Naval-Académica, 3-1 (destaques)

Fábio Júnior

Abriu o caminho para a vitória ao conseguir a grande penalidade de que resultaria o primeiro golo da partida. Mas já tinha deixado a sua marca anteriormente com uma série de iniciativas que ajudaram a deitar o adversário ao tapete. Mesmo com menos bola, na segunda parte, continuou a não dar sossego à defesa académica. Prova disso foi o lance do 3-1, em que sentou Peiser, antes de servir João Pedro.

 
Simplício

Na esquerda ou no centro, depois do vermelho para Gomis, foi um quebra-cabeças para a Académica pelas arrancadas em potência e velocidade. Apontou o segundo golo da equipa e manteve a baliza de Peiser sempre debaixo de mira.

 

Marinho

Jogou com tanta impetuosidade que cedo foi «amarelado» mas não perdeu o discernimento. Decisivo no lance do segundo golo figueirense, ao «adivinhar» a intenção de Peiser: captou a bola antes que saísse e coloco-a à mercê do remate vitorioso de Simplício.




0 comentários: