Bolívia chama por... Bolívia

O seleccionador da Bolívia, Gustavo Quinteros, poderá em breve convocar o jogador da Naval. Edivaldo, nascido no Brasil mas com mãe boliviana, já está a conferir a documentação para tratar da dupla-nacionalidade.
«Defender a Bolívia seria algo importante para mim, porque é o país da minha mãe e é onde vivem alguns dos meus irmãos. Espero que a documentação seja aceite», admitiu Edivaldo à imprensa boliviana.
O jogador nasceu no Brasil e curiosamente sempre jogou sob a alcunha de Bolívia, nome que utiliza na camisola da Naval. A alcunha, explicou, surgiu quando jogava nos escalões de formação do Atlético Paranaense e teve origem no facto de ser proveniente de uma zona fronteiriça com aquele país (Cuiabá, capital do estado de Mato Grosso).
Nos próximos tempos poderá então aparecer na Figueira da Foz a chamada do jogador à selecção, até porque o próprio seleccionador Gustavo Quinteros também já falou publicamente sobre Edivaldo: «Vi alguns vídeos através da Internet e fiquei com boa impressão.

Fonte: A Bola

0 comentários: