Quebrar o enguiço

Bolívia aterrou em Portugal em Julho de 2008 para "ajudar a Naval". Esta época quer deixar marca com o seu nome próprio, Edivaldo. O veloz avançado sonha jogar na selecção da Bolívia e não ficaria bem usar esse nome como alcunha. Domingo passado, no Estádio José Arcanjo, a Naval venceu pela primeira vez o Olhanense e Edivaldo contribuiu com um golo, o terceiro do campeonato, depois de já ter assinado o ponto, em Aveiro, com o Beira-Mar, e também com o Olhanense, na primeira volta (abriu o activo num jogo que haveria de ser empatado por Cadu).
Amanhã, na recepção ao Benfica, a Naval tem a derradeira oportunidade de vencer um grande por época, objectivo alcançado nas duas temporadas passadas, frente a FC Porto e Sporting. "Precisamos muito de somar três pontos", assumiu o jogador brasileiro, com dupla nacionalidade graças aos laços maternais da mãe boliviana.
Tudo parece estar a correr de feição nesta perseguição determinada pela permanência. "Estamos motivados e confiantes e vamos jogar para vencer, sem receios e com respeito", confessou como quem aposta na concretização do ditado que a fé move montanhas.
Autor de um dos golos do 2-4 da época passada contra o Benfica, em 5 de Maio de 2010, Edivaldo não está obcecado em voltar a marcar aos encarnados, pois o importante é "ajudar" a construir um bom resultado. "Respeitamos o Benfica, mas cada um faz o seu futebol" e, embora se trate de uma "equipa de qualidade", a concentração é total.
Em momento de inspiração verbal, Edivaldo avançou com uma frase pomposa. "Há uma página em branco para escrever", afirmou, e não conta para nada o clube nunca ter vencido o Benfica. "Isso é passado", sublinhou.
Para quem está numa situação complicada como a Naval - a quatro pontos do antepenúltimo classificado, o Setúbal quando faltam disputar cinco jornadas -, o Benfica poderá não ser o adversário desejado, mas nada que atemorize Edivaldo. "Queremos dar a volta completa a este momento. Estamos todos tranquilos e conscientes, claro, da situação, por isso queremos bater o Benfica", prometeu.

Fonte: O Jogo

0 comentários: