Mini Torneio Amizade Agrária Seven's

A convite da Agrária Rugby, na pessoa do seu presidente, João Alberty, a Naval irá mais uma vez participar num torneio de seven's - Mini Torneio Amizade Agrária Seven's - onde estarão presentes mais 5 equipas:
 -Agrária seniores
 -Agrária Sub 18 
- IPC 
-AEISC Saúde Porto 
-ISCAP 
Este torneio realiza-se no próximo domingo, dia 4 e servirá de ferramenta de preparação e aprimoramento das equipas intervenientes para os campeonatos em que estão inseridas e para o campeonato universitário seven´s que se avizinha. 
Como sempre espera-se 1 ambiente em que o convívio e o fair-play serão palavras-chave. No final do torneio terá lugar a já habitual 3ª parte com 1 patuscada oferecida pela organização. 
Apesar do nível competitivo ser diferente, torneios deste género são de grande importância para aprendizagem dos atletas e avaliação da evolução da equipa.

Fonte: Departamento de Rugby da Naval 1º de Maio

Penafiel 0 Naval 0

Mais fotos em Facebook oficial d´O Navalista
NULO ENTRE RIVAIS NA LUTA PELA SUBIDA


Penafiel e Naval empataram este domingo sem golos, em jogo da 20.ª jornada da Liga Orangina, desperdiçando ambos a oportunidade de recuperar terreno na luta pela promoção.
Um dia após o nulo entre Aves (2.º) e Moreirense (3.º), a Naval (4.º) podia ter subido à segunda posição, mas foi quase sempre dominada por um Penafiel (6.º) a quem faltou alguma sorte e eficácia na finalização que lhe permitisse chegar ao golo e a uma vitória que o deixasse mais perto dos lugares de subida.
Na segunda parte o Penafiel intensificou a pressão à equipa da Naval, que não conseguiu criar qualquer tipo de perigo na área da equipa da casa.
Logo a abrir o segundo tempo, o Penafiel atirou a bola ao poste. Manoel tirou um avançado da Naval da frente e deu a bola para Pedrinha que rematou, em esforço, fazendo a bola bater no poste.
Seguiu-se uma grande pressão por parte da equipa comandada por Francisco Chaló, não havendo, contudo, continuidade nos lances para chegar ao golo.
A Naval também não conseguiu contrariar essa tendência e sentiu grande dificuldade em encontrar o caminho para a baliza de Riça.
Com algum infortúnio para os da casa, as equipas somaram um ponto e mantêm as mesmas posições na tabela classificativa.
Jogo no Estádio Municipal 25 de Abril, em Penafiel
Penafiel - Naval, 0-0
Penafiel: Riça, Dias, Allyson, Paulo Oliveira, Vítor Bruno, Ferreira, Pedrinha, Sérgio Oliveira (Ruben, 84), Coronas (Guedes, 78), Manoel e Diogo Viana (Aldair, 66)
Naval: Taborda, Carlitos, Leomar, Júnior Pereira, Williams, Sandro, Leandrinho (Previtali, 69), Edivaldo, João Pedro, Guará (Roberto, 83), Hugo Santos
Árbitro: Artur Soares Dias (Porto)
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Hugo Santos (30), Carlitos (84), Roberto (90+2)
Assistência: 1.500 espectadores
Fonte: Record

Romeira e Castro rescindem


Os jogadores que, na época transacta, pertenciam aos júniores e foram contratados pela Naval SAD, tendo sido posteriormente emprestados ao Tocha, rescindiram unilateralmente com o clube, alegando vencimentos em atraso. O caso segue em tribunal. 

O Navalista deseja boa sorte na carreia a estes dois desportista, que tão bem representaram a Associação Naval 1º de Maio.
No que diz respeito à preparação para o jogo com o Penafiel, este domingo, o treinador navalista tem todo o plantel disponível, à excepção de Rogério Conceição, Michel Símplicio e Delson, com lesões de longa duração.
 

Fonte: Diário As Beiras




Naval vence chineses do Beijing Guoan por 3-0


A Naval 1º de Maio, da Liga de Honra de futebol, venceu hoje os chineses do Beijing Guoan, por 3-0, em jogo treino inserido no plano de preparação das duas equipas, realizado em Quiaios.
Frente à equipa orientada por Jaime Pacheco, Roberto destacou-se com dois golos, aos 11 e 60 minutos, e João Pedro fechou a contagem, aos 65.
A Naval apresentou inicialmente uma equipa constituída pelos jogadores menos utilizados, lançando aos 65 minutos um novo "onze", constituído pelos jogadores que têm sido a base inicial da equipa nos últimos encontros do campeonato.


Fonte: Visão

Mais de 50 000 visualizações de páginas.

Mapa do nosso alcance por todo o Mundo
Ultrapassámos as 50 000 visualizações de páginas do blog. Obrigado a todos os que seguem O Navalista. :)

Naval e Desp. Aves empatam

Mais fotos em Facebook oficial d´O Navalista
Naval e Aves empataram hoje, 1-1, em jogo da 19ª jornada da Liga Orangina disputado na Figueira da Foz. Os golos aconteceram na primeira parte. Nélson Pedroso colocou o Aves em vantagem aos 12 minutos, enquanto Edivaldo empatou aos 28, na conversão de uma grande penalidade. A Naval soma agora 31 pontos e mantém a quarta posição, à condição.

Hoje, Naval - Aves, pelas 17h


Guerra pelo segundo lugar

A classificação e a carreira recente das duas equipas tornam o Naval-Aves um jogo de enorme expectativa. A formação da Figueira da Foz, assumida candidata à subida, atingiu a forma que dela se esperava, ao ponto de reduzir para um ponto a distância para o segundo classificado, precisamente o Aves, em igualdade com o Moreirense. São já sete as jornadas sem que Daniel Ramos saiba o que é perder, sendo que saiu vitorioso dos três últimos jogos. Desejando "união e competência" para hoje, o treinador navalista está consciente de que, pela frente, terá um adversário "difícil". Os números são elucidativos quanto a dificuldade: o Aves está há oito rondas invicto, o que alimenta a ideia de que a equipa de Paulo Fonseca, estreante nos campeonatos profissionais como treinador, é uma séria candidata à subida. Bischoff, Romaric e Romeu são baixas, mas do outro lado o titularíssimo Taborda, até aqui totalista, estará ausente. Assim, Guilherme fará a estreia a titular na baliza da equipa da casa.

Equipas prováveis

Estádio José Bento Pessoa
Árbitro João Capela [AF Lisboa]

Naval

Guilherme; Carlitos, Júnior Pereira, Leomar e Williams; Leandrinho, Sandro e Edivaldo; Hugo Santos, Roberto e João Pedro
Outros convocados: Ricardo Neves, Ricardo Ehle, Frechaut, Godinho, Previtali, Zé Rui e Paulinho Guará
Treinador Daniel Ramos

Aves

Marafona; Tiago Valente, Geraldes, João Pedro e Nélson Pedroso; Ricardo Chaves, Tito e Pedro Cervantes; Pedro Pereira, Pires e Vasco Santos Outros convocados: Rui Faria; Rafael, Mamadu, Ricardo Martins, Renato, Quinaz e Diogo Fonseca
Treinador Paulo Fonseca




Fonte: O Jogo (texto)

Naval deve contar com Edivaldo para mudar tendência

Edivaldo tem treinado condicionado na Naval, mas deverá estar em condições de defrontar o Aves. Uma excelente notícia para Daniel Ramos, pois além do confronto directo pelos lugares de subida que se avizinha, o Aves tem conseguido resultados positivos na Figueira da Foz: venceu quatro dos últimos cinco desafios. 

Fonte: O Jogo

Fabiano cedido até final da temporada

VAI ALINHAR NO S. JOSÉ ESPORTE CLUBE DO BRASIL



O brasileiro Fabiano foi cedido pela Naval 1.º de Maio ao S. José Esporte Clube do Brasil até final da temporada, disse à Agência Lusa Armando Guindeira, diretor geral da Naval SAD.
O avançado, que tem contrato com o clube figueirense até 2013/2014, vai representar o S. José, que disputa a segunda divisão do campeonato estadual de São Paulo, até final de Junho, devendo regressar a Portugal no início da pré-epoca da temporada 2012/2013.
A recente contratação do avançado Paulinho Guará no período extra de inscrições evidenciou uma redução de espaço no plantel a Fabiano, que nas últimas sete jornadas tem tido uma passagem fugaz pela equipa, o que facilitou a cedência do jogador.
Fonte: Record

Taborda de fora pela primeira vez

O plantel figueirense começa hoje a preparar a recepção ao Aves, no próximo sábado, jogo que será marcado pela ausência de Taborda, que viu o quinto cartão amarelo na Covilhã. O guarda-redes é totalista no campeonato e deverá ser substituído por Guilherme, que apenas foi opção nos jogos da Taça da Liga.

Fonte: O Jogo

Sp. Covilhã 0 Naval 2

Edivaldo, no cabeceamento para o segundo golo. Mais fotos em Facebook oficial d´O Navalista

Hugo Santos e Edivaldo valem triunfo



A Naval manteve-se este domingonos lugares cimeiros da Liga Orangina, ao vencer fora o Sporting Covilhã por 2-0, com dois golos apontados na primeira parte, em lances de bola parada.
Hugo Santos, aos quatro minutos, e o boliviano Edivaldo, aos 38, rubricaram os tentos do conjunto da Figueira da Foz, no "gélido" Complexo Desportivo da Covilhã.
Frente a um Sporting da Covilhã com uma exibição muito pálida, bastou aos navalistas serem eficazes e saberem, depois, gerir o resultado.
O emblema da Figueira da Foz aproveitou a marcação de um canto e a passividade da defensiva serrana para entrar no jogo a ganhar. Igor Araújo socou a bola, ninguém conseguiu o alívio e, na segunda recarga, de fora da área, Hugo Santos inaugurou o marcador ao minuto quatro.
O lance foi premonitório do que viria a acontecer no resto da primeira parte e ilustrativo dos dois principais adversários do Sporting da Covilhã: a maior pressão forasteira, mas, sobretudo, o vento forte desfavorável.
O reforço Chula e Dominic desenharam a resposta à Naval, que procurava atirar à baliza sempre que possível, tentando tirar partido do vento.
Ídris podia ter igualado, mas foram os visitantes a aumentar a contagem, ao minuto 38, novamente de bola parada, por Edivaldo. Na sequência da marcação de um canto, o médio antecipou-se ao gigante Ídris e faturou, de cabeça.
No período complementar, o Sporting da Covilhã surgiu mais dinâmico, mas com dificuldade em construir jogadas consequentes. As iniciativas serranas esbarraram quase sempre na consistente defensiva forasteira.
Ao minuto 50, Fofana obrigou Taborda a esticar-se para desviar, no limite, a bola das suas redes. Um minuto depois, o guardião tirou dos pés de Dominic o golo que parecia certo.
A Naval apenas fez um remate depois do intervalo. Com dois golos de vantagem, procurou defender o resultado e foi competente nessa tarefa, frente a um Sporting da Covilhã que continua, assim, sem vencer em 2012.
Jogo no Complexo Desportivo da Covilhã.
Sporting da Covilhã - Naval 1.º de Maio, 0 - 2
Ao intervalo: 0-2.
Marcadores:
0-1, Hugo Santos, 04 minutos.
0-2, Edivaldo, 38.
Equipas:
- Sporting da Covilhã: Igor Araújo, Dani Coelho (Dani Matos, 76), Aníbal Capela, Ricardo Rocha, Joel, Ídris, Gabi, André Sousa (Pimenta, 46), Fofana, Chula (Zezinho, 68) e Dominic.
(Suplentes: Zezinho, Paulico, Milton, Filipe Fernandes, Dani Matos, Pimenta e Pedro Ribeiro).
- Naval 1º de Maio: Taborda, Carlitos, Júnior Pereira, Leomar, Williams, Sandro, Edivaldo (Godinho, 77), Leandrinho, Hugo Santos, João Pedro (Zé Rui, 84) e Roberto (Paulo Guará, 72).
(Suplentes: Guilherme, Previtali, Frechaut, Paulo Guará, Giuliano, Godinho e Zé Rui).
Árbitro: Paulo Batista (Portalegre).
Acção Disciplinar: Cartão Amarelo para Joel (04), Júnior Pereira (16), Sandro (80), Ídris (80), Fofana (83), Taborda (85) e Williams (86).
Assistência: 335 espetadores.
Fonte: Record

Vitória (1-0) em jogo-treino com o Beijing Guoan, de Jaime Pacheco


A Naval venceu os chineses do Beijing Guoan, orientado por Jaime Pacheco, num jogo-treino realizado esta quinta-feira no Estádio Municipal José Bento Pessoa, na Figueira da Foz.
 O avançado francês Previtali apontou, aos 77 minutos, o único golo, num encontro com muitas bolas perdidas no último terço do terreno em que ambas as equipas mostraram fragilidades na construção de jogadas de ataque e fraca eficácia.

Fonte: A Bola

Fim da crise de golos

A Naval está em franca recuperação e o segundo lugar, ocupado pelo Moreirense, está agora a três pontos de distância. Uma boa fase para a qual contribuiu decisivamente uma maior eficácia ofensiva, como demonstram os seis golos marcados nas últimas três jornadas e que renderam sete pontos - triunfos com Portimonense, Leixões e empate com Santa Clara. Aliás, a formação da Figueira da Foz já não perde há seis jogos, passando do oitavo lugar que ocupava no fim da ronda 11, para o quarto que ocupa actualmente.

Fonte: O Jogo

Conhecido o calendário da 2ª fase dos juniores


Já foi sorteada a ordem dos jogos para a segunda fase do Nacional de Juniores. Inserida na Zona Sul, a Naval tentará alcançar a manutenção começando este campeonato na última posição. Há 14 jornadas para disputar e seis pontos de desvantagem para recuperar, por isso ainda tudo é possível. Confira aqui os jogos e as datas.

Jornada   
Data     
Jogo
1
18/2
Naval v. Louletano
2
21/2 
Oliveirense v. Naval
3
25/2
Naval v. Sacavenense
4
3/3 
Casa Pia v. Naval
5
10/3 
Belenenses v. Naval
6
17/3 
Naval v. Portimonense    
7
24/3 
Sanjoanense v. Naval
8
31/3
Louletano v. Naval
9
6/4 
Naval v. Oliveirense
10
21/4
Sacavenense v. Naval
11
25/4
Naval v. Casa Pia
12
28/4
Naval v. Belenenses
13
5/5
Portimonense v. Naval
14
12/5 
Naval v. Sanjoanense

Fonte: Site Oficial da Associação Naval 1º de Maio

Paulinho Guará confiante de que vai aparecer

O brasileiro Paulinho Guará, 32 anos, ex-Hammarby da Suécia, único reforço de Inverno, estreou-se a marcar. O palco foi o estádio do Luso e aconteceu no treino diante do Beira-Mar, da Liga Sagres. "Estou sempre concentrado em fazer o golo" confessou o brasileiro, muito interventivo durante o jogo, incentivando os companheiros para o ataque. Esta aposta na Naval é uma "nova caminhada" e uma "chance de aparecer". Depois de jogar na Coreia do Sul e Suécia, regista 20 minutos na Liga Orangina (estreia com o Portimonense), onde "o futebol é mais técnico e psicológico" mas "o principal é vencer".

Fonte: O Jogo

Mini torneio de rugby no IPC

Por motivos de natureza logística,a equipa de rugby da Naval 1º de Maio optou por não participar na etapa de Rugby Seven's Emergentes de Sines, que decorreu no dia 4(Sábado). 
Para colmatar a não participação e graças á pronta disponibilidade da sua equipa madrinha - Agrária Coimbra - realizou-se no domingo(dia 5) um mini torneio/convívio no campo do IPC(Coimbra) em que participaram: 

Rugby Naval(1 equipa) 
Agrária(2 equipas) 
ISEP-Porto(1 equipa) 
AEISCSN-Porto(1 equipa)

O torneio decorreu num ambiente descontraído, com todos os atletas a demonstrarem empenho, bem patente nos bons apontamentos de rugby nos jogos realizados. A equipa navalista teve uma participação bastante positiva, com todos os jogadores a mostrarem francos progressos quer a nível físico, quer a nível táctico. 
Parabéns a todos pela participação e contributo e desejo de melhoras para os lesionados.

Relembramos que os treinos se realizam no campo e treinos da Naval 1º de Maio, 2ªs e 4ªs pelas 19h30 e aos sábados pelas 10h. o convite estende-se por todos os interessados/curiosos que pretendam experimentar esta modalidade.


A equipa Rugby Naval agradece a pronta disponibilidade e acolhimento com que a equipa de Rugby Agrária organizou e nos recebeu no mini torneio Sevens realizado no domingo (dia 05/02). É do nosso interesse que eventos deste tipo sejam realizados com mais frequência a fim de aprimorar e avaliar os progressos da nossa equipa, além do bom convívio entre todos os participantes, sempre presente no rugby.

nosso muito obrigado.

Fonte: Departamento de Rugby da Naval 1º de Maio

Apostar mais nas camadas de base do futebol


O secretário técnico do Clube Naval 1º de Maio de Portugal, João Gonçalves de Almeida, felicitou sábado em Valado dos Frades, concelho da Nazaré, Portugal, a direcção do Recreativo da Caála por ter organizado, nesta localidade, o seminário luso-angolano sobre formação no futebol.
Falando à Angop no final do referido evento, que congregou 150 participantes entre treinadores de futebol, professores de educação física, gestores e fisioterapeutas desportivos, o ex-treinador do 1º de Maio de Benguela no Girabola 2009 realçou que o seminário serviu não apenas para a partilha de experiências distintas na área da formação, assim como actualizar e aumentar conhecimentos de alguns treinadores que não participam numa acção de formação há muitos anos.

João de Almeida considerou um sucesso a realização do seminário, a julgar pelos debates suscitados ao longo da apresentação dos temas, tendo enaltecido também a competência dos oradores presentes na actividade.

“Felicito a direcção do Recreativo da Caála por esta iniciativa de reunir os agentes desportivos para debruçarem-se sobre um tema que tem sido esquecido por todos, apesar da sua crucial importância para o desenvolvimento do futebol”, referiu.

O secretário técnico da Naval, equipa de disputa a II divisão portuguesa, sublinhou que o seminário luso-angolano sobre formação no futebol para a alta competição despertou nos participantes a necessidade de apostarem mais nas camadas de base dos ses clube, a contrario do que ocorre actualmente.
Durante o evento foram debatidos temas como “treino especifico de pontas de lança”, “métodos do ensino de um treino”, “futebol formação; identidade e organização” ,”psicologia em alta competição”, “particularidades da metodologia de trabalho da selecção AA de Portugal”, “observação e analise de um jogo de futebol; detecção e análise de padrões de jogo nas equipas do Barcelona e Manchester United”, “jogadores profissionais de futebol; como chegar à alta competição”, “aspectos centrais da organização de um departamento de futebol de formação”, “modelo de trabalho, estrutura e orientação técnica de Atlético 3 de Fevereiro do Paraguai”, bem como o passado, presente e o futuro do futebol na Caála.
Entre os oradores do seminário, na sua maioria docentes universitários, treinadores de futebol e coordenadores técnicos, destaque para Rui Águas, um dos maiores goleadores portugueses, e João Aroso, um dos adjuntos na selecção AA de Portugal.

Fonte: Angola Press

Futebol Juvenil em reformulação


A entrada de três novos directores irá fortalecer o Departamento de Futebol de Formação da Naval 1º de Maio. Reunião de apresentação contou com treinadores, seccionistas e fisioterapeutas.

As equipas de futebol de formação de onze da Naval – Iniciados, Juvenis e Juniores – estão desde esta sexta-feira mais reforçadas. Não estamos a falar de novos jogadores, mas sim de três novos directores que irão permitir uma melhor e mais eficiente distribuição de tarefas. São eles Paulo Moço, Paulo Bispo e Hilário Vieira que a partir de agora estão encarregues de “fazer a ponte” entre as diferentes equipas dos três escalões referidos e a direcção da Naval, em especial com o director-geral Armando Guindeira.

