tudo o que temos e não temos para ultrapassar esta situação», afirmou Inácio, durante a conferência de antevisão à partida com os pacenses.

Para Inácio, o embate com os «castores» é para ser olhado «com pensamento de vitória». «Continuamos a lutar por um objectivo que passa pela melhor classificação de sempre na Liga, mesmo sabendo que a frustração que nos invade é difícil de apagar», reforçou.

Sobre o adversário da 27.ª jornada do campeonato, o treinador navalista considera que o Paços «está a fazer um bom campeonato e vai querer vencer». «Não só por satisfação própria, outros propósitos poderão estar em vista», vincou.
 
___________________________________________________________________________________

Augusto Inácio: «Vamos dar tudo o que temos e não temos para ganhar»

TREINADOR CONFESSA QUE DERROTA COM CHAVES DEIXOU MARCAS

Quatro dias após a surpreendente derrota perante o Chaves, nas meias-finais da Taça de Portugal, os figueirenses, ainda com o moral abalado, vão tentar dar a volta por cima e prosseguir na conquista da sua melhor classificação de sempre no campeonato.

"O jogo com o Chaves deixou marcas e frustração, mas a vida não pára e temos que saber ultrapassar estes momentos complicados. Vamos dar tudo o que temos e o que não temos para ganhar, embora isso não possa apagar esta frustração, mas poderá dar a possibilidade de a Naval alcançar também algo que nunca conseguiu, que é a melhor classificação de sempre", afirmou Augusto Inácio. "Queremos acabar o campeonato bem, até porque dos quatro jogos que faltam espero não perder nenhum".

O técnico fez questão de salientar que conversou "muito durante estes últimos dias". "Os jogadores sentiram muito esta não ida ao Jamor, mas já estão preparados para este novo desafio e tenho a certeza de que a mensagem foi passada e vão dar uma boa resposta neste jogo em Paços de Ferreira".

Quanto ao adversário, Augusto Inácio reconhece que "o Paços está a fazer um bom campeonato, é um adversário sempre difícil como o demonstrou na Figueira, jogo que vencemos, mas no qual tivemos de sofrer muito".

Inácio não pode contar com Tandia, Daniel Cruz e Alex Hauw, que se lesionaram no jogo com os flavienses, e Bruno vai substituir o guarda-redes Jorge Batista por opção.

Lista de convocados:

Guarda-redes: Peiser e Bruno

Defesas: Diego, Carlitos, Real, Adriano, Gómis e Zé Mário

Médios: Lazaroni, Godemèche, Giuliano e Camora

Avançados: Michel Simplício, Davide, Bolívia, Ouattará, Fábio Júnior e Marinho