Tozé Marreco rescinde por salários em atraso


O avançado Tozé Marreco, melhor marcador da equipa da Naval, anunciou através de comunicado que pediu a rescisão de contrato devido a salários em atraso.

Tozé Marreco, de 24 anos, enalteceu a forma como foi tratado por algumas pessoas no clube, garantiu ter sempre dado tudo ao serviço do clube, mas viu-se obrigado a pedir a rescisão.

Comunicado:

«Informo que procedi hoje à rescisão unilateral do meu contrato de trabalho desportivo com a Naval 1.º de Maio com fundamento em salários em atraso. O processo está agora entregue ao departamento jurídico do Sindicato.

Foram seis meses muito intensos em que dei tudo de mim ao serviço da Naval, todo o empenho, vontade e profissionalismo metendo por várias vezes em primeiro lugar a Instituição que defendia em detrimento do meu bem-estar físico. Foi com orgulho que vesti a camisola de Naval. Mas como os compromissos do clube para comigo não foram cumpridos fui obrigado a tomar esta decisão muito difícil.

Não podia deixar de agradecer a algumas pessoas que, por uma ou outra razão, me ajudaram nestes seis meses.

Miguel e Joaquim pela amizade, ajuda e apoio que sempre me demonstraram: 

Ao Dr. Pedro Santos pelo profissionalismo e competência que muito lhe agradeço; 
Ao Dr. Nuno Mateus pelo apoio, confiança e amizade de sempre;
Ao Sr. João de Almeida por ser o maior adepto da Naval e por estar sempre disponível para ajudar os jogadores em tudo o que precisam;
Ao Sr. Guindeira por ser um dos responsáveis pela minha contratação;
Ao mister Álvaro, Chainho e Professor João Martins por me ajudarem a ser melhor atleta;

Os mais importantes e inesquecíveis ficam para o fim. Os meus grandes colegas de balneário, grandes homens, enormes profissionais a quem nada, mas mesmo nada, pode ser apontado. Dão tudo o que têm em cada jogo. Só lhes desejo toda a sorte do mundo.

Por fim, agradeço muito ao Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, na pessoa do seu presidente Dr. Joaquim Evangelista e também ao advogado Dr. Joao Lobão por todo o apoio.

Para terminar, até os procedimentos legais estarem todos finalizados não farei mais nenhum comentário sobre este assunto.»

Fonte: A Bola

0 comentários: