Naval impõe terceira derrota consecutiva ao Marítimo B


A formação da Figueira da Foz venceu por 3-2.


A Naval 1.º de Maio impôs hoje a terceira derrota consecutiva ao Marítimo B, ao vencer no Funchal, por 3-2, em jogo antecipado da 15.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol.

O conjunto da Figueira da Foz somou o quinto encontro sem derrotas na competição e subiu à 14.ª posição, com 16 pontos, enquanto os insulares caíram para oitavos, com 21.

Os primeiros minutos foram muito equilibrados, contudo, à passagem dos 21 minutos, a Naval inaugurou o marcador, por Tozé Marreco, que fez o seu oitavo golo na prova, após assistência de João Pedro.

O “verde-rubros” reagiram bem e, seis minutos volvidos, Kukula antecipou-se a Guilherme e restabeleceu a igualdade.

Numa altura em que o jogo estava mais aberto, a equipa figueirense esteve perto de marcar aos 32 minutos, mas Ricardo Ferreira parou um remate perigoso de Roberto.

Na segunda metade, o jogo ganhou outra intensidade e, logo nos segundos iniciais, Nuno Rocha não deu o melhor seguimento a uma iniciativa de Hassan, quando estava em boa posição para marcar para o Marítimo B.

Aos 55 minutos, João Pedro, na cobrança de um livre, voltou a colocar em vantagem no marcador os homens da Figueira da Foz, que praticamente “mataram” o encontro, aos 70 minutos, quando Paulo Regula fez, com um belo remate, o 3-1.

O Marítimo sentiu o segundo golo da Naval e podia ter sofrido o quarto aos 78 minutos, mas Ricardo Ferreira defendeu uma grande penalidade marcada por Roberto, a castigar falta do guarda-redes insular sobre o avançado.

O melhor que o Marítimo B conseguiu foi reduzir, já bem perto do final, por Gegé, após um canto apontado por André Ferreira.

0 comentários: