Mozer: «Dadas as circunstâncias, empate foi um prémio»

Mozer, treinador da Naval, em declarações na sala de imprensa, no final do encontro com o P. Ferreira, que terminou sem golos:

«Dadas as circunstâncias do jogo é um prémio para a minha equipa. A expulsão do Carlitos não tem contestação, foi uma jogada em que o jogador vai em direcção à baliza. Mas houve situações semelhantes que não foram ajuizadas da mesma forma. Num lance com o João Pedro, há uma falta normal, passível do cartão amarelo, mas que foi cometida por um jogador que já tinha um. Assim, as coisas poderiam ficar iguais dentro do campo. Sem ver as imagens e dando o benefício da dúvida ao árbitro, pareceu-me penalty numa outra jogada. O fiscal de linha estava melhor colocado e não marcou. Poderia ter mudado um bocado o ritmo disto.»

«Quanto estivemos onze contra onze jogámos muito bem, contra uma grande equipa que está a fazer um belo campeonato. Com menos um homem continuámos a discutir de igual para igual. Tivemos oportunidades para marcar. Vamos continuar a trabalhar, para somar o maior número de pontos possível. O desgaste foi grande e vamos tentar agora recuperar para o jogo do próximo fim-de-semana com o Marítimo.» 

0 comentários: