Acabar a maldição

A Naval tenta esta tarde transformar aquilo que foi uma maldição na última época numa fortaleza que lhe valha, desde já, a passagem à fase seguinte da Taça da Liga. Na passada temporada, então no principal escalão, a equipa da Figueira da Foz apenas venceu dois jogos do campeonato na condição de visitada, frente a Académica e, curiosamente, Benfica. Agora, as indicações não podiam ser melhores: no primeiro jogo oficial, triunfou com distinção em casa frente ao Arouca, equipa que também pisca o olho a uma subida de divisão.
Fruto desse bom arranque, Daniel Ramos pode fechar hoje as contas do apuramento e somar já seis pontos no Grupo B, que assistiu, também na primeira ronda, à derrota caseira do Covilhã frente ao Santa Clara. Tulipa tem, por isso, uma pressão acrescida para o encontro, já que uma derrota deverá significar o cair do pano na competição.
Lamentando a lentidão com que vai sendo formando o plantel, treinador dos serranos tem mais motivos para sorrir, tendo em conta a disponibilidade de Idris e Fofana, o primeiro vindo do Sertanense e o segundo com a permanência na equipa assegurada recentemente. Do outro lado, Sandro foi chamado pela primeira vez e entra na luta para fazer da Naval o primeiro clube apurado para o que se segue.
Refira-se que os restantes jogos disputam-se amanhã. Santa-Clara-Arouca é o outro jogo do Grupo B.

Equipas prováveis

Estádio José Bento Pessoa

Árbitro: Rui Patrício (AF Aveiro)

Naval:
Taborda; Carlitos, Rogério Conceição, Leomar e Carlos Fernandes; Godinho, Edivaldo e Leandrinho; Hugo Santos, Roberto e Zé Rui

Outros convocados: Guilherme, Júnior Pereira, Williams, Zé Mário, Giuliano, Sandro, Previtali e João Pedro

Treinador Daniel Ramos

Covilhã:

Nuno Santos; Dani Coelho, Gegé, Ricardo Rocha e Joel; Zezinho, Filipe Fernandes, Gabi e Milton; Pedro Ribeiro e Amian

Outros convocados: Igor Araújo, Idris, Dani Matos, Gui, Andrézinho, Fofana e Hélder Rodrigues 

Treinador Tulipa 

Fonte: O Jogo

0 comentários: