Esperança na vitamina Mozer

Entrada do treinador devolveu confiança, vitórias e... pontos. A quatro jornadas do fim todos acreditam num final feliz. Segue-se a deslocação a Vila do Conde e margem de erro é nula.
Quem diria? Depois de um início de época muito complicado, com passagens fugazes de Víctor Zvunka e Rogério Gonçalves pelo comando e sucessivas derrotas comprometedoras, o destino, ainda no final do ano passado, parecia traçado: o regresso da Naval à Liga de Honra.
Ora, com Carlos Mozer tudo mudou. O brasileiro foi o último trunfo lançado pelo presidente Aprígio Santos. Uma aposta arriscada, é certo, dada a pouca experiência como treinador principal, mas que não demorou a provar-se ter sido a mais acertada.

Fonte: A Bola

0 comentários: