51º almoço convivio de remadores

Decorreu no dia 27 de maio, num restaurante desta cidade, mais um almoço convívio, entre diferentes gerações de remadores da Associação Naval 1º Maio, que fizeram e fazem história no Remo nacional e internacional. O evento reuniu mais de três dezenas de remadores que conquistaram grandes vitórias, projectando o nome deste clube, e o da Figueira da Foz, além-fronteiras. O almoço contou, entre outros, com a presença do atleta Carlos Cordeiro, um dos vencedores no campeonato do mundo de remo adaptado, em 2008, na Alemanha, tendo sido treinado pelo saudoso Joaquim Redondo, sempre recordado por todos. Também a atleta paralímpica Filomena Franco marcou presença, com o seu treinador Augusto Alberto Rodrigues (Federação Nacional de Remo), tendo sido aplaudida por todos, que lhe desejaram uma brilhante prestação nos Paralímpicos 2012, que se realizarão em Londres, de 30 de agosto a 3 de Setembro de 2012. Rui Monteiro de Sousa expôs os seus remadores em madeira talhada à mão, fruto da sua paixão como remador da Associação Naval 1º de Maio e que são uma marca admirada e reconhecida por todos deste artista de Tavarede.


Benjamins B em 2º na Taboeira Cup

A equipa de Benjamins B alcançou um brilhante 2º lugar na Taboeira Cup, perdendo na final contra o SLBenfica. Veja AQUI fotos do evento.

I Liga chama Simplício



Depois de quatro épocas na Naval, Michel Simplício prepara-se para conhecer o segundo clube em Portugal. O brasileiro estuda propostas de dois clubes da I Liga, ambos do Norte do país. Na época que terminou, o avançado realizou 11 jogos e marcou três golos.

Fonte: O Jogo

Convívio em família


Um dia mais tarde para recordar...
Jogo amigável entre Pais, Irmãos e Técnicos dos Atletas (escalões -Infantis, Benjamins A, Benjamins B, Kids 2003, Kids 2004, Kids 2005) da nossa Associação Naval 1º Maio.
Um agradecimento especial, à pessoa do Sr João Almeida, pela colaboração manifestada, permitindo desta forma um agradável momento de convívio.O nosso obrigado a todos os presentes.

Previtali acorda rescisão amigável


O avançado francês Robin Previtali acordou hoje a rescisão amigável do seu contrato com a Naval 1.º de Maio, disse à agência Lusa Armando Guindeira, diretor geral do clube da Liga de Honra de futebol.
O jogador tinha já cumprido ao serviço do clube figueirense duas temporadas de um contrato rubricado por três anos e que se estendia até 2012/2013, contudo, por acordo amigável entre as partes, o compromisso foi hoje finalizado.
Estão em final de contrato com a Naval 19 jogadores: Taborda, Carlos Fernandes, Willams, Zé Mário, Rogério Conceição, Delson, Bolívia, Sandro, Frechaut, Giuliano, Simplício, Guará, Hugo Santos, José Rui, Fabiano, Tiago Rosa, Leandrinho, Godinho e Previtali


Ler mais: http://visao.sapo.pt/futebol-naval-1-de-maio-avancado-previtali-acorda-rescisao-amigavel=f666729#ixzz1vy8BR0j5



O Navalista deseja felicidades ao Prévitali na sua carreira.

Amanhã, Naval - Académica


Jogo de Confraternização


"Convites da I Liga"

O futuro de Edivaldo passa por Portugal por ter convites da I Liga "que serão analisados". Após quatro épocas na Figueira da Foz, o boliviano terminou o vínculo com a Naval e, na despedida, garantiu que o empenho foi o maior possível: "Dei tudo de mim. A equipa praticou bom futebol mas falhou nos jogos em casa; perdemos muitos pontos." Não ter subido foi "uma grande tristeza", no entanto, os adeptos, segundo o avançado, também tiveram a sua quota parte de culpa: "É preciso mais apoio dos sócios. No jogo frente ao Moreirense, mais de 1500 pessoas viajaram 200 quilómetros em socorro da equipa.

Fonte: O Jogo

Parabéns à Académica

O Navalista deseja os mais sinceros parabéns à equipa e a todo o universo da Associação Académica de Coimbra pelo feito alcançado hoje, ao vencerem a Taça de Portugal de 2012. E principalmente aos ex-navalistas João Real, Marinho e Peiser.

Aprígio reuniu com jogadores brasileiros

Os jogadores brasileiros do plantel Paulinho Guará, Edivaldo, Michel Simplício, Rogério Conceição, Delson, Leandrinho - terminaram contrato - Ricardo Ehle, Leomar e Júnior Pereira - com contrato de trabalho - reuniram-se individualmente com Aprígio Santos (na foto), presidente da direção, tendo recebido a promessa de que os ordenados em atraso serão desbloqueados durante a próxima semana. Os jogadores tiveram a palavra do presidente, que também lhes avançou que a Naval não vai acabar e que na próxima época é candidato à subida.

Fonte: O Jogo

Assembleia Geral Ordinária a 8 de Junho de 2012.


Nos termos do artigo 16º dos estatutos, convocam-se os associados da Associação Naval 1º de Maio, para um Assembleia Geral Ordinária a realizar no dia 8 de Junho de 2012 pelas 18:30h, na sua sede provisória, a funcionar junto das instalações do Estádio Municipal José Bento Pessoa, na Figueira da Foz, com a seguinte ordem de trabalhos:

1. Apresentação do Relatório e Contas pela Direção relativas ao ano de 2011;
2. Outros Assuntos de interesse para a Associação;
3. Eleição dos Corpos Sociais para o biénio de 2012/2013 - 2014/2015

Nos termos do art.º 18 § único dos estatutos, se à hora designada não se encontrarem presentes a maioria absoluta dos associados, a Assembleia funcionará em segunda convocatória, uma hora depois, com qualquer números de sócios.

Figueira da Foz, 4 de Maio de 2012

O Presidente da Assembleia Geral

Delfim Jorge Lopes da Neves

Naval já prepara temporada 2012/13, com 16 jogadores de saída.


A Naval iniciou os trabalhos de preparação e planificação da nova temporada, com dezasseis futebolistas de saída do clube, disse à agência Lusa, Armando Guindeira, diretor geral da SAD.
Definido que está o quadro competitivo da próxima temporada, o treinador Filipe Rocha está já a trabalhar na planificação da nova época, tarefa que lhe impõe a construção de uma nova equipa, já que 16 jogadores do atual plantel estão de saída
Taborda, Carlos Fernandes, Willams, Zé Mário, Rogério Conceição, Delson, Bolívia, Sandro, Frechaut, Giuliano, Simplício, Guará, Hugo Santos, José Rui, Fabiano e Tiago Rosa finalizaram o seu vínculo contratual, tendo sido informados que não entram nas opções do clube para a próxima época.


Edivaldo aguarda pagamento da Naval


Convocado para o estágio da seleção da Bolívia, Edivaldo ainda não rumou a La Paz por estar à espera do pagamento de salários em atraso. O jogador termina contrato em junho e espera que a Naval resolva a situação brevemente. Ao que tudo indica, o internacional boliviano deverá abandonar o futebol português depois de quatro anos a atuar pelo emblema da Figueira da Foz.

Fonte: O Jogo

Aprígio Santos: «Façam uma liga dos ricos e outra dos pobres»


O presidente da Naval mostrou-se esta terça-feira dececionado com o chumbo ao alargamento da Liga, propondo ao presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) a criação de um campeonato de ricos e outro de pobres.

O dirigente do clube da Figueira da Foz lamentou a recusa da direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) em alargar o principal campeonato de 16 para 18 clubes.

O alargamento passava pela realização de uma liguilha, na qual a Naval participaria, como quarta classificada da Liga Orangina.

"Eu e outros dirigentes de clubes considerados de menor dimensão estamos cansados de pagar para quatro ou cinco terem Liga", frisou Aprígio Santos.

O líder da Naval prosseguiu: "Se me fosse possível votar, deixaria os quatro ou cinco clubes 'grandes' a jogar sozinhos".

"Fazem e dizem o que querem, restando aos outros clubes disputar uma Liga de pobres ou remediados", lamentou.

O Presidente da Naval concluiu fazendo uma sugestão ao líder da LPFP, Mário Figueiredo: "É por aí que o senhor presidente da Liga deve ir, fazer uma liga dos ricos e outra dos pobres".

Face à decisão tomada na terça-feira pela FPF de chumbar o alargamento da Liga de 16 para 18 clubes, o que inviabiliza a liguilha, a Naval deu por encerrados esta quarta-feira os trabalhos da sua equipa de futebol profissional.

Fonte: Record

Aprigio Santos desiludido com decisão da Federação

Aprígio Santos desiludido com a decisão - Desporto - Notícias - RTP


O dirigente criticou o atual formato do campeonato, dizendo que esta é uma "liga para quatro ou cinco grandes a jogar sozinhos. Eles ficavam a jogar entre eles e nós íamos para a nossa liga, para a liga dos pobres". Aprígio Santos sugeriu mesmo ao presidente que criasse dois campeonatos distintos: "uma liga dos ricos e uma liga dos pobres".

Fonte: RTP

FPF chumba alargamento

A direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) chumbou o alargamento da primeira Liga de 16 para 18 clubes. Trata-se da segunda vez que o organismo máximo do futebol nacional recusa a proposta da Liga. Numa primeira fase, a mesma contemplava o alargamento através da ausência de descidas de divisão. Desta feita, nem o alargamento com playoff mereceu a aprovação da FPF.

O anúncio foi feito esta terça-feira pelo presidente da Liga, Mário Figueiredo, numa curta declaração que se seguiu a uma reunião da direção da FPF e a um outro encontro entre Figueiredo e o seu homólogo na Federação, Fernando Gomes.

"Foi rejeitado o alargamento pela FPF, mas com o voto contra da Liga", referiu Mário Figueiredo aos jornalistas.

Fonte: Record

Francisco Oliveira obtém 5º Lugar



O Francisco Oliveira, remador da Naval a representar a selecção nacional na regata internacional de Bordéus classificou-se em 5º lugar nas duas provas em que participou (2XJuvM).

Naval 5 S. Clara 1

Mais Fotos no Facebook Oficial d´O Navalista
A Naval goleou este domingo o Santa Clara, por 5-1, na 30.ª e última jornada da Liga de Honra, com os insulares a garantirem a manutenção apesar da derrota.

Com o quarto lugar já assegurado, a formação figueirense fica a aguardar a realização de uma eventual "liguilha" de alargamento da Liga principal, para poder aspirar à subida, enquanto os insulares ficaram na 12.ª posição, com os mesmos 34 pontos, com Arouca e Freamunde.

Três golos surgidos na primeira metade da partida, todos na sequência de três pontapés de canto, evidenciaram a fragilidade defensiva dos insulares, condicionando-os desde logo para a discussão do resultado. A etapa complementar valeu pela obtenção de três excelentes golos.


A equipa da Figueira da Foz entrou na partida praticamente em vantagem, pois inaugurou o marcador à passagem do terceiro minuto, por Ricardo Ehle na sequência de um canto cobrado por João Pedro.

Ao minuto 16, Lourenço foi punido com cartão vermelho direto por alegada agressão a Godinho, deixando a turma insular reduzida a dez unidades.

Ainda não refeitos da contrariedade de estarem a jogar com menos uma unidade, o Santa Clara viu o seu capitão Pacheco, seis minutos depois, marcar na própria baliza, colocando a Naval a vencer por 2-0.
Sem reação por parte dos adversários, os donos da casa dilatam a vantagem para 3-0 aos 31 minutos, com um golo apontado por Michel Simplício

15 minutos após o retomar da partida, o Santa Clara reduziu para 3-1 por Pipo, que, na primeira vez que tocou na bola, bateu o guarda-redes Taborda.

Aos 65 minutos, Giuliano tirou três adversários do caminho e repôs a diferença de três golos para a formação da casa.

No último minuto da partida, surgiu o melhor tento da partida, num "golaço" de Godinho, a cerca de 40 metros, que bateu Stefanovic.



Jogo no Estádio Municipal José Bento Pessoa, na Figueira da Foz.

Naval 1.º de Maio: Taborda, Tiago Mesquita, Ricardo Ehle, Rogério Conceição, Carlitos, Godinho, Giuliano (Delson 69), Edivaldo Bolívia (Willams 78), João Pedro, Roberto (Paulinho Guará 69) e Michel Simplício.

(Suplentes: Guilherme, Delson, Júnior Pereira, Previtali, Paulinho Guará, Willams e Zé Rui).

Santa Clara: Stefanovic, André Simões, Illic, Edgar, Piccolo, Nelson, Pacheco (Moreira 71), Paulo Grilo, Lourenço, Valdinho (Minhoca 41) e Platini (Pipo 59).

(Suplentes: Brice Niclos, Minhoca, Moreira, Alex, Pipo, Edson e Sylvestre)


Árbitro: João Ferreira (Setúbal).

Ação disciplinar: Cartão amarelo para Pacheco (36), Piccolo (39), André Simões (52), Tiago Mesquita (54). Cartão vermelho direto para Lourenço (16).

Assistência: Cerca de 200 espetadores.

Fonte: Record

Sem liguilha quarto lugar só para a história


A Naval estava bem posicionada para disputar o play-off de alargamento do campeonato principal para 18 clubes, mas assim que termine o encontro frente ao Santa Clara, os seus jogadores podem partir de férias, visto que o modelo foi suspenso pelo Conselho de Justiça da FPF. Por isso, navalistas e açorianos - um empate garante a permanência aos segundos, mas a derrota também deverá "chegar" - podem começar a pensar na próxima época. A Naval quererá manter o quarto lugar para a estatística, pois dele não tira dividendos, tendo de esperar pela temporada de 2012/13 para relançar uma candidatura à subida de divisão.

Equipas prováveis

Estádio Municipal José Bento Pessoa

Árbitro - Não divulgado pelo CA da FPF

Naval - Taborda; Carlitos, Ricardo Ehle, Rogério Conceição e Williams; Godinho, Giuliano e Edivaldo; João Pedro, Roberto e Simplício

Outros convocados: Guilherme, Júnior Pereira, Delson, Paulinho Guará, Previtali, Zé Rui e Tiago Mesquita

Treinador Filó

Santa Clara - Stefanovic; Márcio Piccolo, Edgar, Ilic e André Simões; Nelson, Paulo Grilo, Pacheco e Lourenço; Platini e Moreira

Outros convocados: Brice Niclos, Minhoca, Valdinho, Alex, Pipo, Edson e Sylvestre

Treinador Luís Miguel

Fonte: O Jogo

51º Convívio de Remadores e Timoneiros


A Comissão de Remadores e Timoneiros da Associação Naval 1º de Maio vai organizar no próximo dia 27 de Maio o 51º Convívio de Remadores e Timoneiros.
Este convívio que terá lugar no Restaurante Galo D'Ouro em Tavarede pelas 12:30H.
As inscrições poderão ser feitas na Sede da Naval (233422809), no Pavilhão Naútico, Casa Simões e na Fozmaquina.

Folheto O Navalista - Maio

Próximo Domingo, Naval - Santa Clara


Futebol de Formação - Noticias


No próximo sábado em Arazede, a nossa equipa de Juniores realiza o último encontro da época contra a Sanjoanense.
Independentemente do resultado, no próximo ano competiremos no Campeonato Nacional da 2ª Divisão de Juniores.
 
Em Juvenis, ontem no relvado sintético de Brasfemes, a nossa equipa foi derrotada por 2-1 pela Académica SF, tendo ficado em 3º lugar na sua série (com os mesmos pontos do Marialvas - 2º classificado), insuficiente para disputar a subida ao Campeonato Nacional de Juvenis do próximo ano.
Apesar do esforço e do bom futebol apresentado, os objectivos não foram atingidos, pelo que no próximo ano disputaremos de novo o Campeonato Distrital. Os jogadores e equipa técnica mereciam um resultado melhor, mas no futebol, nem sempre a justiça prevalece.
 
Os campeonatos de Iniciados de 2011/2012 também já terminaram, estando neste momento os nossos jogadores a rodar em torneios particulares.
Este fim de semana, vencemos o torneio de Mangualde.

De realçar que o campo sintético torna-se cada vez mais imperativo.

Fonte: Departamento do Futebol de Formação

Arouca 1 Naval 2


Mais fotos no Facebook Oficial d´O Navalista

O Arouca viu a luta pela permanência complicar-se depois de perder em casa com a Naval, por 2-1, na 29.ª e penúltima jornada da Liga Orangina.

Depois de entrar para esta ronda três pontos acima da "linha de água", o Arouca viu a distância reduzir-se para dois pontos, numa zona de despromoção que continua a ser partilhada por Freamunde e Sp. Covilhã, que empataram na jornada deste domingo.

Num jogo em que era importante ao Arouca vencer, os locais deixaram a Naval consumar a reviravolta, premiando a persistência dos visitantes, que consolidaram o quarto lugar.

Entrou melhor a Naval, a lutar por uma vitória que lhe permitisse sonhar com o regresso à primeira liga, no caso de se concretizar a liguilha e o alargamento do escalão principal para 18 clubes.

Logo aos 6 minutos, Roberto obrigou Rui Nereu a uma boa defesa. Cinco minutos depois, João Pedro entrou pelo centro da área, sem oposição, mas remata à figura do guarda-redes do Arouca.

E com a Naval em alta, num contra-ataque, que saiu dos pés de Babanco, o esférico chegou rápido a Joeano [na foto]. O melhor marcador da Liga não perdoou e colocou os locais os em vantagem.

João Pedro, primeiro aos 20 minutos, e depois aos 29, tentava repor a igualdade no marcador e a permissividade da defesa arouquense irritava o treinador Vitor Oliveira.

Na frente do ataque do Arouca, Soares e Joeano (aos 34 e 38 minutos) podiam ter aumentado a vantagem, mas o cabeceamento saiu por cima da trave da baliza.

A Naval entrou decidida na segunda parte e procurou a igualdade. Ainda assim, foram os locais os primeiros a causar perigo, com um remate de Bacar, para defesa de Taborda.

Ao minuto 70, recebendo centro de Carlitos, o recém entrado Guará cabeceou ao lado. A ofensiva da Figueira da Foz viu o seu esforço premiado aos 73 minutos, com um golo de Roberto.

O Arouca não baixou os braços e aos 78 Jorge Leitão, de cabeça, fez a bola passar rente ao poste da baliza de Taborda.

A Naval consumou a reviravolta no marcador, na sequência de um pontapé de canto. Ricardo Ehle, ao segundo poste, só precisou encostar o pé e a bola encostou nas redes da baliza do Arouca.


Jogo no Estádio Municipal de Arouca.

Arouca-Naval, 1-2.

Ao intervalo: 1-0.

1-0, Joeano, 14 minutos.

1-1, Roberto, 73.

1-2, Ricardo Ehle, 80.


Equipas:

Arouca: Rui Nereu, Paulinho, Juan, Kiko, Marcelo Tché (Pedro Costa, aos 65), Babanco, Nené, Soares (Jorge Leitão, aos 35), Bacar, Joeano e Hélder Silva (Roberto, aos 75).

Suplentes: Bruno Conceição, Lito, Roberto, Jorge Leitão, Pedro Costa, Hugo Monteiro e Miguel Ângelo.

Naval: Taborda, Tiago Mesquita, Ricardo Ehle, Rogério Conceição, Carlitos, Godinho, Giuliano (Paulinho Guará, aos 70), Leandrinho, João Pedro, Roberto (Zé Rui, aos 85) e Michel Simplício (Edvaldo, aos 55).

Suplentes: Guilherme, Delson, Júnior Pereira, Zé Rui, Edvaldo, Paulinho Guará e Previtali.

Árbitro: André Gralha (Santarém).

Ação disciplinar: Cartão amarelo a Kiko (19), Leandrinho (38) e Ricardo Ehle (40).

Assistência: cerca de 1.000 espetadores.

Fonte: Record

Aprígio Santos: “Esta cidade e esta Câmara desligaram-se totalmente das suas responsabilidades”

 A Naval 1.º de Maio celebrou no passado dia 30 de abril o seu 119.º aniversário. A tradicional ceia navalista juntou dirigentes, atletas, sócios e simpatizantes do clube fundado a 1 de maio de 1893, sucedendo à extinta Associação Naval Figueirense.

Ao nosso Jornal Aprígio Santos fez um ligeiro balanço do passado recente do clube. O futuro, defendeu o responsável, deve ser discutido pela sociedade figueirense.
“A Naval não está bem e esta é a prova de que o dinheiro não faz tudo. Eu próprio tenho culpas porque não tenho tempo para a equipa (de futebol profissional), o meu trabalho nas empresas exige muito de mim. Fizemos uma péssima época”, disse Aprígio Santos adiantando que “no fim do campeonato irei falar sobre a Naval e o que vai ser de futuro”.
Ciente de que a Naval é mais do que futebol, o dirigente desportivo sublinhou que “no global algo tem de mudar ou a Naval mudar-se. Os tempos de crise são o que são, mas também não vejo a cidade a ajudar a sustentar aquilo que tem. E estas coisas tornam-se difíceis para um homem só”. No entanto, reconhece que “faz todo o sentido falar da Naval sem mim porque a Naval não começa e termina em mim. Até porque quando não tenho tempo, diga-se o que se disser, a Naval treme. Quando não estou as coisas não são bem iguais, tem de haver alguém comigo que tome essa responsabilidade e eu, sinceramente, não vejo o futebol da mesma forma que via há 10 ou 5 anos atrás. A minha paixão mudou, está noutros sítios e o futebol penso que tem de ser repensado”.
Nesta linha, considerou a O Figueirense que “a Naval tem de se discutida porque hoje a SAD sou praticamente eu. Mas a associação não deixa de prestar um serviço à cidade que se não repensar este problema, vai ter um outro para resolver, porque eu não vou continuar desta maneira. Isto é ponto assente”.
Recusando-se a comentar o recente anúncio de construção de um campo de futebol (para treinos) de piso sintético, Aprígio Santos não poupou críticas e afirmou que “esta cidade e esta Câmara, que não é melhor do que as outras, desligaram-se totalmente das suas responsabilidades quanto ao desporto, que faz parte da cidadania. Acho que este assunto tem de ser repensado e falado. E não falo só de futebol, porque o desporto é muito mais”.

Diogo Pinheiro representa Portugal na Taça do Mundo de Remo

Diogo Pinheiro, que se classificou em 6º lugar na prova de 2-HPL da Taça Muncial de Remo obteve, na repescagem da mesma prova, um 7º lugar, indo agora à Final B. De destacar, que em ano de Jogos Olimpicos, a competição está a mostrar ser bastante competitiva e forte.

Domingo, Arouca - Naval


Clube anuncia queixa de tentativa de aliciamento


O diretor-geral da SAD da Naval, Armando Guindeira, confirmou esta sexta-feira que um grupo de jogadores profissionais do clube da Liga Orangina foi vítima de tentativa de aliciamento.

"Perante rumores de aliciamento a jogadores que representam a Naval, querendo evitar o mal-estar que os mesmos possam provocar no grupo, procedemos a averiguações, pelo que, estamos em condições de afirmar a existência de uma tentativa de aliciamento" disse Armando Guindeira.

Em conferência de imprensa, o dirigente referiu que vários jogadores, "há uns tempos", denunciaram uma tentativa de aliciamento, perante a administração da SAD, que decidiu "proceder a averiguações e levar o caso até às últimas consequências".

"Quero desde já garantir, em nome da administração, que mantemos toda a confiança no grupo de trabalho e reafirmamos o excelente caracter e dignidade dos nossos jogadores", frisou.

O dirigente recusou-se a divulgar nomes, justificando que "a queixa está a ser elaborada pelo gabinete jurídico" do clube, para que seja "enviada às instâncias judiciais competentes".

"Neste momento julgamos não ser oportuno acrescentar quaisquer elementos para além da tentativa de aliciamento", reconheceu.

O guarda-redes Pedro Taborda foi o porta-voz do grupo, fazendo-se acompanhar pelos jogadores Carlos Fernandes e Carlitos, e reiterou o profissionalismo do plantel da Naval.

"Lamentamos a situação, mas somos um grupo de homens com 'H' grande, defendemos uma instituição e seremos profissionais e dignos até ao último dia. Quero realçar o carácter dos nossos companheiros que denunciaram este caso e ao mesmo tempo afirmar que temos prémios instituídos pelo clube e não precisamos de extras", salientou.

O treinador Filipe Rocha também esteve presente na conferência de imprensa e sublinhou que "o problema está na esfera da administração", assegurando que "o grupo está unido" e atestando a "exemplar aplicação ao trabalho".

"Os jogadores que representam a Naval estão de consciência tranquila, vamos seguir em frente com o nosso trabalho e dispostos a lutar pela melhor classificação", concluiu o técnico.

Fonte: Record

Jogadores vítimas de alegado aliciamento


CLUBE TENTA APURAR RESPONSABILIDADES

O diretor-geral da SAD da Naval, Armando Guindeira, disse à agência Lusa que alguns jogadores da quarta classificada da Liga Orangina terão sido alegadamente vítimas de tentativa de aliciamento.

"Fomos alertados por alguém que eventualmente alguns dos nossos jogadores estariam a ser vítimas de aliciamento", anunciou Armando Guindeira, que revelou que "o clube está a apurar responsabilidades".

Na sexta-feira, pelas 13 horas, haverá uma conferência de imprensa, na qual estarão presentes dirigentes e o guarda-redes Pedro Taborda, do grupo de capitães, na qual serão prestados mais esclarecimentos.

Fonte: Record

Naval na Liga Zon Kids - Etapa Leiria

LIGA ZON KIDS - ETAPA LEIRIA
O grupo de trabalho dos Benjamins B marcou presença na etapa de Leiria (Ilha), aonde contou com a presença de 870 crianças.
Num escalão (C) - com 26 equipas aonde participaram atletas nascidos em 2001/2002, 0 nosso Grupo de Trabalho conquistou o pódio, com um honroso 2º lugar (final perdida 0-1), demonstrando uma vez mais que no terreno de jogo e fora dele, há formação no nosso Clube, e com o destaque de estes Atletas serem todos de 2002.Para além dos Benjamins B, marcaram presença o grupo de trabalhos dos Kids (2003), que em conjunto permitiram 26 Atletas defenderem as cores do nosso Clube e da nossa Cidade.

4º e 5º lugar para o Rugby navalista


Torneio Nacional  de Equipas Emergentes na Guarda dá 4º e 5º ao rugby figueirense.

No passado dia 25 de Abril, a RugbyNaval entrou, uma vez mais, em acção num torneio de emergentes, realizado no Estádio Municipal da Guarda.

Debaixo de condições extremamente adversas as duas equipas do clube mostraram os verdadeiros valores desta modalidade - valentia, entreajuda e entrega - demonstrando que o rugby na Figueira da Foz, e na Naval, tem matéria-prima  de valor.

Dos 16 atletas que se deslocaram de autocarro, sete eram novatos nestas "andanças" mostrando no decorrer do torneio empenho, raça e vontade de ganhar, o que se veio a confirmar durante os jogos. Divididos pelas duas equipas, os mais experientes tiveram um papel fulcral no êxito desta jornada, apoiando e incentivando os mais novos ao longo do torneio.

Os 4º e 5º lugares são de louvar e uma melhor classificação nao teria sido de estranhar, dados alguns erros (compreensíveis dadas as condições atmosféricas) de arbitragem. Parabéns a todos e rápida recuperação para os lesionados.

Filomena Franco em destaque

A Filomena Franco participou neste fim de semana na Regata Internacional de Remo Adaptado em Gavirate - Itália. Na prova realizada ontem classificou-se em 4º lugar e já hoje numa nova prova classificou-se em 5º lugar.


Fonte: Facebook Oficial da Associação Naval 1º de Maio

Parabéns à Associação Naval 1º de Maio

Em dia do 119º aniversário, O Navalista deseja à Associação Naval 1º de Maio um próspero ano. Como forma de celebrar este dia, relembramos aqui a entrevista realizada a Viriato Santos, sócio nº 1 da Associação, a qual se encontra no livro publicado pela Associação, para celebrar os seus 100 anos.