Aprígio Santos: «Estou muito feliz»


O presidente da Naval, Aprígio Santos manifestou ao Record a sua satisfação pelo facto de a equipa ter conseguido obter a pontuação que lhe garante a permanência, pela sexta época consecutiva, na principal Liga do futebol português.

"Estou muito feliz. Esta foi a resposta a quem não acreditava nas opções que foram tomadas e que logo de início dava a nossa descida de divisão como um dado adquirido", considerou.

A justificação para o êxito residiu, segundo Aprígio, "num trabalho da equipa, incluindo técnico e departamento médico". "Aproveito a oportunidade para felicitar todos quantos contribuíram para este feito", acrescentou.

Para sexta-feira está marcada uma reunião da Assembleia Geral, na qual Aprígio deposita "muita confiança", tendo em vista a "constituição de uma SAD". "Espero que a cidade compreenda melhor o esforço que temos vindo a fazer. Comigo na Naval a SAD vai ser uma realidade, esperando que apareçam investidores, o que seria ótimo", salientou, adiantando que a prioridade vai para "um novo relvado, onde todas as equipas do clube possam jogar". O projeto vai para a frente "nem que seja fora do concelho".
Fonte: Record

Kerrouche e Bellagra ausentes no treino de Sábado

Kerrouche




Kerrouche e Bellagra foram os únicos ausentes no treino de recuperação da equipa após a vitória sobre a União de Leiria, ambos autorizados a deslocarem-se a França para tratarem de assuntos pessoais. O avançado Kerrouche, no entanto, fizera, logo a seguir ao jogo, exercícios adequados a essa mesma recuperação.

Entretanto, Fábio Júnior, que esteve na origem da grande penalidade que deu o golo aos navalistas, disse que foi "feliz, porque o árbitro marcou um penálti, quando, na verdade, a falta foi fora da área", acrescentando, no entanto, que o mesmo árbitro "perdoou uma grande penalidade à U. Leiria, ainda na primeira parte, por falta sobre Camora dentro da área".

Os jogadores regressam ao trabalho terça-feira, às 10 horas, em Quiaios, iniciando a preparação para o jogo em Chaves para as meias-finais da Taça de Portugal.


Fonte: Record

Naval 1 - Leiria 0 (23ª Jornada)

Ficha de jogo

Jogo no Estádio Municipal José Bento Pessoa na Figueira da Foz.

Naval - União de Leiria, 1-0.
Ao intervalo: 0-0.

Marcador:

1-0, Diego Ângelo, 56 (gp).

Equipas:

Naval: Peiser, Gómis, Real, Diego, Lazaroni, Carlitos, Godemèche, Alex Hauw (Davide 91), Camora, Fábio Júnior (Michel Simplício 84) e Bolívia (Marinho 73).
(Suplentes: Jorge Batista, Michel Simplício, Davide, Adriano, Giuliano, Kerrouche e Marinho).

União Leiria: Djuricic, Paulo Vinícius, Diego Gaúcho, Zé António, Ronny, André Santos, Marco Soares (Vítor Moreno 62), Silas, Pateiro (Zahovaiko 87), Carlão (Ouattará 71) e Cássio
(Suplentes: Hélder Godinho, Bruno Miguel, Vítor Moreno, Elias, Ouattará, Tiago Luís e Zahovaiko).

Árbitro: Bruno Esteves, Setúbal.

Acção disciplinar: Cartão Amarelo para: Marco Soares (18), José António (55), Lazaroni (82), Zahovaiko (88), Godemèche (90).

Assistência: 397 espectadores.

Resumo do Jogo


Um golo de Diego Ângelo, apontado através de grande penalidade duvidosa, ao minuto 56, foi o garante da vitória da Naval frente à União de Leiria, na abertura da 23ª jornada da Liga Sagres.

Foi o quinto jogo sem perder da turma da Figueira da Foz, este com um sabor especial, já que praticamente garantiu a manutenção aos figueirenses no principal escalão da Liga Sagres.

A Naval ascendeu provisoriamente ao sétimo lugar, com 29 pontos, colando-se na tabela classificativa à União de Leiria, com 30.

Os primeiros 45 minutos foram jogados de forma muito calculista pelas duas equipas, que arriscaram muito pouco para não dizer nada, resultado disso mesmo foram a completa ausência de oportunidades de golo.

Na etapa complementar, a Naval marcou cedo, aguentou a reacção do adversário e mostrou uma vez mais o sentido de organização e espírito colectivo.

O técnico Augusto Inácio surpreendeu com a chamada ao "onze" de João Real fazendo a equipa alinhar num 3x5x2, ficando Marinho como opção de banco.

Por sua vez, o treinador da União de Leiria, Lito Vidigal, cumpriu a máxima de que em equipa que ganha não se mexe, esquematizando um 4x4x2 com a mesma equipa que na jornada anterior vencera (2-1) o Leixões.

Entraram melhor os visitantes, que nos minutos iniciais deixaram claro aviso de intenções, conquistando três pontapés de canto e grande remate de Pateiro que o guarda-redes da Naval, Peiser, correspondeu com defesa apertada.

A formação da casa começou a sacudir a pressão aos poucos e a partir do minuto 20 começou a jogar mais próximo da baliza adversária.

Ao minuto 24, um lance disputado entre Vinicius e Camora com este ultimo a aparecer estatelado na área, deixou algumas dúvidas, e, volvidos seis minutos, Bolívia rematou de surpresa do meio da rua, obrigando o guarda-redes da União, Duricic, a uma grande defesa.

A três minutos do fim da primeira metade, Fábio Júnior desperdiçou a melhor oportunidade de golo até aí construída e, na resposta, Peiser opôs-se a um remate de cabeça de Cássio com defesa arrojada.

Dez minutos após o reatamento, a turma da casa chegou à vantagem, com golo de Diego Ângelo na sequência de uma grande penalidade duvidosa a punir falta de José António sobre Fábio Júnior.

Lito Vidigal não esperou muito para operar a primeira alteração, permutando Marco Soares por Vítor Moreno. A turma leiriense subiu linhas e tentou sufocar os donos da casa.

A Naval apostou então no contra-ataque e esteve perto de ampliar a vantagem, aos 80 minutos, mas Fábio Júnior (primeiro) e Carlitos depois não foram suficientemente diligentes para bater Djuricic.

Num jogo de poucas oportunidades venceu a equipa mais perigosa e que mais aproveitou aquilo que a partida concedeu.

Destaques

Fábio Júnior
Deixa credenciais de jogo para jogo. Primeiro foram as assistências, já esta sexta-feira o brasileiro contratado em Janeiro voltou a ser decisivo ao ganhar a grande penalidade que permitiu à Naval somar mais três pontos. Antes disso, já tinha mostrado classe e velocidade num par de lances de arregalar o olho. Até uma bicicleta chegou a tentar!

Peiser
Falhou uma intercepção mas, logo a seguir, redimiu-se com duas defesas consecutivas impedindo Carlão e Vinícius de chegar ao golo. Não é comum nele ter estas desatenções mas, felizmente, os seus reflexos compensam.

Diego Gaúcho
Voltou a jogar numa posição que lhe é grata, a de terceiro central, descaído para o lado esquerdo, pois foi nesse lugar que se notabilizou no Brasil. Numa semana complicada, devido às notícias que o deram a caminho do Génova, não vacilou nem ao longo dos 90 minutos nem da linha de 11 metros de onde deu a vitória à equipa com um remate sem hipóteses para Djuricic.

Espectadores - Destaque pela negativa
Num jogo entre duas das equipas com menos adeptos da Liga não se podia esperar outra coisa: menos de 400 espectadores. Numa sexta-feira à noite, com frio, e jogo na televisão, o Estádio José Bento Pessoa, conhecido pela fraca assistência, registou a mais baixa assistência da época e, provavelmente, uma das piores da história do recinto e da própria Liga.

Reportagem
Inácio satisfeitoa pelos objectivos da época estarem praticamente cumpridos

Augusto Inácio, treinador da Naval, admitiu esta sexta-feira que o objectivo da temporada, a manutenção, está praticamente atingido, após vencer em casa a União de Leiria, por 1-0, na 23.ª jornada da Liga Sagres.

"Embora matematicamente nada esteja confirmado julgamos que esta pontuação nos permite dizer que o objectivo da temporada está alcançado", afirmou Inácio, que elogiou a atitude dos seus jogadores.

O técnico disse que a partida “foi muito táctica e ganhou quem marcou”, sublinhando o mérito da Naval pela forma como conseguiu travar o jogo dos forasteiros.

Fonte:O Jogo,Mais Futebol

Problemas no BLOG

Como devem ter reparado, os conteudos da barra lateral do lado direito foram eliminados, por motivos ainda nao conheçidos. Vamos tentar repor alguma coisa, mas ainda pode demorar algum tempo.
Ass. O Navalista

Naval 1º Maio: Clube anunciou renovação com Diego Ângelo por duas épocas

O presidente da Naval 1.º de Maio, Aprígio Santos, afirmou hoje à Agência Lusa que o futebolista brasileiro Diego Ângelo renovou com o clube por mais duas temporadas.


O defesa central foi notícia nos últimos dias na comunicação social portuguesa e transalpina, que o dá como certo no Génova, clube da principal divisão italiana (Série A), por quatro temporadas.

Após ter estado ausente do treino de segunda feira, “autorizado para tratar de assuntos particulares”, segundo o diretor desportivo do clube figueirense, colocou-se a hipótese de Diego Ângelo estar em Itália com o presidente.

“Estive ontem (segunda feira) em Itália a tratar de negócios da minha vida empresarial, tal como estive na semana passada em França, porém, sem a companhia de Diego”, afirmou à Lusa o líder do clube da Figueira da Foz.

Sobre a eventual transferência do jogador’ o dirigente navalista adiantou: “Não é novidade para ninguém que o Diego é um dos nossos principais ativos. Sabemos que tem sido um jogador muito observado e desejado”.

“Todavia, a única verdade que dizer de momento é que o jogador renovou contrato com a Naval por duas temporadas. Daí que, como qualquer outro jogador, pode eventualmente ser negociado no final da temporada desde que haja clubes interessados nos seus serviços”, argumentou.

Hoje, o jogador regressou aos treinos e rejeitou as notícias de ter estado em Itália, justificando: “Gozei ontem (segunda feira) a minha folga naturalmente.

Não estive em Itália, embora me sinta lisonjeado por saber que existem clubes italianos interessados nos meus serviços”. “Estou tranquilo. Neste momento, o meu pensamento aponta para a partida com a União de Leiria, o nosso próximo adversário.

É um encontro muito importante, já que se vencermos poderemos garantir de imediato a manutenção”, frisou o central “canarinho”. Após 22 jornadas, a Naval 1.º de Maio segue no 11.º lugar da Liga portuguesa de futebol, com 26 pontos, menos nove do que o Sporting, quarto, e mais 11 em relação ao Leixões, 15.º e penúltimo classificado.

Fonte: Futebol365

Diego Ângelo pode estar de saída


GÉNOVA É POSSIBILIDADE PARA O CENTRAL

Diego Ângelo foi dispensado do treino desta manhã, em Quiaios, para tratar de assuntos pessoais, segundo os responsáveis do clube. Sabe-se, no entanto, que o central de 24 anos, cujo contrato termina no final da época, se deslocou a Itália para um possível ingresso no Génova.

Confrontado com a mais que provável saída do jogador, o capitão da equipa, Bruno Lazaroni, considera que se trata de um atleta "com três anos de experiência ao mais alto nível e qualidade técnica para se impor seja no Génova ou noutro clube de maior dimensão".

Questionado sobre se a equipa se vai ressentir com a ausência de Diego, Lazaroni não esconde que "no princípio, a equipa vai sofrer um pouco".

"Mas não há insubstituíveis e dentro do plantel vai surgir alguém que irá dar sequência ao trabalho do Diego Ângelo", rematou.

Recorde-se que, no mercado de inverno, e já antevendo a saída do brasileiro, a Naval tinha contratado o central Adriano Rodrigues.

Para terça-feira está marcado novo treino, a partir das 10 horas, no Bento Pessoa, à porta fechada.

Fonte: http://www.record.pt/

Augusto Inácio tranquilo depois de empate


FIGUEIRENSES COMPLETAM MELHOR SÉRIE DE RESULTADOS

Um dia após o empate com o Rio Ave, Augusto Inácio mantém-se tranquilo, porque desde que a Liga passou a ter 16 equipas, nunca nenhuma desceu com 26 pontos, aqueles que os figueirenses têm neste momento.

Na época transata, a Naval contava com 23 pontos à 22.ª jornada, e soma agora 26, faltando ainda oito rondas para se atingir o final do campeonato.

A equipa figueirense completou a sua melhor série de resultados positivos na presente temporada, obtendo oito pontos em quatro jornadas sem perder.

Godemèche volta a ser opção para Inácio, depois de cumprido um jogo de castigo mas, em contrapartida, o lateral esquerdo Daniel Cruz viu o nono amarelo, ficando de fora na próxima jornada, na receção à União de Leiria.

O plantel esteve de folga este domingo, estando marcado o regresso ao trabalho para segunda-feira, às 10 horas, em Quiaios.

Fonte: www.record.pt

NAVAL COM 6 PODIOS NO TORNEIO DE ESCOLAS E PROVAS COMPLEMNETARES


Realizou-se em Coimbra no passado dia 20 de Fevereiro a 4ª Prova do Torneio de Escolas e Provas
Complementares da ARBL.
A Naval participou com 19 atletas divididos por 16 tripulações tendo alcançado os seguintes resultados:

• Escalão 1 Feminino:
o 3ª Class.: Catarina Silva
o 8ª Class.: Ana Carlota Moreira

• Escalão 1 Masculino:
o 3º Class.: António Ferraz
o 8º Class. Bruno Acúrcio

• Escalão 2 Feminino:
o 2ª Class.: Mariana Nunes
o 3ª Class.: Rafaela Henriques

• Escalão 2 Masculino:
o 12º Class.: Daniel Silva
o 13º Class.: João Morgado

• Escalão 3 Feminino:
o 4ª Class.: Mariana Morgado

• Escalão 4 Masculio:
o 3º Class.: Nuno Branco

Nas Provas Complementares os resultados foram os seguintes:

• Skiff Iniciado Feminino
o 5ª Class.: Soraia Moreira

• Double Iniciado Masculino
o 1º Class.: André Jesus / Rodrigo Mota

• Skiff Iniciado Masculino
o 10º Class.: Francisco Oliveira
o 11º Class.: Pedro Ivan Pereira

• Double Juvenil Masculino
o 4º Class.: Luis Lopes / Fernando Cardoso
o 7º Class.: Francisco Azenha / Carlos Lourenço