Moreirense-Naval, 1-1


Moreirense 1-1 Naval - Edivaldo 72'

Simão | Myspace Video

Moreirense e Naval 1.º de Maio empataram esta quinta-feira a um golo, no encontro de encerramento da 13.ª jornada da Liga Orangina, disputado em Moreira de Cónegos.
Ricardo Fernandes foi o autor do golo dos locais, mas Edivaldo Bolívia conseguiu empatar já na segunda parte e fazer acreditar na possibilidade de uma reviravolta contra uma equipa que jogou mais de 50 minutos com menos um jogador.
O Moreirense procurava voltar às vitórias, depois de ter perdido o título de invencível em casa com a derrota a contar para a Taça de Portugal com o primodivisionário Nacional e já nas grandes penalidades. Uma vitória transportaria os minhotos para o segundo lugar da classificação à frente do Leixões e do Atlético.
Por sua vez, a equipa orientada por Daniel Ramos procurava ficar colada aos primeiros lugares e ainda com a perspetiva de "subida de divisão" no horizonte.
Começou melhor a equipa da Figueira da Foz, com um futebol mais agressivo e mais focado na busca do golo, mas acabou mesmo por ser o conjunto de Jorge Casquilha a criar real perigo em primeiro lugar. Fábio Espinho rematou ao lado, quando o guarda-redes figueirense já estava batido e a baliza aberta (12 minutos).
A resposta surgiu por intermédio de João Pedro, após passe de Williams, aos 17 minutos, mas Ricardo Andrade evitou o golo dos visitantes.
O marcador acabou por ser inaugurado por intermédio de Ricardo Fernandes que, à segunda tentativa, conseguiu bater Taborda (26 minutos), após canto marcado por Fábio Espinho, na esquerda.
O Moreirense foi para o descanso a vencer pela margem mínima e com a Naval 1.º de Maio a pressionar muito, beneficiando do facto dos locais estarem reduzidos a 10 jogadores após expulsão, por vermelho direto e a castigar falta dura sobre Edivaldo, de Filipe Gonçalves (40 minutos).
Na segunda parte, a Naval procurou o golo do empate ainda com mais afinco e apostou ainda mais no ataque direto e no futebol construído, enquanto o Moreirense se limitava a criar perigo através de jogadas de contra-ataque e explorando espaços deixados na defesa adversária.
Roberto, aos 69 minutos, atirou contra o corpo do guardião vimaranense e, aos 70, foi a vez de Giuliano disparar para fora.
O golo do empate acabaria por surgir com naturalidade com o boliviano Edivaldo a terminar da melhor forma uma "tabelinha" iniciada por João Pedro e Roberto (72 minutos).
Apesar da inferioridade numérica, o Moreirense reagiu bem ao golo dos visitantes. Castro, aos 77 minutos, rematou com força de fora da área, mas a bola saiu pouco ao lado da baliza defendida por Taborda. O "capitão" minhoto repetiu a tentativa, aos 81 minutos, na cobrança de um livre, voltando a errar o alvo.
A partida terminou com a Naval 1.º de Maio no ataque a procurar o golo da vitória, mas a bola teimou em não entrar.
Jogo no Parque de Jogos Comendador Joaquim Almeida Freitas, em Moreira de Cónegos.
Moreirense - Naval 1.º de Maio, 1-1.

Ao intervalo: 1-0.

Marcadores:
1-0, Ricardo Fernandes, 26 minutos.
1-1, Edvaldo, 72 minutos.


Moreirense: Ricardo Andrade, Chico, Miguel Oliveira, Ricardo Fernandes, João Vicente, Castro, Filipe Gonçalves, Luís Pinto (Tales, 44), Fábio Espinho, Wagner (Ghilas, 58) e Bruno Moreira.
(Suplentes: Ricardo Ribeiro, Anilton, Tiago Carneiro, Pintassilgo, Ghilas, Augusto e Tales).
Naval: Taborda, Carlitos, Frechaut, Leomar, Williams, Edivaldo, Sandro, João Pedro, Leandrinho (Giuliano, 62), Hugo Santos (Zé Rui, 81) e Roberto.
(Suplentes: Ricardo Neves, Tiago Mesquita, Giuliano, Godinho, Ricardo Ehle, Zé Rui e Fabiano).
Árbitro: Bruno Paixão (Setúbal).
Ação disciplinar: Cartão amarelo para Frechaut (45), Leandrinho (48) e Carlitos (78). Cartão vermelho direto para Filipe Gonçalves (40).
Assistência: Cerca de 1.500 espectadores.

Fonte: Record

Naval 1º Maio ainda não definiu sentido de voto

O vice-presidente da Naval 1.º de maio Adriano Guindeira disse hoje que o seu clube ainda não definiu o sentido de voto face às eleições da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).


“Face à ausência de Aprígio Santos no estrangeiro e ainda não se conhecer o número de candidatos a presidente da LPFP não temos qualquer posição de apoio relativo a qualquer candidatura”, disse Adriano Guindeira, em declarações à agência Lusa. 


O dirigente sublinhou que a Naval estará na reunião de clubes na quinta-feira, na sede da Liga, querendo “inteirar-se dos processos e programas de candidatura existentes para posteriormente tomar a sua posição”. 


António Laranjo e Mário Figueiredo são os dois candidatos já assumidos às eleições da Liga, que estão marcadas para 12 de janeiro. O prazo para apresentação formal das candidaturas termina em 07 de janeiro.


Fonte: Futebol 365

Teste quase decisivo

Daniel Ramos sabe que o jogo de amanhã frente ao Moreirense, terceiro classificado e um dos mais fortes candidatos à subida, será um importante teste à forma como a equipa responderá à possibilidade de subir uns furos na tabela. Uma vitória em Moreira de Cónegos, não só moralizaria a equipa como afirmava a sua vontade de chegar ao topo.


Fonte: O Jogo

Paulo Roberto do S.C.Mirandela a um passo de ingressar na Naval 1º de Maio


Foto ZeroZero.pt

Paulo Roberto, avançado do S.C.Mirandela, poderá ingressar na Naval 1º de Maio, da Liga Orangina. A informação é confirmada pelo empresário do jogador brasileiro José Cardoso:



“A Naval é um clube que há algum tempo segue o Paulo Roberto e depois de algumas observações decidiu avançar para a contratação do jogador”.

A Naval já apresentou a proposta ao jogador mas tudo depende do S.C.Mirandela. José Cardoso diz que a direcção mirandelense não está a facilitar a saída do atleta já que não concorda com o que foi proposto pela Naval:

“Não depende só da Naval porque o jogador tem clube. Há um interesse muito grande da Naval mas do outro lado está o Mirandela um pouco intransigente, que está a defender os interesses do clube, e não está a facilitar a saída do Paulo”.

José Cardoso diz compreender a posição dos alvinegros, que pretendem uma compensação justa pela saída do jogador já que é no Mirandela que tem mostrado talento. O empresário refere também que Paulo Roberto se sente bem no Mirandela mas quer jogar noutros patamares do futebol nacional:

“O Paulo Roberto adora Mirandela, é muito grato às pessoas de Mirandela. O jogador sempre disse que só sairia de Mirandela para um clube de escalão superior. Há propostas de 2ª divisão mas ele sempre disse que não saía mas agora é a oportunidade da vida dele”.

Quanto a Virgílio Gomes, presidente do S.C.Mirandela, mostra-se determinado. O presidente não abdica do avançado sem uma compensação justa para o clube que depois lhe permita reforçar o plantel em Janeiro no sentido de colmatar a saída de Paulo Roberto:

“Se o S.C.Mirandela for para o mercado de Janeiro contratar um profissional que tem que lhe pagar cinco a seis meses de ordenado o Mirandela tem que ganhar não pode perder dinheiro com a saída do Paulo”.

O líder dos alvinegros diz mesmo que nada tem a falar com o empresário e que a partir de agora o assunto terá que ser discutido com o presidente da Naval.

Sem uma compensação financeira justa para o Mirandela Paulo Roberto não sai da equipa até Maio, altura em que o jogador termina o vínculo ao clube transmontano:

“O Mirandela está numa fase decisiva do campeonato e os seus jogadores estão a mostra talento e não sai nenhum jogador ainda por cima a troco de bolas e equipamentos como quer a Naval”.

Virgílio Gomes acrescenta que se a Naval está mesmo interessada no jogador vai esperar que Paulo Roberto termine o contrato com o Mirandela:

“Não me diga que em quatro meses o jogador vai perder valor. Se a Naval está mesmo interessada no atleta então assina contrato com o jogador para Julho/Agosto da próxima época”.

Paulo Roberto é uma das jóias da coroa do S.C.Mirandela e está a um passo de se transferir para a Naval 1º de Maio, mas a mudança só acontecerá nesta altura se a equipa da Figueira da Foz pagar um valor razoável ao Mirandela que não seja em material desportivo. Caso contrário Paulo Roberto vai cumprir contrato com os alvinegros até Maio de 2012.


"Vamos voltar na máxima força"


www.naval1demaio.net
O extremo João Pedro, 25 anos, estreou-se a marcar pela Naval, na Liga Orangina, esta temporada. Foi na Madeira, no sempre difícil campo do União. O reforço da Naval, chegado na época passada, tinha prometido, após a derrota caseira com o Estoril, "limpar a imagem" e cumpriu.
"Foi a primeira vez que joguei contra o União e desta vez marquei na primeira oportunidade, a passe do Roberto" recorda. "O jogo foi difícil e sofrido, tivemos dois penáltis contra" mas no final "alcançámos o objectivo, a vitória". João Pedro, jogador formado no Sporting de Braga e que já defendeu as cores do União de Leiria, Beira-Mar e Oliveirense, aceitou um novo desafio, lançado por O JOGO; o de fechar o ano da mesma forma como começou ao serviço da Naval (marcou em 29 de Janeiro contra o Penafiel): a marcar golos. O adversário é bastante complicado. "O Moreirense está à nossa frente", analisa prudente. "Vamos para vencer e quantos mais golos marcar, melhor. A paragem de Natal vai servir para nós voltarmos na máxima força", avisa.
A Naval volta ao trabalho na próxima segunda-feira e o avançado aproveitou para desejar aos leitores e adeptos do desporto-rei "um Bom Natal, em família".

Fonte: O Jogo

Roberto "Tenho de melhorar em quase tudo"

Foto por Carina Monteiro
O avançado Roberto, ex-Tirsense, foi um dos melhores marcadores da 2ª Divisão na época passada, com 19 golos. A Naval deposita forte esperança neste jovem com quem celebrou contrato até 2015, o único com tão prolongada ligação. O campeão nacional júnior em 2007 pelo FC Porto não duvida em classificar a prova de "difícil e exigente". "A pior fase foi ter estado lesionado, nunca estive tanto tempo sem jogar", referindo-se ao mês e meio que precisou para curar uma lesão muscular. Regressou em grande na jornada passada, estreando-se a marcar na Liga de Honra, bisando no Estádio dos Barreiros frente ao União. "Estou aqui para ajudar" e para isso "tenho de melhorar em quase tudo", confessa descomplexado. Leva 611 minutos jogados na Liga Orangina e sente-se feliz. Para fechar o ano, vem aí o Moreirense. "Entramos sempre para vencer". Em 2012 regressam as equipas B, algo que teria sido fundamental para a evolução de Roberto, na transição entre júnior e sénior. "As equipas portuguesas não apostam em nós" admitu, mas está na rota certa para o sucesso.

Fonte: O Jogo

Pontaria de Roberto em estado de graça

DESTAQUE NO TRIUNFO QUE VALEU SUBIDA AO 5.º LUGAR




Ausente da competição durante mais de um mês, devido a lesão, o avançado navalista Roberto voltou a ter, no passado fim-de-semana, motivos para sorrir.
Na deslocação ao terreno da U. Madeira (1-3), foi o responsável pela conquista dos 3 pontos, ao oferecer a oportunidade para João Pedro inaugurar o marcador e assinar ele próprio os outros dois golos dos figueirenses.
Fonte: Record

Bom Natal e Próspero Ano Novo


A equipa d´O Navalista deseja a todos um Bom Natal e um Próspero Ano Novo. :)   

Um matador seria bem-vindo à equipa


A Liga Orangina entrou no segundo terço e a Naval, uma das equipas candidatas à subida de divisão, tem acumulado prestações competitivas intermitentes, contrariando a estabilidade e coerência reveladas pelo treinador Daniel Ramos. Hoje, o grupo de trabalho reúne-se à mesa para festejar a quadra festiva. "Vamos passar um Natal mais sorridente, com uma vitória e saúde", salienta Daniel Ramos. "Foi o que pedi", revela. A derrota caseira diante do Estoril ficou atravessada. "O Licá foi meu jogador (no Trofense, em 2009/10) e foi o homem do jogo, seguido do Gonçalo", diz ainda inconformado com o 3-0 caseiro. Licá bisou e assistiu o terceiro golo, enquanto Gonçalo fez duas assistências para golo. No domingo passado novo teste, desta vez na Madeira, frente ao ex-clube, o União, com os navalistas a passarem com distinção ( 1-3). "Foi fundamental concretizarmos esse objectivo de regressar às vitórias. O grupo tem sabido sofrer e, aos poucos, vamos construindo uma grande época desportiva. Estamos no bom caminho", vaticina.
Daniel Ramos festeja 41 anos no próximo domingo, dia de Natal, e gostava de receber um presente. "Precisamos de um avançado", atira, esperando agora pela resposta de Aprígio Santos.

Fonte: O Jogo

Michel Simplício é trunfo a ponderar




Sem competir há um mês devido a uma lesão muscular, Michel Simplício poderá ser opção para Daniel Ramos no próximo jogo contra o Moreirense, dia 28. Hoje, o plantel volta ao trabalho.

8ª Classificada no Torneio de Seven´s Emergentes em Abrantes


A etapa de rugby seven's emergentes, em Abrantes, foi positiva para a equipa navalista.

O torneio contou com 12 equipas, começando menos bem para a Naval, frente à Universidade do Algarve. Entrando em campo algo apáticos e desconcentrados, os elementos navalistas não conseguiram evitar a derrota por 15-10, tendo contudo evidenciado bons apontamentos.

No 2º jogo do dia com o CRUBI, a vitória sorriu-nos, num jogo mais eficaz e efectivo dos verde-brancos.

O 3º jogo, foi o revés da medalha. A Naval entrou com garra, adiantando-se no marcador logo nos 1ºs segundos de jogo, vindo, no entanto, a relaxar e não conseguiu evitar nova derrota: uma formação "distraída", com dificuldades ao nível defensivo,não superou a equipa do Abrantes-A (15-10).
No derradeiro jogo para os 7º/8º classificados,com a Vila da Moita, um ensaio solitário enviou a Naval para o 8º lugar.
Em mais um torneio bem organizado, destacou-se a boa disposição do grupo que, apesar da classificação menos conseguida, evidenciou boa disposição e vontade de, em torneios próximos, mostrar do que os atletas navalistas são realmente capazes. Muito trabalho ainda há a realizar, contando para isso, com a comparência de todos os atletas aos treinos e curiosos que tenham vontade de experimentar este fascinante desporto.

Crónica: Pedro Neto
(revisão de Carina Monteiro)

Fonte: Departamento de Rugby da Associação Naval 1º de Maio

União da Madeira-Naval, 1-3: Bis de Roberto

EQUIPA DA FIGUEIRA DA FOZ ASCENDEU AO QUINTO LUGAR


A Naval venceu este domingo o União da Madeira, por 3-1, no Estádio dos Barreiros, no Funchal, em jogo da 12.ª jornada da Liga Orangina.
Em recuperação na tabela, a equipa da Figueira da Foz ascendeu ao quinto lugar, agora com 18 pontos, deixando os madeirenses na última posição, com 12.
A Naval marcou primeiro, aos 17 minutos, por intermédio de João Pedro, revelando o ascendente na partida. Os unionistas empataram ainda antes do intervalo, aos 40 minutos, através do médio Ruben Andrade.
A melhor Naval estava reservada para o segundo tempo, pelo que a equipa ganhou claro ascendente sobre o adversário, conseguindo chegar ao 2-1 com um golo de Roberto.
Apesar das tentativas para sacudir a letargia, os unionistas revelaram-se incapazes de contrariar o melhor futebol que era produzido pelos visitantes.
Deste modo, foi sem surpresa que a Naval 1.º de Maio chegou ao terceiro golo, aos 85 minutos, de novo da autoria de Roberto que bisou na partida.
Jogo no Estádio dos Barreiros
União da Madeira-Naval 1.º de Maio, 1-3.
Ao intervalo: 1-1.
Marcadores:
0-1, João Pedro, 17 minutos
1-1, Ruben Andrade, 40
1-2, Roberto, 54
1-3, Roberto, 82
União da Madeira: Christopher, Carlos Manuel, Fábio Ervões, Ávalos, Alex, Toni, Ruben Andrade, Bruno (Nuno Silva, 63), Tozé Marreco (Diop, 77), Gleibson (Silvestre, 71) e Silva.
(Suplentes: Matt Jones, Roberto, Diop, Etamé, Nuno Silva, Tomé e Silvestre).
Naval: Taborda, Carlitos, Leomar, Edvaldo, Sandro, João Pedro (Fabiano, 88), Frechaut, Leandrinho (Giuliano, 80), Roberto (Zé Rui, 86), Williams e Hugo Santos.
(Suplentes: Guilherme, Ricardo Ehle, Fabiano, Delson, Zé Rui, Giuliano e Godinho).
Árbitro: Manuel Mota (Braga).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Sandro (40), Frechaut (68) e Taborda (90+1).
Assistência: cerca de 400 espetadores.
Fonte: Record


O treinador Daniel Ramos convocou 18 jogadores para a viagem à Madeira.

Lista de convocados:
1. Guilherme
2. Ricardo Ehle
5. Delson
7. Carlitos
8. Leomar
11. Edivaldo
16. Sandro
17. João Pedro
18. Frechaut
20. Leandrinho
24. Roberto
26. Willams
30. Giuliano
45. Godinho
70. Hugo Santos
82. Zé Rui
89. Fabiano
99. Taborda

Jogadores do Rugby em Abrantes

http://rugbynaval.blogspot.com/
Realiza-se, este fim-de-semana, o Torneio de Equipas Emergentes de Rugby de Abrantes, nomeadamente, amanhã, onde a Naval 1º de Maio irá participar com uma equipa constituída por 12 atletas.


Fonte: Departamento de Rugby da Naval 1º de Maio

João Pedro quer "limpar imagem"

Foto por Carina Monteiro
A Naval voltou ontem ao trabalho após a pesada derrota (3-0), em casa diante do Estoril. Para o médio João Pedro, a Liga Orangina "é muito equilibrada" e a Naval "vai dar a volta por cima". O próximo compromisso envolve uma deslocação aérea para defrontar o União da Madeira e "vai servir para limpar a imagem e trazer os três pontos". Após cumprir um jogo de castigo, o lateral-esquerdo Williams entra nas opções de Daniel Ramos.
Fonte: O Jogo

Naval-Estoril, 0-3: Licá dá vitória aos forasteiros


O Estoril-Praia venceu este sábado a Naval 1.º de Maio, por 3-0, em jogo da 11.ª jornada da Liga Orangina, disputado na Figueira da Foz.
Dois golos de Licá,durante a primeira parte, foram o tónico para uma exibição bem conseguida dos canarinhos que dilataram a vantagem, na etapa complementar, com um tento de Adilson
A formação estorilista deu clara lição de eficácia, já que, embora não atacando a baliza figueirense muitas vezes, sempre que o fez, fê-lo com êxito total.
Com este triunfo, o Estoril-Praia soma agora 19 pontos, ascendendo provisoriamente ao terceiro lugar da classificação, com menos um ponto de Moreirense e Atlético, que recebe no domingo o Penafiel.
Apesar do equilíbrio inicial, foi a formação do Estoril a inaugurar o marcador, aos 13 minutos, por Licá, que aproveitou algumas hesitações da defesa figueirense e bateu Taborda.
Até ao golo canarinho, cada uma das equipas tinha feito um remate perigoso às balizas adversário com os guarda-redes a resolverem, sem problemas de maior.
Os figueirenses reagiram ao golo e subiram de imediato o bloco defensivo, mas, o Estoril, atento, aproveitou o adiantamento adversário para, dez minutos volvidos, voltar a marcar, novamente por Licá, após assistência de Gonçalo.
A vencer por 2-0, os visitantes recuaram no terreno, alteraram a estratégia, destacando Adilson na frente e cedendo a iniciativa de jogo aos anfitriões, sem nunca permitirem que os jogadores da Naval chegassem com perigo à sua baliza.
No reatamento da partida, o técnico figueirense, Daniel Ramos, apostou nos avançados Roberto e Hugo Santos, em detrimento de Delson e Zé Rui, sem melhorar a eficácia ofensiva.
Mais uma vez mais certeiro foi o Estoril-Praia que, aos 58, fixou o resultado, agora por Adilson, correspondendo a uma assistência de Licá.
Fonte: Record

"Vou fazer tudo para marcar"

A Naval recebe amanhã o Estoril com a ambição de carimbar duas vitórias seguidas, feito ainda não alcançado esta época. Para o avançado Edivaldo, o favoritismo mora na Figueira da Foz. "Temos obrigação de vencer e trabalhamos bem com esse objectivo". O Estoril é um "adversário directo e difícil" mas se "queremos o primeiro lugar temos de ganhar". Edivaldo vai reencontrar o "amigo Vagner" e recorda uma "amizade de sete anos vivida no Brasil ao serviço do Atlético Paranaense. "Cada um no seu lado, mas é uma rivalidade saudável que quero vencer. Vou fazer tudo para marcar." Numa semana sem diálogo com o amigo, Edivaldo assume estar preparado para encontrar um Vagner que "vai fazer tudo para defender". A Naval soma pontos há quatro jornadas seguidas e até venceu o Belenenses, no Restelo. "Foi benéfica esta paragem, a equipa está determinada e vai crescer muito mais" garante Edivaldo.

Fonte: O Jogo

Convocados para o Naval - Estoril

Naval - Estoril

Amanhã, dia 10 de Dezembro
16H
Estádio Municipal José Bento Pessoa
Figueira da Foz

Convocados para o Naval Estoril:Guilherme,Taborda, Tiago Mesquita, Ricardo Ehle, Delson, Carlitos, Leomar, Edivaldo, Sandro, João Pedro, Frechaut, Leandrinho, Roberto, Guiliano, Godinho, Hugo Santos, Zé Rui e Fabiano

Intervalo do Jogo: Apresentação da equipa de Rugby

NAVAL REPETE VITÓRIAS NA 2ª PROVA DE ESCOLAS


Realizou-se em Coimbra no passado dia 26 de Novembro a 2ª Regata do Torneio de
Escolas e Provas Complementares da Associação de Remo da Beira Litoral.

A Naval participou nesta prova com 19 atletas tendo alcançado os seguintes resultados:
Escalão 1 Fem. 3º lugar, Bruna Verdete
Escalão 1 Masc. 6º lugar, Raul Rodrigues; 8º João Nascimento; 9º Fábio Branco e
12º Rodrigo Oliveira
Escalão 2 Fem. 1º lugar, Maria Calouro
Escalão 2 Masc. 5º lugar, André Ferreira; 6º Tiago Cação; 7º Diogo Pardal; 9º
Diogo Carinhas; 12º Rodrigo Azevedo; 13º Duarte Morgado e 14º Francisco Moreira
Escalão 3 Masc. 11º lugar, Pedro Faneca
Escalão 4 Fem. 1º lugar, Ana Monteiro
Skiff Iniciado Fem. 2º lugar, Catarina Silva
Skiff Juvenil Masc. 6º lugar, Daniel Stainer
Double Juvenil Masc. 4º lugar, Francisco Oliveira e Rodrigo Mota

A próxima prova deste torneio terá também lugar em Coimbra, no dia 8 de Dezembro.

Fonte: Departamento de Remo da Naval 1º de Maio

Juniores alcançam primeira vitória.


Está quebrado o enguiço, e ao 15º jogo a equipa de juniores da Naval finalmente venceu. A equipa de Nuno Verdete, mesmo com algumas baixas de vulto, levou a melhor na recepção ao Portimonense, graças a um golo de Mendonça aos 18 minutos. O encontro disputado em Arazede teve uma toada equilibrada do início ao fim, mas a Naval acabou por ser mais eficaz, num lance iniciado por Ivo, que cruzou da esquerda, tendo o central algarvio atrasado mal a bola para o guarda-redes Carlos Henriques; inteligente e atento, Mendonça intrometeu-se no lance, antecipou-se, fintou o guardião e atirou para a baliza deserta. Apanhando-se em vantagem, a Naval ainda passou por alguns sustos, especialmente no final da primeira parte, já que Micael teve duas excelentes ocasiões que não concretizou. O segundo tempo foi mais aborrecido, o que também ajudou a Naval a não passar por sustos de maior, tendo assim alcançado a tão esperada vitória. Com este resultado, a nossa equipa larga a “lanterna vermelha”, pois alcançou o Louletano e ficou a um escasso ponto do Casa Pia. Mas mais importante que isso, este triunfo pode funcionar como tónico para a recuperação e respectiva subida na tabela.



Fonte: Site Oficial da Naval 1º de Maio

Naval Rugby estreou-se no passado dia 28

 Naval Rugby estreou-se de forma muito positiva


A recém formada secção de Rugby da Associação Naval 1º de Maio da Figueira da Foz, estreou-se ontem, dia 27/11/2011, nas competições oficiais participando na 2ª jornada do Torneio Nacional de Emergentes no emblemático estádio de Futebol de leiria, Magalhães Pessoa (brutal). A Naval apresentou-se com duas equipas de Seven´s num total de 23 atletas, equipadas a rigor uma com camisola amarela e verde e outra com camisola verde e branco e desde o primeiro minutos as restantes 11 equipas presentes perceberam que a Naval estava em Leira para mostrar serviço. As equipas formadas por um "mix" de atletas inexperientes e experientes divididos homogeneamente pelas duas equipas realizariam quatro jogos/cada. Os percursos foram idênticos. Jogos e resultados obtidos: Equipa Amarela - IP Tomar 05 Naval 15 (Ensaios de Saketi (2) e Antonio (1)); Naval 00 Oeiras 25; Naval 10 Leiria 05 (Ensaios de Neto e Rafael); Rugby Oeste 00 Naval 10 (Ensaios de João e Omar). Equipa Verde - Naval 05 Evora 15 (ensaio de Jorge Andrés); Ensiguarda 10 Naval 05 (ensaio de Romeu); Sines 10 Naval 15 (Ensaios de Romeu, João e Edson); Horse Darks 10 Naval 00. No final o Oeiras venceria o torneio seguido de Evora, Abrantes, Univ. Algarve e em 5º lugar NAVAL Amarelo, para a Naval Verde ficar em 10º lugar. O 13º classificado foi o Rugby de Sines. A próxima jornada realiza-se em Tomar no dia 17 de Dezembro em Tomar onde esperamos que a Naval apresente novamente duas equipas e da mesma forma positiva como se apresentou em Leiria onde mereceu rasgados elogios dos mais experientes do circuito de emergentes e do Presidente da FPR Eng. Amado da Silva. A estreia do clube de Figueira da Foz veio claramente fortificar o rugby da região centro. As fotos da estreia já estão disponiveis em: Estreia Naval-Rugby 
Parabéns e muitas felicidades.

Fonte: rugbyagraria

Figueirenses vencem jogo-treino com o Anadia


A Naval 1.º de Maio venceu, esta quinta-feira, jogo-treino diante do Anadia, que milita na 2.ª Divisão, por 3-1.


Godinho marcou o único golo da primeira parte, deixando os figueirenses em vantagem ao intervalo. O Anadia ainda empatou na etapa complementar, mas um golo na própria baliza e um outro apontado por Edivaldo Bolívia valeram o triunfo à Naval.

Aproveitando a pausa competitiva, uma vez que já não está na Taça de Portugal, a equipa da Figueira da Foz tem novo jogo-treino marcado para sábado, desta vez diante do Feirense, que milita na Liga principal.

Fonte: A Bola

Próximo Jogo: Naval - Estoril

Naval - Estoril

Liga Orangina

Dia 11 de Dezembro

Local: Estádio Municipal José Bento Pessoa

Esquerda sem opções

Depois da vitória no Restelo, a Naval retoma hoje os trabalhos, ainda sem Carlos Fernandes. Lesionado, o defesa é, neste momento, a principal preocupação do técnico Daniel Ramos, que corre o risco de não ter à disposição um lateral-esquerdo de raiz para a recepção ao Estoril, já que Williams também não é opção, por castigo.

Fonte: O Jogo

Belenenses-Naval, 0-1: Lisboetas em zona perigosa

LEOMAR MARCOU ÚNICO GOLO DO JOGO




Um golo de Leomar (na foto) assegurou este domingo à Naval um escasso triunfo sobre o Belenenses, por 1-0, e deixou os azuis do Restelo mais próximos da zona de despromoção, em jogo da 10.ª jornada da Liga Orangina.
O tento do central, aos 25 minutos, permitiu ao conjunto da Figueira da Foz "galgar" lugares na tabela e deu sequência à má fase do Belenenses, que não aproveitou a superioridade numérica nos últimos 20 minutos, por expulsão de Williams, e já soma dois meses sem triunfos para esta competição.
Perante o olhar atento de uma "troika" do Sporting, liderada pelo adjunto de Domingos, Miguel Cardoso, que esteve no Restelo a tirar notas sobre o rival lisboeta, que defronta na Taça de Portugal, o Belenenses procurava reentrar no caminho dos triunfos, mas seria Coelho a negar as intenções prematuras de Edvaldo.
O conjunto da Cruz de Cristo respondeu pouco depois, mas Abel Camará falhou um golo que lhe foi entregue de "bandeja", ainda para mais tendo em conta que, 10 minutos depois, Leomar subiu mais alto que toda a gente e inaugurou o marcador, com Coelho a ficar mal na "fotografia".
A partida disputava-se a bom ritmo e Fabiano ficou a escassos centímetros de ampliar a vantagem visitante, que, antes do intervalo, seria ameaçada por uma "bomba" de Miguel Rosa, a obrigar Taborda a aplicar-se, e por nova perdida de Camará.
Os homens de Daniel Ramos entraram para o segundo tempo com a mesma disponibilidade e só não aumentaram logo a contagem porque Fabiano não soube aproveitar duas "ofertas".
José Mota desesperava no banco do Belenenses, ao ver os seus jogadores perderem-se em iniciativas individuais, e pior deve ter ficado quando viu Abel Camará assegurar o prémio de "rei do desperdício", em nova incrível perdida.
Já reduzidos a 10 elementos, por expulsão de Williams, os figueirenses cerraram fileiras nos últimos minutos e resistiram ao inconsequente "assalto" final do adversário, que se limitou a "bombear" bolas para a área.
Jogo realizado no Estádio do Restelo, em Lisboa.
Belenenses-Naval, 0-1.
Ao intervalo: 0-1.
Marcador: 0-1, Leomar (25').
Belenenses: Coelho, Zázá (Sidnei, 65), Léo Kanú, Pedro Ribeiro, Duarte Machado, Koukou, Fernando Ferreira, Rodrigo António (Tiago Almeida, 46), Victor Lemos (Fredy, 37), Miguel Rosa e Abel Camará.
Naval:
Taborda, Carlitos, Ricardo Ehle, Leomar, Williams, Sandro, Leandrinho (Delson, 46), João Pedro (Godinho, 80), Edvaldo, Zé Rui (Júnior Pereira, 72) e Fabiano.
Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
Ação disciplinar: cartão amarelo para Victor Lemos (17), Fernando Ferreira (24), Zé Rui (29), Williams (32 e 70), Leandrinho (38), Delson (53), Carlitos (87), Tiago Almeida (89) e Leomar (90+5). Cartão vermelho por acumulação de amarelos para Williams (70).
Assistência: cerca de 700 espetadores.
Fonte: Record

Belém com menos quatro

Ultrapassado o jogo contra o Benfica para a Taça de Portugal - que terminou em derrota, apesar da boa exibição da equipa figueirense -, a Naval começa amanhã a preparar a visita ao Restelo, no regresso à Liga Orangina. Para este jogo, o treinador Daniel Ramos tem, para já, quatro baixas confirmadas: Frechaut, que cumprirá o último de dois jogos de castigo; e os lesionados Carlos Fernandes, Michel Simplício e, ainda, Rogério Conceição, sendo que este deverá ser substituído por Ricardo Ehle, que fará dupla com Leomar.

Fonte: O Jogo

Luta a dois por um lugar

Apesar de ter visto a sua equipa ser eliminada da Taça de Portugal pelo Benfica, o técnico Daniel Ramos ficou com a certeza de ter ganho mais opções. Chamado à titularidade para render o castigado Sandro, Godinho exibiu-se em bom nível e agora está pronto para disputar o lugar mais recuado do meio-campo com o colega.

Fonte: O Jogo

Eis o homem a quem Messi nunca ganhou

BOLÍVIA ATÉ MARCOU À ARGENTINA




A Liga Orangina é conhecida por ser muito competitiva, mas tem também um jogador que não perdeu em dois embates frente a Messi. De quem falamos? De Edivaldo Rojas, conhecido no mundo do futebol por Bolívia. Nascido há 26 anos no Brasil, em Cuiabá, o avançado da Naval é internacional boliviano e a estreia oficial, em junho, foi auspiciosa: na Copa América marcou o golo que permitiu o empate (1-1) frente à Argentina.
Daí para cá fez mais quatro jogos pela seleção, entre os quais novo empate (1-1) frente à seleção alviceleste. “Jogar contra a Argentina é especial. Estão lá os melhores jogadores do Mundo, como por exemplo Messi, Agüero e Higuaín. Quando estamos assim perto é que vemos toda a qualidade de Messi. Ali, percebemos por que é o melhor do Mundo. É um jogador extraordinário”, sublinha.
Fonte: Record

Aprígio Santos defende a equipa das injustiças


O presidente dos figueirenses diz que tem obrigação de defender os seus jogadores mas lamenta que as instituições não façam o que devem.

Bolívia: «Merecíamos o empate»

AVANÇADO COMENTA DERROTA COM BENFICA



Para o avançado Bolívia, da Naval, a equipa da Figueira da Foz merecia empatar diante do Benfica, em partida da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal, jogo que os encarnados venceram por 1-0.
"Infelizmente eles souberam aproveitar o lance que tiveram. Um pouco frustrado pelo jogo que foi. Penso que merecíamos o empate", comentou o avançado boliviano, em declarações após o final da partida.
Fonte: Record

Taborda: «Fomos combativos em campo»

GUARDIÃO LAMENTA GOLO SOFRIDO



O guarda-redes Taborda foi uma das grandes figuras do encontro entre Naval e Benfica, partida da 4.ª eliminatória da Taça de Portugal que os encarnados venceram por 1-0.
"O golo já se estava a adivinhar. É frustrante perder assim, mas é complicado gerir o jogo com esta tempestade. Estamos satisfeitos, porque nos batemos bem. O terreno não ajudou ninguém, mas fomos combativos em campo", disse o guardião da Naval, garantindo que o objetivo da equipa é a Liga Orangina.
Fonte: Record

Bolívia acelerou regresso


Edivaldo Bolívia atravessou ontem o Atlântico, viajando da Bolívia para Portugal, via Madrid, a fim de poder defrontar o Benfica. 


O jogador, conhecedor do surto de indisponibilidades na equipa - três lesionados e três castigados - manteve-se em contacto com Daniel Ramos no sentido de lhe dar a conhecer a sua disponibilidade, pelo que viajaria o mais rapidamente possível para Portugal de forma a chegar a tempo de integrar o treino da tarde de ontem.

Fonte: A Bola

Os encarnados voltam à Figueira da Foz

HOJE, 20H15 | Sport Tv1


Naval vs Benfica (Taça de Portugal)





Estádio Municipal José Bento Pessoa

Árbitro Artur Soares Dias [AF Porto]
Assistentes Rui Licínio Tavares; José Cardinal
4º Árbitro Manuel Oliveira

Naval | Taborda; Carlitos, Ehle, Leomar e Williams; Godinho, Leandrinho e Edivaldo; João Pedro, Zé Rui e Roberto
Outros convocados | Guilherme, Ricardo Neves, Mesquita, Júnior Pereira, Delson, Giuliano e
Roberto
Treinador Daniel Ramos
Excluídos | Sandro (duplo-amarelo) e Fabiano e Frechaut (vermelho). Este último cumpre o primeiro de dois jogos de castigo

Benfica | Eduardo; Miguel Vítor, Luisão, Garay, Capdevilla; Javi Garcia, David Simão e Rúben Miranda; Nolito, Rodrigo Mora e Rodrigo
Treinador Jorge Jesus
Outros convocados | Mika, Luís Martins, Jardel, Rúben Pinto, Aimar, Bruno César, Nélson Oliveira
Excluídos | Nada a assinalar


Fonte: O Jogo