Naval desmente Igor


Responsáveis da Naval desmentiram hoje o seu ex-jogador Igor, das acusações feitas ao clube de apresentação de declaração falsa na candidatura ao Campeonato da Liga edição 2009/10 face ao débito de um mês de salário (Maio)

“Provavelmente o jogador deve estar a ser mal aconselhado” refere o responsável pelo gabinete jurídico da Naval, justificando " A queixa do jogador à LPFP não é relevante em termos de pressupostos de candidatura dos clubes à LPFP”

Desconheço se a Naval deve um mês de salário ao jogador, porém, admitindo por hipótese o facto, este débito nada tem a ver com o processo de candidatura do clube à Liga” assegurou

Resumindo o jogador queixa-se de um mês de salário em atraso pelo que só pode ser o ultimo - Maio – como as candidaturas foram apresentadas até 24 de Maio (data limite) e o mês só é vencido ao dia 30 logo a queixa é infundada.

Na Naval a campanha difamatória de que o clube tem vindo a ser alvo nos últimos dias está detectada, é conhecida a sua origem, existem clubes que não conseguindo no relvado desempenho desportivo, querem consegui-lo na secretaria com falsidades”

“Vamos aguardar serenamente a análise que a Liga vai fazer ao processo, estamos tranquilos, os autores destas atoardas irão responder no lugar certo pois serão accionados juridicamente” disse fonte do clube.


Aprígio quer reunir-se com Hermínio Loureiro


Por Rogério Neves

O presidente da Naval, Aprígio Santos, solicitou uma reunião ao líder da Liga de Clubes, Hermínio Loureiro, no sentido de ver esclarecidas as acusações que estão a ser feitas ao clube.

«Insinuarem-se situações de ilegalidade entre a Naval e Liga sem apresentar meios de prova, é o quê?», questiona o dirigente máximo do emblema da Figueira da Foz, prosseguindo: «Durante a pré-temporada, quando foi conhecida a nossa aposta no mercado francês, fomos surpreendidos na comunicação social com algumas notícias desabonatórias do bom-nome do clube. Entretanto os jogadores franceses estão cá todos, e ninguém desmentiu as atrocidades que foram ditas».

Para Aprígio Santos, a Naval «não merece por aquilo que está a passar». «Somos um clube sem grandes recursos financeiros, temos poucas ou nenhumas ajudas mas temos sido cumpridores», vincou.

Ulisses prepara visita ao Restelo

No plano desportivo, Ulisses Morais iniciou, esta quarta-feira, a preparação do jogo da segunda jornada da Liga com o Belenenses, agendado para segunda-feira.

Marcelinho está a negociar a sua transferência para o Sharjha FC, dos Emirados Árabes Unidos, pelo que não integra os trabalhos, o mesmo sucedendo com Real, que recupera de um traumatismo no joelho.

Naval derrota Tocha


A Naval goleou, esta quinta-feira, o Tocha, da III Divisão, por expressivos 6-0, num jogo que se insere na preparação para o desafio diante o Belenenses, referente à segunda jornada da Liga portuguesa.

Camora, Gonçalo (autogolo), Tandia (2), Simplício e Kovacevic foram os autores dos seis golos da Naval frente ao Tocha. Este jogo serviu para o técnico Ulisses Morais afinar a equipa para a partida, da próxima segunda-feira, diante o Belenenses.

Fonte: Jornal A Bola

Tiago Rannow: «Agora sinto-me em casa»

LATERAL ACREDITA QUE TEM CONDIÇÕES PARA MANTER TITULARIDADE

O lateral direito Tiago Rannow, que veio do Brasil para substituir Mário Sérgio, foi utilizado nas duas primeiras jornadas da época anterior, mas acabou por ser substituído por Carlitos, da prata da casa.

No campeonato que agora se iniciou, Tiago voltou a ser chamado por Ulisses. O objetivo é "manter a titularidade". "Tenho trabalhado para conseguir o meu espaço. Sei das minhas qualidades, sou humilde e espero que tudo corra bem para merecer a confiança do treinador", disse.

Tiago considerou que a equipa "está mais forte", e, apesar de reconhecer que o Belenenses é difícil garantiu: "Respeitamos o adversário mas vamos apenas com o objetivo de alcançar os 3 pontos", assegura.

O jogador sente-se ambientado e não tem dúvidas em afirmar: "Agora sinto-me em casa e tudo vou fazer para ajudar a equipa".

Do treino matutino no Bento Pessoa estiveram ausentes Gilmar, João Real e Marcelinho, este em vésperas de transferência. Quinta-feira, à tarde, a equipa defronta ali, em jogo-treino, o Tocha, da 3.ª divisão.

Fonte: Jornal Record

Naval haja alguém que te defenda!


Marcha do Vapor


Do Nosso Blog amigo de Rogério Neves Surgiu a seguinte Defesa que é realmente muito importante.

Texto de Rogério Neves

Nos últimos dias a Naval tem vindo a ser “bombardeada” na comunicação social sendo colocada em causa a legitimidade da inscrição dos figueirenses no campeonato da Liga Profissional.

Confesso a estranheza que sinto do clube ou de alguém que o represente não vir a terreiro defender ou defender-se das acusações.

Hoje do Record ON-Line respiguei esta notícia:

O brasileiro Fabrício Lopes não é o único ex-jogador da Naval com verbas por receber do clube figueirense. Além dele, Eanes (28 anos, Ceará), Wandeír (29 anos, actualmente na Macedónia), Elivelton (26 anos) e Paulão (27 anos, Sp. Braga) também não ficaram com as situações regularizadas.

Estes casos, que poderão colocar em causa a legalidade da inscrição da Naval no escalão principal, estão agora a ser discutidas entre o clube e o representante dos jogadores. "Estamos a acertar parâmetros, a confrontar dados. Há contas a acertar", explica o advogado Hernâni Tavares, ver aqui

Vejam bem. O jurista que representa os jogadores afirma “"Estamos a acertar parâmetros, a confrontar dados. Há contas a acertar"

Ora bem se existem contas para acertar, e eu sei que existem, é porque há dinheiros para acertar dos dois lados. Jogadores houve que foram ao Brasil e outros, não foram mas mandaram vir as famílias pedindo à naval para lhes tratar das viagens o que o clube fez.

Só que agora terminaram os seus contratos e só pensaram que o clube lhes devia salário mas esqueceram-se que também têm débitos para com o clube.
Um pequeno exemplo: Um jogador trouxe a família para Portugal mas trouxe também o cão. A viagem do bicho custou 700 euros. Adquiriu uma viatura e acordou que a Naval pagaria as prestações e no final da época acertariam contas.

Terminado o contrato foi para o Brasil esquecendo-se que tinha um débito para com o clube de 9600 euros, todavia agora reivindica salários em atraso.

Mas chegando ao ponto importante da questão o próprio advogado afirma: “estamos a acertar parâmetros, a confrontar dados, há contas para acertar”. Perante estas afirmações como se pode dizer que a Naval é devedora e não credora dos ditos jogadores?

Bem sei que vão chover as criticas, que alguém vai dizer que se alguém tem de defender o clube não sou eu, são os seus dirigentes, bla…bla…bla…

Para que negar, a Naval é o clube do meu coração, a minha visão de navalista é criticar quando há para criticar, mas defendê-la quando é preciso defendê-la, por isso é que eu sou da Naval por isso é que eu sou sócio há 40 anos.

Mais quatro jogadores com verbas por receber


FABRÍCIO LOPES NÃO É O ÚNICO COM SITUAÇÃO POR REGULARIZAR

O brasileiro Fabrício Lopes não é o único ex-jogador da Naval com verbas por receber do clube figueirense.

Além dele, Eanes (28 anos, Ceará), Wandeír (29 anos, atualmente na Macedónia), Elivelton (26 anos) e Paulão (27 anos, Sp. Braga) também não ficaram com as situações regularizadas.

Estes casos, que poderão colocar em causa a legalidade da inscrição da Naval no escalão principal, estão agora a ser discutidas entre o clube e o representante dos jogadores.

"Estamos a acertar parâmetros, a confrontar dados.

Há contas a acertar", explica o advogado Hernâni Tavares.

Marcelinho suspenso

Entretanto, o avançado Marcelinho, de 25 anos, está suspenso, com um processo disciplinar.

O atleta terá recusado jogar com o Olhanense, devido a uma eventual transferência, para o Al Sharjah, dos Emiratos Árabes Unidos, equipa treinada pelo português Manuel Cajuda.

O presidente do clube, Aprígio Santos, confirmou, à Lusa, que há interessados no atleta, sublinhando, porém, que Marcelinho "tem que ter respeito pela instituição".

Ulisses Morais: «Tivemos mais oportunidades»


APESAR DE ADMITIR JUSTIÇA DO RESULTADO

Ulisses Morais valorizou a clarividência da sua equipa e lamnteou as oportunidades desperdiçadas, mas não deixou de admitir que o Olhanense foi um adversário incómodo.

"Penso que foi um jogo entre duas boas equipas, tendo em conta que o campeonato está ainda no início.
Os meus jogadores apresentaram ideias claras, foram bem organizados e souberam criar desequilíbrios.

O resultado, porém, acaba por se ajustar, apesar de me parecer que tivemos as melhores oportunidades.

A ausência de Marcelinho?

É um jogador importante, tal como todos os outros, mas este assunto está entregue ao presidente do clube", explicou o treinador da Naval.

Marcelinho recusou defrontar Olhanense


Por Rogério Neves

O avançado brasileiro Marcelinho, que se encontra suspenso, foi o único ausente no treino que o plantel da Naval cumpriu esta segunda-feira, de recuperação física do desgaste despendido no jogo com o Olhanense (0-0).

Marcelinho pode até estar de saída da Figueira da Foz. O Charjah FC, dos Emirados Árabes Unidos, está interessado nos seus serviços. O jogador foi suspenso por se ter recusado a alinhar no jogo com o Olhanense.

«Enquanto for jogador da Naval, Marcelinho tem de ser profissional e ter o maior respeito pela instituição que serve», afirmou o presidente Aprígio Santos, admitindo «a existência de conversações com alguns potenciais interessados na aquisição do jogador».

Entretanto, Real, a contas com traumatismo num joelho, trabalhou com o grupo de jogadores utilizados na véspera, cumprindo os exercícios de recuperação. De acordo com o médico Pedro Santos, a reintegração sem limitações do defesa-central estará dependente da reacção ao treino de hoje.

Ulisses Morais volta a reunir o plantel na quarta-feira, tendo agendado dois treinos para as 9.30 e 17 horas, no Municipal Bento Pessoa. O próximo compromisso está agendado para segunda-feira, dia 24, com o Belenenses, no Restelo, para a segunda jornada da Liga.

Há Coisas Piores...



A Naval não foi além do empate a zero com o Olhanense na jornada inaugural da edição 2009/10 da Liga Sagres.

O objectivo era vencer, contudo, não ganha quem quer, mas quem pode, e desta feita a Naval não pode ganhar porque apresentou uma eficácia finalizadora muito reduzida.

Porém os algarvios não foram melhores, daí o resultado afigurar-se justo, se bem que, no inicio da etapa complementar os da Figueira terem enviado a bola a um dos ferros da baliza adversária e Marinho e Godeméche na parte final da partida terem tido duas excelentes oportunidades de garantirem os três pontos para a Naval.

Provavelmente nem navalistas nem algarvios quiseram ser desmancha-prazeres. Se exceptuarmos o Braga x Académica que venceram os minhotos por 1-0, todas as outras partidas até agora disputadas terminaram em igualdade.

A próxima jornada que para a Naval será segunda-feira, os figueirenses deslocam-se ao Restelo, onde pelas 20:15 defrontam o Belenenses encontro que terá transmissão televisiva em directo.

Lazaroni garante «grande vontade de vencer»


Por Rogério Neves

O capitão da Naval, Lazaroni, diz que a equipa orientada por Ulisses Morais está com «grande vontade de vencer e presentear os sócios com uma boa exibição» na recepção ao Olhanense, marcada para domingo, na primeira jornada da Liga.


«A equipa está tranquila. Temos aquela ansiedade normal antes do início da competição, mas ao mesmo tempo uma grande vontade de vencer e presentear os sócios com uma boa exibição», afirmou Lazaroni.


«Vamos procurar anular os pontos fortes do adversário e, se conseguirmos pôr em prática o que temos trabalhado, poderemos ter a alegria da vitória», afiançou.


Expectativa por BellagraOs dirigentes do clube da Figueira da Foz esperam que o certificado internacional de Bellagra dê entrada nos serviços da Federação Portuguesa de Futebol, até ao final da tarde desta sexta-feira.


Se tal se verificar, o extremo-direito francês aumentará o leque de opções ofensivas para o jogo com o Olhanense.

Ulisses Morais orienta este sábado, a partir das 9.30 horas, o último treino antes da recepção à equipa algarvia, que será sucedido pela conferência de imprensa e divulgação da lista de convocados.

Fonte: Jornal A Bola

O Navalista de Regresso...


Boa Tarde a todos os Navalistas e amigos da Naval 1º de Maio.

É com imensa pena que por motivos de ordem técnica, o blog não têm sido alvo de actualizações.

Alguns problemas com o inicio de sessão no Blog, e problemas com a palavra-pass, afastaram-me durante algum tempo. A fim de resolver o problema, contactei os serviços do Blog e aos poucos estão a ser resolvidos.

Por outro lado fiquei sem computador e como devem entender sem computador nada se faz, por isso também mais um dos motivos, o qual o blog não ser actualizado com frequência.

Espero que continuem a gostar de visitar este blog que se esforça ao máximo na colocação de informação do nosso clube.
Desde já fica também a foto que saiu no guia de futebol do Diário as Beiras 2009/2010, onde se encontra o poster da Naval 1º de Maio. Deixo a todos os curiosos para saber as novidades do plantel.

Fico grato pela vossa compreenção.
O Navalista.

AVISO


AVISO


Como já devem ter reparado o blog "onavalista", não têm sido actualizado. Devido a alguns problemas técnicos o blog vai estar suspenso até data indeterminada.


Prometo ser breve, na resolução deste problema.


Obrigado pela vossa compreensão


Atentamente


O Navalista