Contra números ou estatísticas

A situação da Naval não é boa, todos o reconhecem, porém, ninguém atira a toalha ao chão.

No horizonte está já a deslocação a Olhão, terreno pouco fértil a êxitos figueirenses mas onde a equipa quer pontuar, a avaliar pela palavras de João Real que estabelece como meta necessária «vencer pelo menos quatro dos seis jogos que faltam» disputar.

«Não temos tempo para pensar em números ou estatísticas. Estamos a trabalhar e a aperfeiçoar a estratégia que foi delineada e que julgamos ser a melhor para surpreender o nosso adversário. Temos consciência de que o campeonato avança para o seu final, mas continuamos a pensar de forma positiva e a acreditar que vamos conseguir inverter esta situação», expressou o defesa, rejeitando, por isso, balanços antecipados:

«Nada ainda está decidido. A única coisa que sei é que este grupo tem valor para se manter na Liga. Pelo trabalho que temos desenvolvido não merecíamos estar a passar por isto».

Fonte: A Bola 

0 comentários: