ULTIMA HORA: NAVAL RECUPERA PONTOS NO TORNEIO DE ESCOLAS DA ARBL


Realizou-se, na Praia de Mira a 5ª Prova do Torneio de Escolas da Associação de Remo da Beira Litoral.

A Naval participou com 23 atletas divididos pelos vários escalões, tendo alcançado as seguintes classificações:

Escalão 0 Fem. – 1ª Catarina Silva; 2ª Ana Carlota Moreira.
Escalão 1 Fem. – 1ª Soraia Moreira; 2ª Olga Vieira; 3ª Bianca Mendes; 4ª Eliana Lima; 5º Mafalda Maia.
Escalão 1 Masc. – 1º André Jesus; 6º Rodrigo Mota; 9º Pedro Ivan Pereira; 10º Rafael Graça Carvalho; 11º Francisco Pires Oliveira.
Escalão 2 Fem. – 1º Carolina Almeida.
Escalão 2 Masc. – 3º Manuel Silva; 4º João Simões; 6º Nuno Gomes; 9º Fábio Eva; 12º Francisco Pinho Oliveira.
Escalão 3 Fem. – 4ª Rafaela Lemos; 8ª Joana Gomes.
Escalão 3 Masc. – 4º Karl Stahlberg; 7º Fábio Gomes; 12º Mário Simões.
Escalão 4 Masc. – 4º Alexandre Bisignamo.

Na classificação geral a Naval e após as 4 provas já realizadas, a (4ª Prova foi adiada para o dia 18 de Abril) classifica-se em 2º lugar com 814 pontos, atrás da Académica com 821 e à frente do Ginásio com 469 pontos.

A duas provas do fim a Naval encontra-se assim a disputar o 1º lugar, sendo este um dos Torneios de Escolas mais bem disputados dos últimos anos.

Naval perde frente U. Leiria em jogo particular


ULISSES MORAIS TESTOU CAMORA A EXTREMO-ESQUERDO

A Naval e a União de Leiria disputaram, este sábado, um jogo de carácter particular, no Estádio Municipal de Leiria.

A equipa da casa acabou por vencer o encontro por 1-0, com o golo a ser apontado aos 17 minutos por intermédio de Furtado.

Na Naval, Ulisses Morais testou a equipa titular, tendo efectuado algumas experiências.

Destaque, igualmente na Naval, para a utilização do médio contrato no mercado de inverno, Camora, a extremo-esquerdo, um teste realizado por Ulisses Morais tendo em vista a preparação do próximo encontro dos figueirenses na Liga Sagres diante do Paços de Ferreira, no Estádio Municipal José Bento Pessoa.

Colectivo Maravilhas com Presidênte Eleito


Fica desde já a comunicação de apoio á Nossa Naval para dia 05-Abril-2009. Dê o seu contributo para ajudar esta grande claque e ligue a marcar o seu lugar.

LIGA SAGRES

23ª Jornada

Fim de semana

05 / ABR //2009

NAVAL - Paços de Ferreira

Vem apoiar a NAVAL

INFOLINE 96 292 59 88
Pedro Taborda

Edição de 27-03-2009 - Diário as Beiras

Edição de 27-03-2009 - Diário as Beiras, realizado pelo nosso amigo jornalista Rogério Neves

Beira-Mar derrota Naval por 3-2


O Beira-Mar, da Liga Vitalis, derrotou hoje a Naval 1.º de Maio, do escalão principal, por 3-2, num jogo-treino marcado pela eficácia ofensiva e disputado no Estádio Municipal de Aveiro.

Os visitantes começaram melhor, ao adiantarem-se no marcador por Marcelinho, aos 22 minutos, através da conversão de uma grande penalidade.
O central Kanu não demorou para igualar a partida, aproveitando de forma oportuna a conversão de um livre, aos 25 minutos. Perto do intervalo, Artur confirmava a reviravolta no marcador, ao apontar o 2-1, após assistência de Lourenço, à passagem do minuto 41.
No reatar, aos 50 minutos, Diego marcou para os navalistas, mas Fábio Nunes fechou as contas do encontro, ao concluir da melhor maneira a conversão de uma grande penalidade (55').

Na paragem do campeonato, a formação de Ulisses Morais tem agendado mais um jogo-treino no próximo sábado com a U. Leiria, enquanto o clube de Aveiro cumpriu o segundo teste, após a derrota em Coimbra (0-1) com a Académica.

Naval: atraso vale dois anos de suspensão à equipa júnior

A Naval 1º de Maio está indignada com o castigo que foi aplicado à equipa de juniores: dois anos de suspensão. Esta foi a decisão mais pesada do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, no âmbito de um caso referente ao jogo com o Rio Maior.

A equipa da Figueira da Foz atrasou-se a comparecer junto da equipa de arbitragem, e a vitória por 8-1, e consequente apuramento para a segunda fase, foi «substituída» por uma derrota por 3-0, desclassificação do campeonato, descida aos distritais e dois anos de suspensão daquele escalão.

O atraso de dois minutos da formação navalista deve-se ao facto da equipa ter estado a visionar um vídeo antes do início do jogo, onde estavam inseridas mensagens de incentivo e motivação dos seus pais. Os jogadores surgiram junto da equipa de arbitragem às 14h59, e não às 14h57, como está previsto. O jogo acabou por ter início às 15h10, e aí neste aspecto que se baseia o recurso da Naval.

«A Naval, segundo o acórdão, não cumpriu o regulamento, atrasando-se dois minutos, pelo que lhe foi imputada culpa pelos 10 minutos de atraso no início do jogo. Se a Naval tivesse entrado dois minutos antes, o jogo ter-se-ia iniciado pelas 15:08, consequentemente com um atraso de oito minutos, pelo que questionamos a quem seriam imputadas responsabilidades por este atraso», explicou Nuno Mateus, citado pela agência Lusa.

O responsável jurídico da Naval entende que não pode ser imputada a equipa «a distância a percorrer entre o balneário e o campo», assim como o tempo utilizado pelo árbitro «para perfilar as equipas para a saudação inicial, reunião com os capitães para a escolha do campo e vistoria de marcações e balizas».

Para além disso, é destacado ainda o facto de se tratar de um escalão de formação, pelo que a sanção é considerada «atentatória do direito à prática do desporto, afectando centenas de jovens, que, face à suspensão competitiva, ficam impossibilitados de praticar desporto e a modalidade que escolheram por opção».

Fonte: Tvi24

Ulisses com mais dores de cabeça


DUDU E BOLÍVIA COM PROBLEMAS FÍSICOS

Se por um lado o interregno do campeonato trouxe alguns benefícios para a equipa orientada por Ulisses Morais, a verdade é que o técnico viu agravar-se a lista de lesionados.

Dudu sofreu um traumatismo na articulação tibiotársica direita, consequência de um lance dividido no jogo-treino com a União de Leiria.

O avançado Bolívia tem o pé direito ligado e não deu o seu contributo no jogo-treino com o Feirense. O brasileiro já não tinha participado no particular com os leirienses.

Em contrapartida, o central brasileiro Paulão já surgiu, sem quaisquer limitações, no ensaio com os homens de Santa Maria da Feira.

Fonte: Jornal Record

Goleada ao Feirense


FIGUEIRENSES VENCEM JOGO-TREINO POR 4-0

A Naval goleou o Feirense este sábado em jogo-treino realizado estádio no Bento Pessoa, na Figueira da Foz.O resultado final foi de 4-0, com golos de Davide (2 mimutos), Baradji (34), Camora (52) e Alex Hauw (56).

Na partida não participou Dudu, que continua ausente dos trabalhos da equipa. O médio brasileiro sofreu um traumatismo no jogo-treino com a União de Leiria.

Fonte: Jornal Record

Ulisses Morais ausente

Ulisses Morais mantém vigilância médica apertada à inflamação sofrida numa perna, que implicou internamento hospitalar, e esteve ontem ausente do treino matinal devido à realização de exames complementares de diagnóstico.

A restante equipa técnica, Fernando Mira, Neca Gomes e Marco Leite, orientou os trabalhos.

Fonte: O Jogo

Dudu sofre traumatismo

JOGADOR ESTÁ EM REPOUSO ABSOLUTO


Dudu, que se viu forçado a abandonar o jogo particular com a U. Leiria (0-0), realizado anteontem, à passagem da meia morta, sofreu um traumatismo na tibiotársica direita, estando sob tratamento médico e em repouso absoluto.

O médio brasileiro deve, por isso, ficar de fora no particular de amanhã com o Feirense.

Paulão não participou no encontro com os leirienses e está em gestão de esforço, tendo mesmo surgido ontem no relvado com gelo no joelho direito.

A história contada por eles - Retirado do blog Marcha do Vapor


Aqui vai mais um post do nosso conterrâneo Rogério que está de uma certa forma muito maravilhoso, dar a palavra a estas maravilhosas crianças.

“Sr. Rogério, sou Limonete e tinha a certeza que o senhor ia hoje falar de nós.Ontem no Estádio do Dragão senti-me como se fosse alguém muito importante, daquelas pessoas que até têm guarda-costas.

Desde que chegamos, até à nossa partida tivemos sempre vários seguranças a olharem por nós. Até para ir a casa de banho, eles iam levar-nos.

Foram muito simpáticos e atenciosos.

Tirámos muitas fotografias com portistas, que acharam giro ver um grupo de crianças, vestidos a rigor, para apoiar um adversário. Até os super dragões nos cumprimentaram, e deram-nos os parabéns.

Não podia deixar de lhe agradecer, pois sei que sem a sua ajuda, esta viagem não teria passado de um sonho.

Em meu nome e de muitos Limonetes o nosso muito e sincero obrigado.Também agradecemos à Naval, mas o nosso grande agradecimento vai para o FCP, que nos ofereceu os bilhetes, a segurança e ainda momentos de muita alegria.

BrunoCaro Bruno nada tens de agradecer. Espero apenas que vocês Limonetes continuem a ser um bom exemplo…Finalizo com uma frase do Custódio Cruz “por tão feliz ser quando uma criança também o é…”

Os Nossos Limonetes estiveram na Comunicação Social


Aqui estão os nosso amiguinhos e amigos da Naval 1º de Maio, a fazer ver a muita gente que ir ao futebol apoiar o clube da sua terra, até é fácil. Tenha em exemplo estes pequenos grandes Navalistas.
Fonte: Marcha do Vapor - Edição de A Bola de 16 de Março, página 07

Nulo em jogo-treino com a U. Leiria


JORGE BAPTISTA DEFENDE UMA GRANDE PENALIDADE

Aproveitando o interregno do campeonato e não querendo perder o ritmo, a Naval recebeu, em jogo-treino no Estádio Municipal José Bento Pessoa, a equipa da União de Leiria, registando-se um empate sem golos.

Foi uma partida bastante equilibrada, sem ocasiões de golo, excepção a uma grande penalidade desperdiçada, aos 19 minutos, pelos leirienses, com Jorge Baptista a defender o remate de Ricardo Sousa.

No primeiro tempo Ulisses fez alinhar os menos utilizados e só na última meia hora entraram os habituais titulares.

Jorge Baptista, Tiago Rannow, João Real, Fabrício Lopes, Igor, Dudu, Gilmar, Baradji, Michel Simplício, Tiago Freitas e Camora alinharam de início, sendo depois utilizados Bruno, Carlitos, Diego Ângelo, Bruno Lazaroni, Godemèche, Alex Hauw, Davide, Marcelinho e Marinho.

Dudu lesionou-se à passagem da meia hora, sendo obrigado a abandonar com queixas na perna direita, e foram poupados Peiser, Paulão e Bolívia.

Fonte: Jornal Record Online

Edição Diário as Beira de 19-03-2009

Aqui fica a noticia editada hoje pelo Diário As Beiras, pelo nosso grande amigo jornalista Rogério Neves.

Manter o ritmo frente a Leiria e Feirense


Não deixar a equipa perder o ritmo competitivo na paragem do campeonato é o objectivo de Ulisses Morais, treinador da Naval.

O próximo jogo dos figueirenses será a 5 de Abril, recebendo o Paços de Ferreira, rival na luta pela permanência.

Para minorar os efeitos da paragem, os navalistas têm agendados para esta semana dois jogos de preparação, ambos na Figueira da Foz. Amanhã, pelas 16h30, o adversário é o Leiria, enquanto no sábado, às 10h30, o teste será com o Feirense.

Ontem, a Naval retomou os trabalhos. Paulão, Bruno Lazaroni e Davide ficaram no ginásio.

Fonte: O Jogo Online - Com imagem original de onavalista

Os Limonetes Estiveram no Dragão como prometido



O prometido é devido e parcialmente a promessa feita pela Naval aos jovens Limonetes foi cumprida proporcionando aos jovens navalistas a deslocação ao Estádio do Dragão para assistirem ao encontro FCPorto x Naval.

Dizemos parcialmente, porque apenas 50 Limonetes se deslocaram ao Dragão já que os regulamentos são rigorosos e tornava-se extremamente difícil aumentar o número de visitantes nesta deslocação.Todavia no futuro tentar-se-á uma nova etapa quem sabe á Luz ou até mesmo a Alvalade.

De qualquer forma há que enaltecer a forma como os responsáveis do FCPorto acolheram os jovens do ATL de Tavarede colocando-os na bancada reservada aos jovens das Escolas do Clube com seguranças preparados para este tipo de situações.

Taça Zona Centro arranca


PAUSA NA LIGA SAGRES APROVEITADA

Quarta-feira, pelas 16:30, no Estádio Bento Pessoa, a Naval recebe a União de Leiria, para um jogo particular, estando também marcado para sábado, às 10 horas, no mesmo local, um outro encontro do mesmo cariz, no caso com o Feirense.

No treino que se seguiu ao jogo com à derrota com o FC Porto, Paulão, Davide e Bruno Lazaroni não participaram na sessão de recuperação, ficando no ginásio em gestão de esforço.


O dia de amanhã está destinado a folga do plantel.

Ulisses: «O F.C. Porto é melhor que nós e que os outros»

Ulisses Morais, treinador da Naval, em declarações após a derrota por 2-0 no Estádio do Dragão:
«A Naval teve dificuldades ofensivamente.

Mas isso deve-se à diferença que hoje foi evidente entre as duas equipas. Mas não perdemos a identidade.

Isso seria um suicídio. Queríamos ser mais seguros e tivemos alguns períodos em que conseguimos igualar o jogo, apesar de não termos conseguido criar grandes dificuldades ao Helton. Temos a consciência e a certeza que o F.C. Porto ganhou porque é melhor. Mas é melhor do que nós e do que os outros.

Sobre as dificuldades no ataque:

«Há dias em que não é possível disfarçar as diferenças para uma equipa como o F.C. Porto.

Mas temos todas as condições para garantir a manutenção, um objectivo fundamental para uma equipa como a Naval. Perdemos um jogo, mas nada mais do que isso.»

Fonte: MaisFutebol

F.C. Porto-Naval, 2-0 (crónica)


Avalanche ofensiva em tons de azul e branco.

A Naval escapou a uma goleada das grandes no Estádio do Dragão. Plenamente recuperado do desgaste físico e mental da Liga dos Campeões, o F.C. Porto marcou dois golos e deixou muitos mais por marcar. Numa das melhores actuações da temporada, os dragões solidificaram a liderança da Liga e aparentaram uma saúde invejável.

Mas a vertente da finalização dever ser vista e revista por Jesualdo Ferreira.

Não foram um, nem dois, nem três os lances claros para golo desperdiçados pelo F.C. Porto. Foram mais. Pelo menos sete. O cansaço não se fez sentir, o futebol saiu fluído e concentrado, mas o remate apenas encontrou as redes da baliza de Peiser em duas ocasiões. Os Gonzalez da equipa, Mariano e Lucho, trataram de acalmar as bancadas do Dragão.

Dinâmico, confiante e imponente, o F.C. Porto não deu quaisquer veleidades à Naval e poucos se terão lembrado dos ausentes Fernando e Hulk. Andrés Madrid e Mariano, escolhidos por Jesualdo Ferreira, deram conta do recado e integraram-se perfeitamente na manobra colectiva do conjunto azul e branco. O Sporting, agora a quatro pontos, é o oponente mais próximo na classificação.

Mariano desperdiça...mas nem tanto.

A verdadeira sinfonia do desperdício ecoou os primeiros acordes aos três minutos. Rodríguez, em posição frontal, atirou por cima quando só poderia ter marcado; aos dez, Lisandro vê o seu desvio, após passe fantástico de Lucho, ser desviado em cima do risco por Paulão; aos 19, Mariano teve o golo nos pés em duas ocasiões, mas desaproveitou ambas.

O golo surgiu, enfim, à meia-hora. Mariano bateu Peiser com o pé esquerdo, mas as notas de desinspiração pelo golo continuariam imparáveis. Em cima do intervalo, o clímax do despojo azul e branco: Lucho, após combinação perfeita com Rodríguez, surgiu solitário perante uma baliza deserta e isso mesmo, atirou por cima.

A Naval aguentava, aguentava, sem saber bem como e até poderia ter escandalizado antes do segundo golo do F.C. Porto. Paulão, após canto na esquerda, cabeceou perante a apatia da defesa azul e branca e até poderia ter empatado.

O que seria uma injustiça tremenda. A 22 minutos do final, finalmente o golo da tranquilidade. Lucho, o melhor em campo, desviou com classe a bola de Peiser e desfez qualquer tipo de suspense.

Lisandro e as atribulações do golo

Os problemas vividos recentemente pelo F.C. Porto no Estádio do Dragão (quatro empates e uma vitória nos cinco jogos que antecederam a recepção à Naval) estão bem identificados.

A equipa, efectivamente, consegue criar excelentes lances, há um entendimento muito bom entre os vários sectores mas falta mais serenidade na hora de visar a baliza oponente.

Falta, por exemplo, um Lisandro tão frio como na temporada passada.

O argentino corre, joga, luta, mas mantém uma relação atribulada com o golo. Com os quartos-de-final da Liga dos Campeões à porta, talvez valha a pena Jesualdo repensar a essência do trio atacante dos azuis e brancos.

Nota final para o árbitro Cosme Machado. Numa partida simples, falhou várias vezes e demonstrou alguma desconcentração. Aos dez minutos, no tal lance em que Paulão salvou o golo, há clara grande penalidade sobre Lisandro, abalroado por Peiser.

Fonte: Mais Futebol (Se repararem vejam quantas vezes se fala na Naval aqui nesta crónica??)

O Navalista de Regresso depois de mini Férias


A todos os Navalistas, um muito obrigado pela vossa presença aqui no blog a que dedico algum tempo pessoal, em nome deste grande nome Naval 1º de Maio. Como estive uma semana de férias forçadas para tratar de alguns assuntos pessoais em Lisboa, o blog ficou-se para trás nas actualizações.

Mas cá estou eu de volta para colocar todos vocês informados do nosso grande clube.

Ficamos tristes com a derrota de ontem frente ao Porto, mas vamos continuar a acreditar que somos capazes de atingir o nosso objectivo primário esta época, ou seja a Manutenção.

De volta já temos o nosso Mister para comandar as tropas para a batalha final deste ano. Que continue a melhorar depois desta longa espera, e que traga momentos felizes ao Nosso Clube.

Ulisses ainda em duvida para Benfica

Fonte: A Bola

Naval Vs Benfica

Este Post foi editado para que todos vós digam o que acham do jogo no Domingo. Obrigado onavalista. 05-03-2009

Este Domingo ás 20:15, a Naval pode novamente fazer História juntos de um dos grandes do Futebol.

O ano passado a Naval perdeu em casa, jogando até bem, a não conseguir concretizar em golo. Como se costuma dizer quem não marca sofre, por isso sofreu e bem.

Este ano as coisas podem ser bem diferentes. Sabemos que a Naval, com o Porto, obteve um feito histórico e poderá voltar a repeti-lo.

Vamos acreditar até à ultima e que a Naval obtenha o sucesso no Domingo. Desde já as rápidas melhoras para o nosso Mister Ulisses e que possa voltar ao comando brevemente.

Ulisses regressa Amanhã

ORIENTA ÚLTIMO TREINO ANTES DO JOGO COM BENFICA

Ulisses Morais regressa amanhã ao comando da equipa da Naval, no penúltimo treino antes da recepção ao Benfica, após ter estado internado no Hospital Distrital da Figueira da Foz devido a uma inflamação na perna esquerda.

A revelação foi feita à Lusa pelo director clínico da Naval, Pedro Santos, segundo o qual Ulisses Morais vai orientar a equipa no banco de suplentes no jogo com os "encarnados", da 21.ª jornada da Liga sagres, a disputar às 20:15 de domingo no Estádio José Bento Pessoa, na Figueira da Foz.

Após ter estado internado durante cinco dias, período durante o qual falhou o jogo com o Belenenses no Estádio do Restelo, onde a Naval venceu domingo por 2-1, Ulisses Morais foi hoje submetido a exames de diagnóstico que revelaram que a inflamação está debelada.

O treinador continua, no entanto, sob vigilância médica e a realizar exames para determinar a origem da inflamação, que ainda é desconhecida.

Marinho: «Conseguir os três pontos»

MELHOR MARCADOR OTIMISTA PARA JOGO COM BENFICA


Marinho, transferido do Fátima para a Naval no mercado de inverno da época passada, já é o melhor marcador da equipa, com um total de nove golos, divididos pela Taça da Liga (1), Taça de Portugal (4) e Liga Sagres (4).

O jogador está confiante para o desafio com o Benfica, do próximo domingo, embora considere que se "trata de um jogo muito difícil, não apenas pela categoria do nosso adversário, mas porque o campeonato está a ser disputado com muito equilíbrio".

Na primeira volta os encarnados venceram por 2-1, numa partida em que os navalistas estiveram em bom plano, mas para Marinho, "este vai ser um jogo diferente.

O Benfica precisa de pontos e nós também não queremos perder e vamos entrar em campo com o espírito de sempre que é o de conseguir os três pontos", embora o jogador entenda que "na pior das hipóteses, queremos, pelo menos, empatar, o que está perfeitamente ao nosso alcance."
Sobre a ausência do técnico principal, Ulisses Morais, Marinho considera que este "está sempre presente no nosso espírito, mas a sua ausência física não nos inibe de atingir o objectivo".

Depois do treino de conjunto, da manhã desta quinta-feira, em Quiaios, a equipa regressa amanhã ao Bento Pessoa, para nova sessão marcada para as 10 horas.

Testes a meio campo


A Naval 1º de Maio, continuou hoje a trabalhar na táctica, para poder travar o Benfica no meio-campo.

A equipa técnica testou dois onzes, mas ainda existem dúvidas em ralação à equipa que vai jogar, sendo possível, a turma da Figueira da Foz, alinhar com os mesmo jogadores que venceram o Belenenses.

Quanto ao técnico Ulisses Morais vai ser hoje reavaliado para saber se estará em condições de estar presente no jogo de Domingo.
Fonte: O Jogo

Naval: adepto promete estádio novo se ganhar Euromilhões

O Euromilhões, já se sabe, é pródigo em criar excêntricos.

Muitos deles em potência, enquanto sonham com aquela verba astronómica que lhes irá mudar a vida para sempre.

E se calhar também a dos filhos, netos ou bisnetos. É isso que espera um adepto da Naval que, dedicado ao clube do coração, promete empregar uma parte da fortuna na construção de um novo estádio, na Figueira. «Talvez 11 milhões cheguem», atira.

Paulo Dâmaso, um ex-jornalista, escreveu no seu blog que, caso vença os 100 milhões do próximo jackpot, irá financiar o projecto do clube para a nova infra-estrutura há tanto tempo guardado na gaveta, à espera do entendimento entre a Naval e a Câmara Municipal da Figueira da Foz. «Só do estádio.

A habitação ao lado e outros projectos comerciais, não», esclarece o apaniguado navalista, que não quer misturar a bola com os negócios.

Como em tudo na vida, haverá condições: «Que o recinto receba o meu nome e seja condecorado sócio honorário da Naval para sempre. Ah, e quero também o Emblema de Ouro e Diamantes da Naval 1º de Maio.» Para quem está disposto a oferecer tanto, não parece que esteja a pedir de mais em troca, pois não?

Granda Maluco este Dâmaso é assim mesmo. Se ganhares os 100.000.000.00€, arranja ai uns euritos para fazer o site da Naval, que também é necessário. Não esquecendo de colocares também uma estátua como o Eusébio têm à frente da escadaria principal, claro....


Fonte: Maisfutebol

Aprígio Santos: "Futebol paga o que não tem"

Aprígio Santos não vê com bons olhos o futuro do futebol português.


Aprígio Santos revela que as dívidas são o mal de todos os clubes inclusivé da Naval.

O presidente da Naval 1º de Maio falou sobre as dívidas cada vez maiores contraídas pelos clubes portugueses.

Na opinião de Aprígio Santos, a crise económica chegou ao futebol muito anos antes e ao juntar-se a actual crise económica tudo piorou: "As dívidas têm-se vindo a acumular ao longo dos anos e com a crise são mais evidentes e tornaram-se públicas (..) O futebol paga o que não tem e vive para além dos seus meios".

A crise também chegou à Naval 1º de Maio e o dirigente não esconde essa realidade: "É evidente que vivemos com dificuldades, tivemos menos patrocínios este ano, o que nos faz muita falta. A continuar assim as coisas tornam-se muito mais difíceis".

Apesar deste negro cenário há coisas de que o presidente não desiste: "Mantenho a ideia de construir um novo estádio e fazer a SAD".
Fonte: RTP

Seja voçe o Treinador!!!


O navalista continua sempre a tentar obter umas ideias novas e desta vez, gostaria de tentar obter um plantel possível para o jogo de domingo.

Faça você a escolha das equipes tanto da Naval 1º de Maio como a do Benfica e mande-nos para o nosso email.

Deixo como imagem neste post, um campo para que quem saiba editar imagem coloque os jogadores que fossem certos a jogar. Seja você o treinador de bancada e diga-nos o que pensa.

Má noite para Simplício

A Naval cumpriu ontem, no Estádio Bento Pessoa, o habitual treino de regeneração física no dia seguinte a um jogo.

Os defesas Carlitos e Daniel fizeram trabalho específico e o avançado Simplício, devidamente autorizado, esteve ausente por ter sofrido uma indisposição nocturna.

Informação Site Oficial Naval 1º de Maio


Colectivo Maravilhas Apoia Naval Domingo

Como sempre esta grande claque da Naval 1º de Maio, oferece condições a todos os apoiantes da Naval a comparecerem no jogo a preços mais em conta. Como é de esperar onavalista aqui está a publicitar esta grande claque que merece todo o nosso apoio. Força Colectivo e Naval.

LIGA SAGRES


21ª Jornada


08/MAR/2009


20H15


NAVAL - Benfica


Vem apoiar a NAVAL

INFOLINE


96 292 59 88 - Pedro Taborda

Nosso Árbitro para Domingo


Sr. João Ferreira é Árbitro nomeado para o jogo de Domingo entre Naval - Benfica, que seja decisivo nos lances e que não cometa muitas falhas é o que se pede.

Edição Diários as Beiras de 03-03-2009

Aqui fica para todos os navalistas a Edição de hoje do Diário as Beira. Também já estão disponíveis os Bilhetes para a NAVAL - BENFICA. O Navalista tentou arranjar alguns para oferecer no blog, mas sem qualquer sucesso. Pedidos de desculpa por não ter conseguido.




Fernando Mira: «Triste pela ausência do líder»


Fernando Mira, que rende Ulisses Morais por doença do técnico principal da Naval, convocou 20 jogadores para a deslocação ao reduto do Belenenses, sendo Marcelinho e Michel Simplício estarão à condição, já que no último treino se limitaram a trabalho específico para recuperação devido a queixas musculares.

O adjunto de Ulisses espera 'ser feliz', como aconteceu na época de 2005/06, já que na altura substituiu Álvaro Magalhães antes da entrada de Rogério Gonçalves, tendo a sua equipa vencindo no Restelo por 3-2.

'Sinto-me tranquilo porque sou funcionário da Naval, mas triste pela ausência do líder', salienta Mira, que considera que o jogo 'vai ser de grau de dificuldade elevado para as duas equipas.'

O treinador de circunstância, fez questão de referir que 'vamos defrontar um Belenenses muito mais forte do que na primeira volta.'

Fonte: Jornal Record Online

Belenenses-Naval, 1-2 (crónica)


O golo de Gilmar, já em período de descontos, garantiu a segunda vitória da Naval fora e assinalou a terceira derrota consecutiva do Belenenses em casa.

Quando o empate a uma bola, decidido na primeira parte, parecia o resultado final, o veterano médio brasileiro, ausente da competição há dois meses, devido a lesão, não desperdiçou a defesa incompleta de Júlio César a remate de Simplício.

Um prémio merecido para a equipa mais coesa e para Ulisses Morais, que recupera no hospital de uma infecção, delegando em Fernando Mira a responsabilidade de gerir o onze.

Já Jaime Pacheco respondeu aos assobios dos adeptos com felicitações aos seus jogadores. Estão cada vez mais difíceis as contas do Belenenses, que mantém-se na zona de despromoção, com os mesmo 16 pontos do lanterna vermelha Rio Ave.

O jogo até começou relativamente equilibrado, com Marinho e Marcelo a dividirem o protagonismo na frente: o primeiro acertou ao lado logo aos seis minutos, o segundo falhou no minuto seguinte.

Marinho voltaria a falhar aos 21 minutos, mas, desta feita, com um desfecho positivo para a Naval: o poste devolveu a bola a Godemeche, que, sem marcação, estreou-se a marcar no campeonato.

Jaime Pacheco viu-se obrigado a mexer na equipa, tirando o central Kiko para a entrada de Wender.

A escolha não poderia revelar-se mais acertada, já que não só o Belenenses subiu no terreno como acertou na baliza de Peiser praticamente em cima do intervalo.

Marcelo serviu o compatriota, que atirou rasteiro para o empate. Estes dois podiam, inclusive, ter colocado a equipa na frente do marcador antes do descanso, na sequência de um cruzamento de Tininho que nenhum dos dois conseguiu interceptar.

No reatamento, Wender, mais uma vez, falhou por centímetros o segundo, ao cabecear por cima da baliza.

Tanto Jaime Pacheco como Fernando Mira aproveitam para ir refrescando as frentes, com melhor sucesso para os visitantes, já que Mano, queixoso, forçou a entrada do defesa Carciano.

A Naval recuperou a crença de que podia oferecer a vitória a Ulisses Morais, Marinho nunca perdeu de vista a baliza de Júlio César, mas foi o companheiro que o substituiu a três minutos do fim um dos responsáveis pela conquista dos três pontos.

Depois de Saulo ter atirado à figura de Peiser já em período de descontos, Simplício respondeu com remate à baliza de Júlio César, o guarda-redes defendeu com os pés e a bola sobrou para Gilmar, que acabou com o jogo.

Original Video- More videos at TinyPic

Fonte: Maisfutebol

Problemas Técnicos Graves...


As minhas sinceras desculpas a todos os navalistas, pela demora na actualização do blog, mas como o azar bateu á porta do meu pc que tinha tudo de imagens do blog e muito mais, porque disco queimou e então estou a tentar de novo repor o pc para continuar este trabalho voluntário.

Fica aqui também as melhoras para o Mister Navalista e tambem um agradecimento especial á equipe da Naval que este fim de semana consegui vencer em casa do Belenenesses e que dedicou esta vitória ao Srº Ulisses.

Obrigado pela vossa compreensão e espero que continuem a frequentar ONAVALISTA.

Atentamente

O navalista