E foi precisamente Armando Guindeira, coadjuvado pelo secretário-técnico João Almeida, que dirigiu esta reunião, tendo esta contado com a presença de treinadores, seccionistas e fisioterapeutas que têm trabalho com afinco no futebol de formação.
A primeira missão de Paulo Moço, Paulo Bispo e Hilário Vieira prende-se com a distribuição dos jogadores da equipa de Iniciados do Nacional, que este domingo termina a sua época, para que estes não fiquem parados e possam já antecipar a próxima temporada.

A longo prazo, toda a nova estrutura do Futebol de Formação, que continuará a ter Pedro Simões como principal responsável, irá tentar trazer para os diferentes escalões de formação do nosso clube novos talentos da Figueira da Foz e concelhos limítrofes, numa estratégia mais alargada de aproximação da Naval 1º de Maio às pessoas da cidade.

Os responsáveis das equipas de Iniciados, Juvenis e Juniores
marcaram presença na reunião realizada na Sala de Imprensa do Estádio Municipal


Naval estuda parceria com suecos e congoleses



Dois suecos, um deles filho de Sven-Göran Eriksson, visitaram as instalações do clube e assistiram ao último Naval-Portimonense.

A Naval 1º de Maio recebeu nos últimos dias as visitas de dois suecos, tendo em vista futuras parcerias, com moldes ainda por definir. Spiros Toulikas esteve na Figueira da Foz em representação da conceituada empresa sueca SKB e Johan Eriksson é empresário de jogadores. Diga-se ainda que Toulikas é também o responsável por fazer contactos na Europa em nome do clube congolês TP Mazembe, da República Democrática do Congo, que já foi quatro vezes campeão africano e que em 2010 jogou a final do Mundial de Clubes. Já Eriksson, e tal como o nome indica, além de empresário é filho do conceituado treinador Sven-Göran Eriksson, que alcançou enorme notoriedade ao serviço, por exemplo, do Benfica e da selecção inglesa.

Os primeiros passos desta futura parceria foram dados numa reunião entre os dois suecos e os dirigentes da Naval Armando Guindeira e António Gravato. Refira-se ainda que no passado domingo Toulikas e Eriksson almoçaram com o presidente Aprígio Santos, tendo de seguida assistido ao Naval-Portimonense. Para já, as ideias saídas destes encontros estão em ponderação da parte da Naval, da SKB e do TP Mazembe, sendo de esperar novidades nos próximos meses.

Beira Mar empata (2-2) com a Naval no Luso

Treino de conjunto a pensar na preparação para o jogo com o V. Guimarães. 

O Beira Mar cumpriu um treino de conjunto com a Naval neste sábado, no Luso, que resultou num empate a duas bolas. Marcaram primeiro os aveirenses, por intermédio de um auto-golo de Leomar, terminando a primeira parte com resultado favorável aos comandados de Rui Bento. No segundo tempo, Paulinho Guará empatou para os figueirenses, mas Élio voltou a colocar os beira-marenses na frente. Já perto do final, Hugo Santos estabeleceu o resultado final.Pedro Moreira, com uma inflamação no adutor direito, e Serginho, acontas com um traumatismo no joelho esquerdo, não participaram no preparo, enquanto Tiago Cintra só teve direito a jogar cinco minutos por ter sofrido uma pisadela no pé direito que o obrigou a abandonar o campo. Edson Sitta e Rui Rego ainda não participaram no treino, mantendo-se a cumprir os respectivos planos de recuperação. Os aveirenses voltam aos trabalhos, com o jogo diante do V. Guimarães em mente, na próxima segunda-feira, à tarde. 

 Fonte: Mais Futebol

Entrevista a João Pedro

Depois de muito tempo sem a realização de entrevistas, muito por falta de tempo, O Navalista volta a utilizar a entrevista como elo de ligação entre os atletas navalistas e os seus sócios, adeptos e simpatizantes. Hoje, fomos até ao Estádio Municipal José Bento Pessoa entrevistar João Pedro, extremo-direito da equipa de futebol profissional da Naval SAD. Sempre optimista, João falou um pouco sobre a diferença entre a Liga de Honra e a Liga Zon Sagre, dos objectivos da equipa para este ano e também sobre a cidade que o acolheu na época transacta. 

Aqui fica a entrevista na integra:

O Navalista: Tendo participado tanto na Liga de Honra como na Liga Zon Sagres, quais são as principais diferenças que existem entre ambas?

João Pedro: A diferença que há é que acho que na II Liga, o futebol é mais de força, mais de combate enquanto na I Liga acho que é um futebol com mais espaço e mais qualidade técnica.

O Navalista: A Naval quebrou, no fim-de-semana passado, um enguiço que já durava há alguns meses. Qual é a tua opinião sobre o facto de não conseguirem, até àquela data, resultados mais positivos? Achas que há algum motivo especifico?

João Pedro: Não... o motivo era as bolas não entrarem... quer dizer... nós tivemos aqui jogos que não foram bem conseguidos mas tivemos jogos em que jogámos bem e as bolas não entravam e em contrapartida, cada vez que eles (adversários) iam lá conseguiam fazer golos, mas eu acho que agora neste jogo, já foi um bom jogo e conseguimos ganhar e a partir de agora é ver se as coisas continuam a correr bem. Sabemos que temos de ganhar os jogos em casa. Estamos a 3 pontos do objectivo. É continuar a trabalhar da mesma maneira e tentar ganhar para conseguir os nossos objectivos.

O Navalista: Como tens mais experiência na Liga de Honra, quais são, para ti, os aspectos mais relevantes a serem ultrapassados para que a Naval consiga, no final, alcançar os seus objectivos?

João Pedro: Pela experiência que eu tenho na II Liga, as equipas que sofrem menos golos são as equipas que conseguem subir de divisão e nós estivemos bem nesse campo. Conseguimos ter uma equipa sensivelmente compacta e que não sofra muitos golos e depois nós à frente acabamos sempre por fazer golos. Acho que vai ser o mais importante para depois conseguirmos subir de divisão...é não sofrer golos.

O Navalista: És um dos jogadores que mais se destaca na frente de ataque da equipa. Que filosofia tens para teres sucesso no teu trabalho?

João Pedro: A minha filosofia é trabalho. Trabalho todos os dias para fazer o meu melhor, para nos treinos mostrar ao mister que posso ser útil no fim-de-semana e depois é a minha qualidade, pois consigo exprimir-la dentro de campo   e as coisas têm corrido bem.

O Navalista: Quais são os teus jogadores de referência?

João Pedro: Não tenho nenhum jogador de referência. (Um nome?) Não, não tenho ninguém para quem olhe. Olho para os jogadores da minha posição mas olho para todos em geral...não tenho ninguém favorito.

O Navalista: Um treinador que te tenha marcado?

João Pedro: Todos me marcaram um bocado porque aprendi com todos um bocadinho...por isso ganhei coisas com todos. Não quero estar a destacar um porque aprendi com todos embora uns tivesse jogado mais, outros menos, mas também aprendi muita coisa com os que joguei menos.

O Navalista: Um momento de felicidade na tua carreira?

João Pedro: A chegada à I Liga foi um momento em que fiquei muito feliz porque trabalhei muito para isso, mas também tive outros...quando fui campeão da Europa de Sub-17. Acho que esses dois momentos foram os mais marcantes.

O Navalista: Um momento menos feliz? 

João Pedro: A descida de divisão.

O Navalista: Um desejo?

João Pedro: Que consigamos subir outra vez. (risos)

O Navalista: O que é que gostas mais na nossa cidade?

João Pedro: Eu gosto da Figueira da Foz. É uma cidade que podia ter mais alguma coisa, mas é uma cidade em que para se viver é tranquilo. Para se criar os filhos é óptima, não há muita confusão e depois temos a praia que é muito bom e acho que é uma cidade boa para se viver, tanto que comprei uma casa aqui. É uma cidade que eu gostei e estou a gostar de estar cá.

O Navalista: Para terminar, o que gostarias de dizer aos sócios, adeptos e simpatizantes da Naval 1º de Maio?

João Pedro: Gostaria que eles aparecessem mais no estádio para apoiar a equipa. Sei que a Naval não tem a tradição de ter muitos adeptos no estádio, mas a gente precisa também do apoio deles porque acho que é importante para uma equipa que quer subir de divisão ter o apoio dos adeptos.

Siga o conselho do João Pedro e venha apoiar a equipa que representa a sua cidade e concelho ao Estádio Municipal José Bento Pessoa. Juntos conseguiremos a subida!!!