A muralha de Catanduva

GUILHERME DEFENDEU UM PENÁLTI



Foto por Carina Monteiro

No Grémio Catanduvense, onde jogou na época passada e foi o herói da subida à Série A1 do campeonato paulista, chegou a ser conhecido como “a muralha”. Guilherme, um gigante de 1,89 metros e 88 quilos, foi então descoberto pela Naval e esta época tem, em Portugal, a sua primeira experiência no futebol europeu.
“Vou em busca da minha independência financeira, mas tenho um carinho muito especial pelo Grémio Catanduvense”, disse, em julho último, à imprensa brasileira.
No domingo, Guilherme realizou apenas o segundo jogo oficial com a camisola da Naval, mas acabou por ser decisivo no apuramento da equipa para a 4.ª eliminatória da Taça de Portugal. Substituiu o habitual titular Taborda na baliza dos figueirenses, tal como já tinha acontecido na última jornada da fase de grupos da Taça da Liga diante do Santa Clara, e mostrou ao treinador Daniel Ramos que pode contar com ele para o que resta da temporada.
Fonte: Record

0 comentários: