Portimonense vence Naval


Rafa decide duelo entre as duas equipas despromovidas do principal escalão.


Um golo de Rafa, a um minuto do fim, garantiu a vitória do Portimonense sobre a Naval (2-1), na segunda jornada da Liga de Honra. No duelo entre as duas equipas despromovidas do principal escalão, na época passada, começou melhor a formação algarvia. Simi inaugurou o marcador aos doze minutos, mas a Naval chegou à igualdade aos 72, por intermédio de Sandro Mendes, (o qual foi expulso mais tarde). O tal golo de Rafa, ao minuto 89, desequilibrou a balança.

Fonte: Mais Futebol

Análise por Carina Monteiro

Depois de 15-20 minutos muito fracos por parte da equipa navalista, a reacção ao golo do Portimonense (marcado por Simi aos 12m) começou a surgir desde os 30 minutos de jogo, com jogadas bem engendradas de Giuliano, Roberto e João Pedro, no entanto, sem efeito. Na segunda parte, a Naval carregou no acelerador, controlando sempre o jogo e chegando ao empate por Sandro, que, no entanto, iria estragar as contas mais tarde, depois de uma falta infantil que levou ao segundo amarelo mostrado e consequente expulsão. Antes disso, Roberto desperdiça uma grande penalidade , permitindo a defesa ao guarda-redes do Portimonense, e perde uma excelente oportunidade de matar o jogo e levar a sua equipa à primeira vitória na Liga Orangina. Com a expulsão de Sandro, o Portimonense acreditou na vitória e numa jogada individual de Rafa, conseguiu o tento ao cair do pano. Mais uma vez a Naval domina mas não concretiza. Algo que Daniel Ramos terá de trabalhar bastante se quer ambicionar a subida ao primeiro escalão do futebol profissional.

Destaques:

 + Giuliano - 4/5

Foi o grande impulsionador do ataque navalista. Esteve em quase todas as jogadas de ataque da sua equipa,e  manteve sempre uma atitude virada para o golo, embora ainda se note alguma falta de frescura física.

 + Carlitos - 3/5

Certinho e com as normais subidas pelo seu flanco, esteve bem em quase todos os lances, tendo apenas deixado escapar os homens do Portimonense por uma ou duas vezes. Tirou a cereja do topo do bolo a Rafa, quando este só tinha de rematar para a baliza, para alcançar o golo.

- Sandro - 2/5

O médio navalista teve uma tarde inglória. Fez renascer as esperanças aos navalistas, com o golo alcançado aos 72m, contudo acabou por oferecer ao Portimonense a vitória sobre a sua equipa, quando fez uma falta "infantil" que lhe valeu o 2º amarelo e consequente expulsão.

- Hugo Santos - 1/5

Depois de 2 jogos prometedores para a Taça da Liga, Hugo Santos aparece irreconhecível neste jogo, não tendo sido visível a sua arte dentro do campo. Muito apagado, talvez por culpa do adversário.

- Ricardo Ehle - 2/5

Ricardo Ehle mostrou-se hoje muito inseguro e ainda muito verde e lento em jogadas praticamente normais, colocando inclusive a sua equipa em perigo, com cortes atabalhoados e passes errados na primeira parte. Já no segundo tempo, melhorou a sua prestação, mas será caso para pensar se Daniel Ramos não terá opções no banco mais capazes para estes jogos.

Nota Final: As notas/opiniões são dadas com base numa avaliação global do jogo, mas também tendo em conta a progressão do jogador, jogo a jogo. Não pretendem ser desmoralizadoras, mas antes construtivas e moralizantes. Portanto, quem levar nota negativa, só tem de trabalhar mais para melhorar, caso concorde com a nota!;)



1 comentários:

Quem sabe disse...

Afinal mandaram embora as pessoas erradas, ò Aprigio abre o olho, com esta equipa ainda lutas para não descer.